17.11.15

FOLHA EM BRANCO - PARTE XXX III


                                     foto do google

Fizeram imensas compras. Uma árvore de Natal, bolas coloridas,  roupas e calçado. Muitas roupas. Mais para ela que para ele. Ela se entusiasmava como uma miúda, ele sorria e gostava de a ver assim, sem aquela sombra de tristeza que sempre tinha nos olhos.
Carregados de sacos, e a caminho se casa, Mariana disse:
-Gostava de te pedir uma coisa.
- Esqueceste alguma coisa?
- Não. Gostava de vir amanhã, com a Maria. Comprar umas coisas para ela. Sabemos que a mãe, não lhe poderá comprar nada.  Que dizes?
Ele gostou de saber que ela se preocupava com a amiga.
-Desde que não me esgotem o saldo bancário,- respondeu sorrindo.
Mais tarde, enquanto jantavam, Mariana perguntou:
- Como vai ser a noite de Natal?
- Costumo passar a noite num hotel. Por falar nisso tenho que fazer a reserva.
- Não pudemos ficar em casa?
- Em casa? Mas como? Não pudemos pedir à Luísa para vir trabalhar nesse dia. E eu não percebo nada de cozinha. Sabes cozinhar?
- Não, - respondeu envergonhada.
- Então?- Interrogou, sem saber o que ela queria.
- A Maria disse que iam passar a noite, com a tia lá em baixo. Parece que é, a única família que têm. Tenho a certeza que se lhe pedirmos, a Luísa faz a nossa ceia. Os doces, podemos comprar, numa pastelaria. Não me apetece ir para um hotel. É muito frio, muito impessoal. Que te parece?
- Se achas melhor assim, parece-me bem. Falamos com a Luísa amanhã e veremos se ela está de acordo.
Depois do jantar, Miguel subiu ao atelier e Mariana foi arrumar as compras.
Sentia-se estranhamente feliz. Aquele dia tinha sido inesquecível.
Não pelas imensas coisas que Miguel lhe comprara, mas porque ele passou a tarde a seu lado, e estivera sempre lá. Sim, porque uma mulher, sabe sempre, quando um homem está consigo, ou quando está apenas a seu lado. E Mariana nunca se tinha reconhecido tão mulher, como quando estava com Miguel.
Desde quando o amava? Não sabia. Talvez desde que abriu os olhos e o viu de pé junto do cavalete, olhando-a inquieto. Ou mais tarde, quando com desvelo cuidou dela. Não sabia. E de resto nem isso  lhe importava. O que era realmente importante, é que estava irremediavelmente apaixonada por um homem, que a olhava como se ela fosse uma miúda, e a tratava como se fosse um pai, atento e carinhoso.

16 comentários:

Timtim Tim disse...

Mais! Mais! Mais!

Andre Mansim disse...

Beleza de capítulo.

Vera Lúcia disse...


Olá Elvira,

Li o capítulo anterior e pulei para este. Há dias que fica complicado passear pelos blogs amigos.
É verdade, uma mulher sempre sabe quando um homem está inteiramente com ela ou apenas ao seu lado.
Quero crer que Mariana está equivocada quando julga que Miguel a olha apenas como uma garota e que a trata como um pai. Na verdade, tudo indica que ele a olha como mulher e, como ela, também está apaixonado.

Beijo.

Olinda Melo disse...


O que para aí vai! Ausentei-me por uns capítulos e vejo que ela tem nome, chama-se Mariana, toma parte na vida da casa e já se fala em amor... Tenho de ver o que se passa lá em baixo (nos capítulos anteriores).

Bj
Olinda

Olinda Melo disse...

P.S.

12 capítulos mais abaixo consegui encontrar o momento exacto, na Parte XXI, em que Miguel começou a tratá-la por "Mariana". Também vi que vieram para Lisboa o que tornou necessário contratar Luísa e Maria para trabalharem lá em casa.

Teci comentários em alguns dos capítulos.
O que vale é que já me sinto actualizada e assim já posso seguir em frente nesta história cujo desenrolar se mostra empolgante.

Parabéns, Elvira.
Bj
Olinda

Socorro Melo disse...


As borboletas azuis começam a bailar no coração de Mariana...

Pedro Coimbra disse...

O problema é esse - ele olha para ela como pais, tutor.
Vamos ver no que vai dar.

Isa Sá disse...

Também estou a precisar de fazer muitas compras!

Isabel Sá
http://brilhos-da-moda,blogspot.pt

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Não é só o Natal que anda no ar é mais qualquer coisa, fico à espera de mais.
Um abraço e continuação de uma boa semana.

esteban lob disse...

Pareciera que al final se trata de un amor de verdad, Elvira.

Mariangela do Lago Vieira disse...

Que lindo Elvira! O amor trouxe alegria a vida deles!
Vou ler o próximo!
Abraços!!!
Mariangela

Berço do Mundo disse...

Estava previsto. E agora? Será que vai ser correspondida?
Beijinhos
Ruthia d'O Berço do Mundo

Zilani Célia disse...

SABIA, MARIANA SE APAIXONOU POR MIGUEL.

http://zilanicelia.blogspot.com.br/

lua singular disse...

Oi Elvira,
Quem não fica apaixonada por um homem que nos trata com tantos mimos e carinhos?
Está encaminhando para de repente, numa viajem com Miguel recordar sua memória
Estou amando seu conto
Leva jeito para escrever um livro de romance.
Beijos
Lua Singular

Laura Santos disse...

Já se deu conta de que está apaixonada.Agora resta saber se ele também está verdadeiramente apaixonado. Eu acho que sim.
xx

Rosemildo Sales Furtado disse...

Quem sabe, talvez o Natal em companhia da Luísa e da Maria, durante as conversas e brincadeiras, surja algo que ative a memória de Mariana?

Abraços,

Furtado.