18.6.17

SONHO AO LUAR - PARTE I


Descalça pela borda de água, deixando que as pequenas ondas de espuma branca, lhe viessem beijar os pés, a mulher caminhava de olhos fitos no horizonte, onde o sol mergulhava no mar, despedindo-se com uma explosão de cores. Isabel parou por momentos, extasiando-se com tanta beleza, e depois deu a volta, e dirigiu-se para as dunas, que davam acesso à estrada onde deixara o carro. Quase a alcançá-las, sobressaltou-se ao ver o homem sentado na areia, junto ao local por onde iria passar. Pensou desviar-se, mas isso seria dar ao homem, a ideia de que estava com medo, e não o impediria de a alcançar, se fosse essa a sua intenção, pelo que decidiu ir em frente. De súbito, empalideceu ao reconhecer o homem que sentado na areia, acariciava a cabeça de um cão.
Apesar dos óculos escuros reconheceu-o imediatamente.
Parou quase a seu lado e saudou com voz trémula.
-Olá.
Ele soltou uma espécie de grunhido, sem mover o rosto um milímetro sequer.
“Malcriado”- pensou a jovem afastando-se em direção ao local onde deixara o carro.
Hélder Figueiredo, estava de volta a casa depois de dez anos de ausência? Porquê? Parecia que não a reconhecera. Também não era para admirar, há dez anos atrás ela era uma miúda de dezasseis anos, demasiado alta, demasiado magra, demasiado apaixonada, pelo belo vizinho da sua avó, em casa de quem ela estava de férias.
Recordou mais uma vez, o pesadelo que a acompanhava desde então.
Tudo começou quando tinha doze anos. Foi nessa data que conhecera Hélder. Dez anos, mais velho que ela, ele era um homem jovem, tinha acabado de sair da tropa, e preparava-se para entrar no mercado de trabalho. E era muito bonito. Era vizinho da sua avó, e foi muito simpático com ela. Provavelmente achava graça às saídas da miúda, e talvez por isso, tornaram-se inseparáveis. Passearam juntos, tomaram banho na praia, ele emprestou-lhe livros e incutiu-lhe o gosto pela leitura. Quando as férias acabaram, e voltou para a casa paterna, fartou-se de chorar. No seu coraçãozinho de menina, tinha nascido um novo sentimento que ela nem sequer sabia como classificar.

26 comentários:

✿ chica disse...

Iniciando com um belo cenário e desde logo o impactante encontro. Promete! Já gostei do início! beijos, tudo de bom,chica

Cantinho da Gaiata disse...

Um início mesmo ao meu gosto, palpita-me que vai ser uma grande paixão.
Bjs

Maria do Mundo disse...

Cá estamos para mais uma aventura!

lis disse...

Parece que a história vai ser romantica !
O cenário descrito sugere !
Bom fim de semana, Elvirinha.
Tomara eu poder acompanhar todos os lances_ultimamente ,nao tenho dado conta.
e sabes me entender.
bjs

Tintinaine disse...

Uma nova história para ler ao pequeno almoço.
Só espero que não meta enforcados!

Isa Sá disse...

A passar pro cá para acompanhar a história!

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Sheyla - DMulheres disse...

Que encontro inesquecível!

Beijos e bom início de semana!
DMulheresInstagramFanpage

Roaquim Rosa disse...

Bom dia
mais uma historia para quem puder seguir diariamente e que logo no primeiro causa interesse.
JAFR

Anete disse...

Bom domingo, começando com o 1o capítulo de mais uma linda "estória"...
Um encontro marcante na praia... Penso que muito suspense e emoções vêm pela frente...
Abçs

Edumanes disse...

Já li o princípio! Para ficar a saber como termina. Vou se puder seguir até ao fim!|
tenha uma boa tarde de domingo amiga Elvira, um abraço,
Eduardo.

Maria Teresa de Brum Fheliz Benedito disse...

Bom dia Elvira querida!
Gostei do início, vamos ver o que nos aguarda.
Beijinhos e feliz semana.

Tais Luso disse...

Não tenho ideia como acabará, mas pelo que vi não tinham nada além de uma amizade... Então vamos ver o que vai rolar...
Beijo, Elvira! Uma feliz semana.

Os olhares da Gracinha! disse...

Um reencontro que pode mudar as suas vidas ... Bj

aluap Al disse...

Olá Elvira, venho desejar-lhe um resto de bom domingo e uma semana agradável.
Ainda não tive tempo de espreitar as suas anteriores postagens, mas agora já mais liberta, aqui estou para acompanhar este "sonho ao luar" e ler o que não li do "jogo perigoso".
Um abraço amigo.

Prata da casa disse...

Um reencontro que já nos diz que o amor está no ar.
Bjn
Márcia

FILOSOFANDO NA VIDA Profª Lourdes Duarte disse...

Olá Elvira, um belo texto com uma mensagem significativa que vale a pena ler. Um amor que torna a se encontrar para mudar vidas e torna-se mais forte. Um anoitecer de muita paz e um despertar abençoado para um início de semana de muita saúde e felicidade. Abraçoss

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Elvira!
Meu pai conheceu minha mãe nesta idade da moça e tinha dez anos a mais, rs...
Vou aguardar os fatos...
Seja feliz e abençoada!
Bjm de paz e bem

Rosemildo Sales Furtado disse...

Eis aí o início de uma história/estória que promete ser boa.

Abraços,

Furtado

Ailime disse...

Boa noite Elvira,
Uma história que tem um bom começo.
Vou aguardar o desenrolar da nesma
Beijinhos,
Ailime

Meus Traços e Linhas disse...

Boa noite Elvira, gostei da nova aventura, que promete momentos de emoção.
tenha uma noite de paz.
Abraços!

redonda disse...

Cheguei para começar a ler nova história :)
Para já está a parecer intrigante, o que terá sucedido no passado e o que passar com o Hélder?
Vou ler o capítulo seguinte...

redonda disse...

(espero que esta história vá ter um final feliz)

Jack Lins disse...

Inicio bem interessante, vou acompanhar...afinal, quem nunca teve um amor de verão?

Andre Mansim disse...

Se alguém importante morrer no final, dessa vez eu vou chorar!!!!!

Smareis disse...

Esse é um começo muito bom, a história promete.
Paixão por homem mais velho e complicado. Primeiro amor que fica enraizado pra sempre.
Bjs Elvira!

lua singular disse...

Oi Elvira
Promete. Adorei
Beijos
Lua Singular