11.11.15

FOLHA EM BRANCO - PARTE XXV






Faltavam cinco para as duas, quando chegaram à clínica. Miguel falou com a empregada, enquanto a jovem parecia distraída com a leitura do Juramento de Hipócrates, exposto num quadro na parede.
Como o médico já tinha chegado, não foi preciso esperar muito para serem atendidos.
Miguel contou ao médico a cena protagonizada pela jovem, que ele presenciara.
O médico ia tomando notas. Depois virando-se para a jovem perguntou:
-Além dos sintomas que o Miguel já relatou, sentiu mais alguma coisa?
-Uma grande pressão no peito, que não me deixava respirar, e um enorme medo de morrer.
-E lembra-se de alguma coisa antes disso, que pudesse de algum modo assusta-la?
Negou com um movimento de cabeça.
- E o Miguel, observou alguma coisa fora do normal no momento?
- Não. Só se…
-Diga, diga, tudo o que se lembre, ainda que lhe pareça irrelevante.
- O silvo estridente de uma ambulância que passava.
- Ouviu a ambulância? -Perguntou o médico à jovem
-Creio que sim. Não lembro com exactidão.
-Muito bem.
O médico não se cansava de fazer apontamentos.
- E a RM que eu pedi?
-Fiz ontem em Portimão, na Euromédic., mas só está pronta para a semana.
- Euromédic? Em Portimão? Óptimo. – Disse o médico premindo a campainha na secretária, o que fez aparecer a  assistente  à porta.
-Precisa alguma coisa, doutor?
- Sim, Teresa. Faça-me uma chamada para a Euromédic de Portimão. Pergunte se o Dr Gonçalo Prates está, e se estiver, diga que quero falar com ele e passe-me a chamada.
- Assim farei doutor. E retirou-se fechando a porta
- Enquanto esperamos, há mais alguma coisa que se lembrem?
- Sim doutor.- Respondeu Miguel. E de seguida relatou o incidente na papelaria, e como a partir daí começara a chamar a jovem de Mariana.
- É muito provável que esse seja realmente o seu nome, mas também pode ser de alguém que ela ame muito. A mãe, uma irmã…
O telefone tocou nesse momento. O médico escutou e depois pediu aos dois para saírem.
Uns 15 minutos mais tarde, voltou a chamá-los. Já tinha o exame no computador, já o tinha examinado e estava à vontade para dizer que a jovem não tinha nenhum tumor, ou qualquer outro distúrbio físico, que originasse a amnésia.
- Não havendo, doença degenerativa, encefalite, ou traumatismo, é evidente que a amnésia da paciente, é psicogénica temporária, decerto provocada por um choque emocional. Qualquer coisa que fez a paciente sofrer de tal ordem, que o seu subconsciente se revoltou, e  apagou tudo, numa manobra de defesa. Por outro lado, os sintomas que teve ontem, configuram um ataque de pânico, o que no seu caso parece ser consequência directa,  do trauma que lhe terá provocado a amnésia. Deve continuar a fazer a medicação que lhe receitei, mas mais importante que a medicação, é fazer psicoterapia.

13 comentários:

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Não adiantou muito mas pelo menos já sabemos que de doença não é.
Um abraço e boa semana.

Edumanes disse...

Tudo parece estar no bom caminho,
para que a jovem possa recuperar a memória
como voa, livremente, o passarinho
só espero que não seja interrompida pela inglória!

Tenha uma boa tarde amiga Elvira, um abraço.
Eduardo

Laura Santos disse...

Aos poucos algo surgirá que lhe faça relembrar tudo o que não quer lembrar.
Cativante, a sua escrita, Elvira!
xx

Vera Lúcia disse...


Pelo visto, a amnésia da jovem é mesmo de origem traumática. Pode ser que a psicoterapia a ajude no processo de recuperação da memória. Ou quem sabe algum fato novo possa surgir, repentinamente, despertando-lhe lembranças importantes.

Aguardemos.

Beijo.

Odete Ferreira disse...

Cada vez mais curiosa, amiga...~
BJo :)

Graça Sampaio disse...

Tens de começar a escrever novelas para a SIC e para a TVI.... Ganhavas dinheiro, a sério!

Isto é que é imaginação!!! Muitos parabéns!

Beijinhos, cara Elvira!

Pedro Coimbra disse...

E o choque foi......

Isa Sá disse...

A passar para continuar a acompanha a história

Isabel Sá
http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

São disse...

Psicoterapia , confirmo eu ser excelente!

Beijo

LopesCa Blog disse...

A seguir.
Deixo um jinho grande ;)

Blog LopesCa http://lopesca.blogspot.pt/
Blog LopesCa no Facebook https://www.facebook.com/LopesCa.Blog

Socorro Melo disse...


Nós, humanos, somos tão complicados...

Zilani Célia disse...

QUE BOM, PARECE QUE AS COISAS COMEÇAM A SE ENCAIXAR.

http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Rosemildo Sales Furtado disse...

É, parece que o Miguel esqueceu de falar ao médico sobre o fato de levá-la à Lisboa. É lendo e a curiosidade aumentando.

Abraços,

Furtado.