9.6.17

JOGO PERIGOSO - PARTE XXIV





David desligou o telefone, e ficou por momentos a olhar para a procuração que tinha nas mãos. Não entendia o que se passava com Daniela. O que é que ela queria com aquilo? Fazer um teste à sua honestidade? Não. Era demasiado inteligente para uma atitude tão estúpida.
Parecia-lhe mais uma prova de confiança, quiçá até de amor. Mas não podia ser. Ele demonstrara-lhe à saciedade quanto a amava, e o que é que ela fizera? Dissera-lhe claramente que ele só fora um objeto para satisfazer a sua carência sexual.
Guardou a procuração no cofre. O que ela merecia, era que ele lhe roubasse a sua parte da fábrica. Mas isso estava fora de questão. Primeiro, porque ela se instalara de armas e bagagens no seu coração, e ele não sabia como ia libertar-se daquele sentimento, tão novo e tão intenso. Logo ele que nunca acreditara no amor, e se limitara a aceitar o que as mulheres lhe davam, sem pôr nisso o coração. Segundo, porque a jovem é irmã de Daniel, e embora ela não o soubesse, esse facto punha-a a salvo de qualquer má intenção da sua parte. Terceiro e não menos importante, tinha orgulho da sua honestidade. Conquistara muita coisa na vida, e ambicionava chegar mais longe e mais alto no mundo dos negócios, mas nunca o faria utilizando o seu opositor como escada. 
Quem dera ela ficasse por Moçambique o tempo suficiente para ele a esquecer! Sorriu amargo. Um sorriso que não lhe chegou aos olhos e que mais parecia um esgar.
“Teria que ficar lá o resto da vida”- pensou. É que tinha a certeza de que não conseguiria esquecer, a mulher maravilhosa que tivera nos braços, naquela noite.
Como é que ele, um homem experiente se tinha deixado enganar assim? Seria capaz de jurar, que o que os dois tinham vivido naquela noite, tinha sido muito mais que uma tórrida sessão de sexo. Que o que ambos viveram estavam muito para além de jogos e excitações. Fora-o da sua parte, e juraria que ela estivera sempre com ele, como se os dois fossem um só. E afinal fora tudo fingido. Passou a mão pela testa, como se, com esse simples gesto levasse alguma luz aos seus pensamentos. Sentia-se cansado. E vazio.
Fechou o computador, vestiu o casaco e saiu. 
-Madalena, vou até à fábrica de confecções. Em princípio já não volto hoje. Qualquer coisa que seja necessária ligue-me. Até amanhã.
-Até amanhã, senhor


17 comentários:

Pedro Coimbra disse...

Mexeu com ele.
Vamos ver se ele é homem para fazer acontecer.
Bfds

Roaquim Rosa disse...

bom dia
quando o coração bate forte não é fácil por vezes tomar decisões.
aqui foi um amor que aconteceu que nenhum deles estava preparado para que tal acontecesse , daí este drama para ambas as partes.
vamos ver o que autora tem para nos surpreender ??
JAFR

Tintinaine disse...

Novela (no Sexta-Feira) pela manhã e futebol à noite!
Vai ser uma sexta-feira e tanto!

✿ chica disse...

Ele sente a falta agora dela...Vamos esperar!! beijos, lindo dia! chica

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Está a ficar interessante.
Um abraço e bom fim-de-semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Isa Sá disse...

A passar por cá para acompanhar a história!

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Majo Dutra disse...

Muito lindo o 'gatão' que serve de ilustração! Bom gosto!
O conto está deveras interessante...
Abraço, Elvira.
~~~

AvoGi disse...

Ui, o amor é lixado! Mas lindo!
Kis:=}

Anete disse...

Ah, tempo p reflexões e esperas... De repente, o relacionamento dos dois mudará... Tudo faz parte das superações, metamorfoses...

Bom fim de semana... Abraço

Maria Teresa de Brum Fheliz Benedito disse...

Está cada vez melhor!
Lindo final de semana querida amiga Elvira, beijinhos.

Os olhares da Gracinha! disse...

Refletir para agir ... é um bem necessário!bj

redonda disse...

Então ele não vai atrás dela?
Queria ler já o próximo capítulo!

um beijinho e depois volto

rendadebilros disse...

E agora? Como vão bater estes dois corações? Em sintonia? Beijinhos e bom-fim-de-semana!

Edumanes disse...

Os fortes também se apaixonam. Daniela e David, não são disso excepção!

Tenha uma boa tarde e um bom fim de semana amiga Elvira, um abraço,
Eduardo.

Cantinho da Gaiata disse...

Uii está apaixonado, quando ela voltar, vão cair nos braços um do outro.
Bjs

Berço do Mundo disse...

O feitiço virou-se contra o feiticeiro, depois de seduzir tantas mulheres

Rosemildo Sales Furtado disse...

Quando a ausência deixa lacuna, vale pensar mais vezes.

Abraços,

Furtado