21.6.17

SONHO AO LUAR - PARTE V





Ferveu o leite, fez o café, pôs manteiga nas torradas, e finalmente sentou-se em frente à avó. Comeram em silêncio, a jovem não se atrevia a dizer à idosa, o que tão bem planeara à noite. Quando acabaram, a avó colocou a sua enrugada mão sobre a dela, e disse com ternura:
- Vá lá filha, desembucha. Ou corres o risco de sofrer uma indigestão.
- Como é que sabes que te quero dizer alguma coisa?
- Olha, filha, eu sou velha, mas não sou cega. Sei que ficaste abalada com o que te contei sobre o Hélder. Também ainda conservo a minha memória e lembro-me bem como vocês foram inseparáveis noutros tempos. Depois não sei o que se passou, mas os dois fugiram. Tu levaste cinco anos sem voltares, ele levou dez. Nunca te perguntei nada, mas não é preciso ser muito esperta para saber que alguma coisa se passou entre vós. Talvez não saibas, mas sempre que estava por cá, ele vinha-me visitar, fazia-me um bocado de companhia ao serão e eu gostava de conversar com ele. Esteve ausente, dez anos, voltou e não me veio ver, uma única vez. Pode ser que seja por amargura, por estar cego. Mas pode ser por algo mais que só vocês saberão. E então, agora já podes dizer à tua velha avó o que te atormenta?
- Ó avó, não se passou nada. Eu fiz uma coisa estúpida e ele ficou aborrecido, mas isso foi há tanto tempo que nem já se lembrará.
- E tu, esqueceste? – Perguntou a avó perscrutando-a com o olhar.
-Claro avó, - mentiu e teve a certeza de ter corado. Mas a avó não disse nada. E ela acrescentou:
- Sabes, gostava de tentar a vaga de secretária. Sem ele saber quem sou, não podias dizer nada a ninguém.
A avó sorriu ironicamente
-Queres dizer que trocas a tua carreira de advogada, pela de secretária dele? Pensava que tinhas sentido uma paixoneta de garota, mas vejo que é algo bem mais sério.
-Ó avó não é nada disso. É só que tenho pena dele, e como estou de férias…
- Olha Isabel, se há coisa que me aborrece é que me tomem por tola. Vai lá ver se consegues a vaga, eu não direi nada a ninguém. também que poderia eu dizer? Que a minha neta, anda a apanhar lenha para se queimar, e eu não sei como protegê-la?
-Obrigada avó. És um amor, - disse abraçando e beijando a idosa.

                                                

17 comentários:

✿ chica disse...

Que avó bem observadora,sabida e querida!Esperar e vamos ver o que vai dar! Gostei! bjs, chica

AvoGi disse...

As avós são sempre perspicazes
Kis :=)

Edumanes disse...

Está indo muito depressa,
mais depressa do que o tempo
quem mais alto voa não se perca
por cima das nuvens no vento?

Tenha uma boa tarde amiga Elvira, um abraço,
Eduardo.

maria disse...

As avós são excelentes observadoras... será que Isabel vai conseguir a vaga?

Prata da casa disse...

Bonita esta relação e cumplicidade entre avó e neta.
Bjn
Márcia

Zé Povinho disse...

O passado não se apaga quando se quer e porque se quer...
Abraço do Zé

redonda disse...

Gostei da avó e estou a gostar do rumo que a história está a seguir :)

um beijinho e boa noite

Gábi

Pedro Coimbra disse...

Quem pensa que consegue esconder seja o que for às avós é que é tolo.
Abraço

Roaquim Rosa disse...

Bom dia
acho que a avó vai ter um papel muito importante nesta linda história de amor e que a sua neta vai olhar para os conselhos de quem sabe muito da vida !!!
JAFR

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

As avós são mesmo assim.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Maria Teresa de Brum Fheliz Benedito disse...

Nada escapa desta avó!
Super ligada e amorosa esta vovó.
Beijinhos.

Anete disse...

Opa, um belo capítulo acabo de ler... Vêm emoções fabulosas por aí...
Um abraço grande nesta 5a feira...

Ailime disse...

Uma história que prende!
Um beijinho,
Ailime

lua singular disse...

Oi Elvira,
A gente nunca esquece um grande amor
Tem resposta pra você no meu blog
Beijos no coração
Lua Singular

Os olhares da Gracinha! disse...

Desabafar sabe bem!!! Bj

Jack Lins disse...

Não tem como enganar uma avó, né?
Ai que saudade das minhas.

Smareis disse...

Avó sempre enxerga longe.
Vamos ver o que acontece .
Beijos!