27.6.17

SONHO AO LUAR - PARTE XIV


Na manhã seguinte, quando Isabel chegou para o seu dia de trabalho, foi recebida por Antónia, que a informou da viagem do patrão. Disse-lhe que o patrão, antes de partir lhe dissera, para lhe comunicar que tinha deixado uma mensagem gravada para ela. Agradeceu o recado e dirigiu-se ao escritório para ouvir a mensagem. Ligou o gravador, e a voz grave fez-se ouvir.
- Bom dia, Isabel. Deves estar surpresa com a minha súbita partida, mas aconteceu algo que não posso adiar. Não sei quanto tempo vou estar ausente, espero que não seja muito. Até lá, estás de férias.
Que podia ter acontecido para que tivesse de partir tão repentinamente?Algum problema com a editora e a publicação do livro? Mas se era isso, porque não o dizia? De qualquer modo que importava isso agora? Não tinha decidido ir-se embora? Pois ali estava uma boa oportunidade. Quando ele voltasse, já estaria longe. Tinha pena de se afastar da avó, tinha quase oitenta anos, gostava de ter ficado junto dela o resto da vida. Mas o melhor que fazia era voltar para o escritório na cidade. O seu lugar não podia ser ali, ao lado do homem que amava e simultaneamente tão longe dele.
Pensou deixar-lhe uma mensagem gravada. Mas desistiu. Que podia dizer-lhe? Que os dois eram vítimas de uma brincadeira do destino? Não. Levantou-se, desligou e guardou o gravador, e chamou Antônia, a quem disse que a ordem deixada era para ir de férias até à volta do patrão. Despediu-se pois e voltou para casa. Foi para o seu quarto, pôs a mala em cima da cama, guardou as suas roupas, e quando fechou a mala, viu a avó parada na porta do quarto
A avó abriu os braços e ela correu para eles. Choraram juntas. Depois, mais calma a avó disse:
-Tenho medo de não voltar a ver-te, filha.
- Não digas isso, avó. Tinha, decido viver aqui contigo. Agora, não me sinto com coragem para isso. Mas prometo que venho ver-te muitas vezes. Um fim de semana, um feriado. O tempo suficiente para estar contigo, e não ter encontros dolorosos. O melhor mesmo era ires viver comigo, mas já sei que ninguém te arranca daqui.
- Vais-te embora já?
- Não. Só depois do almoço.
- Então vem. Vamos tratar dele agora.

15 comentários:

✿ chica disse...

Bah, que triste. O que será ele está aprontando? E ele? Vai embora? A avó,coitada!!Senti dor por todos eles...pena! bjs, chica

Jack Lins disse...

Ai ai. . . . O que irá acontecer? Também fiquei triste por todos.
Grande beijo

Odete Ferreira disse...

Hum... Será algum tratamento novo para o seu problema?

Anete disse...

Puxa, nova despedida acontecendo... Misterioso relacionamento, muito suspense e quero ver como acontecerá agora... (?!)
Estive lendo os capítulos anteriores e estou admirada por ele não reconhecê-la.
Bjs e boa noite...Boa 3a feira...

Pedro Coimbra disse...

Esta viagem do moço traz água no bico...
Abraços

Roaquim Rosa disse...

Bom dia
pois já cá faltava esta parte onde os leitores ficam em pulgas para os próximos dias.
até amanhã bem cedo se puder para não perder nada deste emocionante sonho !!
JAFR

Manu disse...

Uma pausa? Um momento inesperado, agora deixaste-me em suspense.
Fico a aguardar ansiosa novos desenvolvimentos, que pressinto serem bem empolgantes

Beijos Elvira

Tintinaine disse...

Ora cá está! Uma reviravolta nos acontecimentos, tal como eu esperava, para manter vivo o interesse dos leitores.

Isa Sá disse...

A passar por cá para acompanhar a história.

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Cantinho da Gaiata disse...

Elvira no melhor, dar um pouco a volta á situação e nós aqui á espera de um final feliz.
Vou estar atenta, o próximo capítulo já nos trás alguma novidade.
Bjs

Edumanes disse...

Não ouviu o que queria ouvir,
desiludida Isabel irá embora
umas vezes chorando outras a sorrir
com o destino caminhando estrada fora!

Tenha uma boa tarde amiga Elvira, um abraço,
Eduardo.

Os olhares da Gracinha! disse...

Vem aí surpresa!?
Bj

Maria Teresa de Brum Fheliz Benedito disse...

O que será que vai acontecer?
Vamos ver, beijinhos.

redonda disse...

Hoje tive um dia super cheio e é tão bom chegar aqui e ter três capítulos para ler, obrigada :)
Acho que esta até agora é a história que mais estou a gostar de ler
um beijinho e vou ler os dois outros capítulos

Gaja Maria disse...

Ooohh! Será que fica assim? Não pode ser :)