7.3.17

CASAMENTO POR PROCURAÇÃO - PARTE VIII





Sofia abriu a mala e começou a arrumar as suas roupas. Foi à casa de banho e refrescou-se um pouco. Apetecia-lhe tomar um banho, mas estava demasiado cansada. Voltou ao quarto e só então reparou bem nele. O quarto estava pintado de branco. A estrela do quarto, era a enorme cama de casal coberta com uma fina colcha de lã. Sobre ela, tal como no resto da casa, almofadas coloridas. Na parede por cima da cama, molduras coloridas com pedaços de pano iguais às almofadas. De cada lado da cama, uma pequena cómoda pintada de amarelo, servia de mesa-de-cabeceira. Ao fundo um grande armário pintado de branco.
Completava a decoração os cortinados estampados de branco e amarelo.
Sofia estava espantada. Habituada ao mobiliário simples e sóbrio da aldeia, aquela profusão de cores tornava-se gritante e um tanto estranha. Retirou as almofadas, e estendeu-se sobre a cama.
Pouco depois o cansaço e as emoções tinham-na vencido.
Acordou sobressaltada com um toque no rosto. Sentou-se na cama e viu Quim de pé junto da mesma.
- Desculpa, são quase sete horas. Seria bom que te despachasses para irmos jantar. Queres tomar banho?
- Sentir-me-ia melhor.
- Vou ligar-te o esquentador. E vou dar uma espreitadela na televisão enquanto te arranjas.
Saiu sem esperar resposta, e mentalmente Sofia agradeceu-lhe por não lhe impor uma presença que ia deixá-la constrangida. Vinte minutos mais tarde, ela entrava na sala envergando uma blusa branca estilo camiseiro, semi-coberta por uma casaquinha vermelha, uma ampla saia rodada azul com bolas brancas e sapatos brancos.
- Estás muito bonita – disse levantando-se, não sem antes desligar a televisão.
-Obrigada. Pelo que vi nas ruas quando vim para cá, devo estar fora de moda.
- De modo algum. O que se passa, é que aqui, tudo é permitido.  Podes sair à rua com calças compridas, com minissaia, ou com vestido até aos pés. A tua vontade é que manda. A moda agora, é não seguir moda nenhuma. Vamos?

Aviso: Porque amanhã é o dia internacional da mulher, esta estória será interrompida.  Voltará na próxima Quinta-Feira

21 comentários:

Isa Sá disse...

A passar para acompanhar a história.


Isabel Sá
Brilhos da Moda

Tintinaine disse...

Viva o dia 8 de Março! Sem mulheres um mundo devia ser uma boa ... confusão!
No dia seguinte é o meu dia, as coisas parece que foram bem combinadas!

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Continuo a acompanhar e gostei da "a moda agora, é não seguir moda nenhuma".
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

✿ chica disse...

Estou acompanhndo e gostando muito! Quim parece bem compreensivo com tudo...bjs, chica

Edumanes disse...

Num quarto colorido
Sofia na cama deitada
esperando pelo marido
olhando para ela estava
como lhe tinha prometido
que ia ao restaurante e voltava
sem ainda dever ter cumprido!

Tenha um bom dia amiga Elvira, um abraço,
Eduardo.

AvoGi disse...

É frase do"agora a moda é não seguir moda nenhuma" adorei
Tão certa
Oi :=}

Olinda Melo disse...


Bom dia, Elvira

Gosto sempre das suas histórias. Nem sempre consigo segui-las do princípio ao fim, mea culpa, mas são sempre momentos de excelente leitura os que que aqui nos porporciona.

Virei ler mais.

Bj

Olinda

rendadebilros disse...

É verdade: uma coisa que me agrada quando vou ao estrangeiro é isso - ninguém repara em nada e tudo está na moda! E o noivo/marido está a agir com calma. Dar tempo ao tempo. Pode ser uma forma de a conquistar! ( nas fotos de ontem não é azul o que grita, é cinzento, é o reflexo do céu! Hoje já estão mais "leves" e azuis...) Beijinhos e um BOM DIA DA MULHER, um entre todos os outros 364...

Maria Teresa de Brum Fheliz Benedito disse...

Quim tão compreensivo, o que estará por trás de tanta gentileza?
Muito curiosa.
Beijinhos e feliz todos os dias, que são da mulher.

Bell disse...

Aguardo


bjokas =)

Roaquim Rosa disse...

Boas
começa a haver muita ansiedade na Luisa, e um pouco de curiosidade entre os leitores.
muito suspense !!!
JAFR

esteban lob disse...

Gran motivo para suspender, apreciada Elvira.
Muchas felicidades para ti y tus lectoras.

António Querido disse...

Aquele quarto parece o meu na Quinta da Lomba, onde comecei a minha lua-de-mel!
Faço votos que amanhã seja um dia feliz para todas as mulheres do mundo, e também um dia de reflexão para todos os homens começarem a dar-lhes o valor que elas merecem.

Com o meu abraço.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Amiga, depois pode apagar o comentário. Agradeço
o seu convite para o dia de amanhã e teria muito
gosto, mas já tenho um compromisso com umas ex-
-colegas de nos encontrarmos amanhã em Lisboa
para convivermos e almoçarmos juntas.
Bom dia para si.
Bjs.
Irene Alves

Ana S. disse...

Apesar de estarem casados, são desconhecidos e por isso faz ele muito bem em não impor a sua presença.
Abraço

Prata da casa disse...

Uma bela e vivida descrição do quarto. Foi a foto que a inspirou ? Gostei muito.
Bjn
Márcia

Gaja Maria disse...

Aparentemente o Quim é uma boa pessoa. Será?

Elisa Bernardo disse...

Passando por cá :) Beijinho querida Elvira boa semana.

Rosemildo Sales Furtado disse...

O que será que vai acontecer quando voltarem para casa depois do jantar? O véio ta curioso. Rsrs.

Abraços,

Furtado

Fernanda Maria disse...

Amiga Elvira, estou a gostar deste início, embora ache que a Sofia ainda não caiu nela, vamos ver :)

Adorei a decoração do quarto, pois gosto muito de decoração, e até fiquei com umas ideias :)

Beijinho

O Toque do coração

aluap Al disse...

Quantas histórias haverá por este Portugal fora iguais à deste casal?