Seguidores

11.11.18

ESTRANHO CONTRATO - PARTE XVIII



- Não vai ser uma surpresa agradável para eles, mas desde que manifestaram a intenção de lutarem pela  guarda das meninas, com o argumento de que um homem só, não pode cuidar delas, fiquei sem vontade nenhuma de ser agradável com eles. Amanhã tenho um julgamento não poderei ficar em casa. Logo que eles cheguem apresento-te e deixo-vos. Espero que não sejam desagradáveis contigo, mas se o forem, quero que procedas como dona e senhora da casa e os obrigues a respeitar-te como tal. Não podemos, nem seria justo impedi-los de privarem com as netas. Afinal são o seu consolo, depois da morte da filha. Mas eles têm que nos respeitar.  Eu virei para casa, logo que o julgamento acabe. Vou pedir à Graça que fique por perto se precisares de ajuda.
- Não será preciso. Vai correr tudo bem, não te preocupes. Agora e antes de arrumar as minhas coisas, gostava de te pedir uma coisa. Acabo de descobrir que há um pequeno quarto que comunica com aquele que devemos partilhar. Gostaria de o utilizar  para mim. Percebo o teu argumento sobre as crianças, mas não consigo pensar naquele quarto como meu. Peço-te que te ponhas no meu lugar. Não é fácil partilhar a nossa intimidade com outra pessoa, especialmente se a essa pessoa não nos liga mais que um contrato, ou mesmo um sentimento de gratidão. Desculpa a minha sinceridade, mas sinto-me como se fosse partilhar o quarto com o patrão. 
Estava nervosa, as suas mãos não paravam de gesticular, a sua face estava vermelha.
- Mas aquele quarto é muito pequeno. Era o quartinho das bebés, E nem sequer tem uma cama.
- Tem um sofá. E agora que não há nenhum bebé podemos arrumar o berço noutro lado E pôr ali um armário para as minhas roupas.
- Não confias em mim?
- Claro que confio. Mas tenta perceber a minha posição. Nós tínhamos acordado em quartos separados.
- Bom, se ficas mais descansada, o quarto é teu. Mas hoje não temos tempo para tratar disso e amanhã com a visita dos meus ex-sogros, e o julgamento também não. Prometo que no sábado  trataremos de deixar aquele quarto minimamente confortável. Entretanto fica no principal. Eu fico aqui no escritório. De qualquer modo vou precisar preparar o julgamento de amanhã. E depois este sofá é bastante confortável.


reedição




                                                     

17 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Assim, separados, até têm mais tempo para colocar os pensamentos em ordem

Beijos- Boa noite

sandra mayworm disse...

Assim separados vão é pensar mais e mais um no outro, tá esquentando, Elvira!
Beijos!

noname disse...

Vamos ver, como se sai a nova senhora da casa, com os visitantes que podem não ficar contentes.

Boa noite, Elvira

Lucia Silva disse...

Vai ser uma prova de choque, mas ela tira de letra, com certeza!
Beijos!

Elyane Lacerdda disse...

Muitas x precisamos dar um tempo para emoções e esperar
o que vai rolar naturalmente...
bjos amiga escritora!
http://www.elianedelacerda.com

Pedro Coimbra disse...

E é assim que se acende o desejo.
Boa semana

Maria João Brito de Sousa disse...

:) Ainda a aguardar a visita dos ex-sogros.

Bom dia e boa semana, Elvira.

Abraço.

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Continuo a acompanhar esta bela história.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Rejane Tazza disse...

Passando, lendo, recordando e torcendo! bjs, chica e desejo ótima semana!

Isa Sá disse...

A passar por cá para acompanhar a história e desejar uma ótima semana!


Isabel Sá
Brilhos da Moda

Edumanes disse...

Há sempre qualquer coisa que os preocupa. Desta vez preocupam-se com o quarto, porque querem. O problema está nas suas mãos. O qual só eles o poderão resolver?

Tenha um bom dia amiga Elvira.
Um abraço.

rendadebilros disse...

Tema muito actual e, como sempre, em muito bom português a chegar com suspense aos leitores. ( Fico sensibilizada com a preocupação connosco. Está tudo bem. O susto passou. Vivendo o dia a dia com mais tranquilidade! Beijinhos)

Roaquim Rosa disse...

Bom dia
Uma situação frustrante em vários aspetos mas com o tempo se vai resolver com certeza .
JAFR.

Os olhares da Gracinha! disse...

Suspense... Bj

Ailime disse...

Boa noite Elvira,
Continuando a seguir com entusiasmo e interesse.
Beijinhos,
Ailime

Berço do Mundo disse...

Gosto desta Francisca, para além de uma mãe amorosa, consegue dizer o que pensa apesar da timidez e lutar pelo que quer. A ver vamos como reagirá à presença dos avós das meninas

Olinda Melo disse...


Olá, Elvira

Muito bom reler. Espero que esteja tudo bem consigo.

Bj

Olinda