24.6.17

SONHO AO LUAR - PARTE IX


Nessa noite, pegou no último livro de Tomás Reis, "Sonho ao luar," e releu algumas páginas.
Estava quase convencida que tinha descoberto o pseudônimo de Hélder Figueiredo.
Pesquisou o autor, na internet, mas a única coisa que encontrou, foi o nome dos vários livros, publicados e o nome da editora. Nem uma fotografia, nem a idade, nada que o identificasse. Era muito estranho.
Apesar de ter adormecido tarde, acordou cedo. Tomou banho, vestiu -se e foi para a cozinha preparar o pequeno-almoço. Preocupou-se por não encontrar a avó, que sempre se levantava cedo, e foi ao quarto, onde também a não encontrou. Começava a ficar assustada quando a porta se abriu e a avó entrou com o missal na mão. Tinha ido à missa das sete. Era o dia do aniversário da morte do marido.
Isabel, acabou de fazer as torradas, aqueceu o leite para a avó, e fez um sumo de laranja para ela.
Acabada a refeição deu um beijo na idosa, e saiu apressada, pois faltavam apenas trinta minutos para as nove horas.
Encontrou Hélder com outro homem que lhe apresentou como sendo o seu advogado. Ele estendeu-lhe o contrato que ela leu e assinou. Depois despediu-se e partiu.
- Continuo com o trabalho de ontem? – Perguntou quando ficaram sós
- Sim. Preciso desses capítulos acabados. Vou à cidade. Precisa alguma coisa?
- Há pouco papel para impressão.
- Mais alguma coisa?
- Penso que não.
Ele saiu, enquanto ela ligava o computador, a impressora e o gravador, iniciando assim o seu dia de trabalho.
Às onze horas, Antónia, apareceu com um chá e biscoitos.
Porém ela estava demasiado entusiasmada, com o livro, pelo que bebeu apenas o chá e continuou o trabalho.
Quando acabou de imprimir a última folha, desligou o gravador, organizou as folhas imprimidas, furou-as e arquivou-as numa pasta.
Olhou o relógio. Hora de almoço. Desligou o computador. Hélder, ainda não tinha voltado, não podia esperar, ele podia decidir almoçar na cidade 

                                                    

12 comentários:

✿ chica disse...

Riqueza de detalhes em tua narrativa.Nos leva pra lá! Adorando! bjs, lindo fds! chica

Ana Pinheiro disse...

Parabéns escreve muito bem!
Bjs
Ana
http://www.receitasfaceisrapidasesaborosas.pt/

O meu pensamento viaja disse...

Bom fim de semana.
Bj

Prata da casa disse...

Acabei de ler os três últimos capítulos. Está muito interessante !
Bjn
Márcia

Edumanes disse...

Penso que Hélder quando descobrir que Isabel se candidatou ao lugar de secretária não irá gostar da ideia! Até pode pensar que ela se aproveitou da sua cegueira para se aproximar dele? Veremos o que irá acontecer!

Tenha um bom fim de semana amiga Elvira, um abraço,
Eduardo.

Jack Lins disse...

A cada capítulo fica mais interessante. Estou amando e ansiosa com o resultado final.
Tenha um ótimo final de semana.

maria disse...

O Helder vai ter de reconhecer que é um homem de sorte, para já encontrou a Secretária ideal mas... será que vai ser apenas a secretária? Tenho dúvidas!!!:D

redonda disse...

E estava eu à espera que hoje eles fossem conversar...será que o vai encontrar na cidade?

(sobre o comentário lá no dona-redonda, o júri do Concurso poderá ter em conta os comentários que sejam lá feitos, será que daria para dizer lá em comentário o mesmo que no dona-redonda?
entretanto, fiquei amiga do Hugo no FB e estou a torcer para que ele ganhe)

um beijinho e um bom Sábado


Gábi

lourdes disse...

A menina com 12 anos e o homem com 22? Ai ai. Isso pode ser pedofilia......
Estou a brincar. Agora os meninos já são os dois adultos.
E algo me diz que vamos ter romance. Já sinto passarinhos verdes no ar....
Beijinhos.

AvoGi disse...

Pensei que a avó tinha morrido! Credo cruzes!
Kis :=}

Os olhares da Gracinha! disse...

Um dia perfeito!!! Bj

Gaja Maria disse...

Estranho ele, não? Que segredos guarda?