25.3.17

PORQUE HOJE É SÁBADO...









HOJE COMO ONTEM


Hoje como ontem companheiro
Queremos encontrar a verdade,
A saída para esta angústia
Que grassa
As nossas feridas ainda mal cicatrizadas.
Hoje como ontem companheiro
Os homens não são homens.
São brancos, pretos, amarelos
Milionários, remediados ou mendigos,
Exploradores ou explorados.
São chineses e ciganos
Polícias e ladrões
Honestos ou corruptos.
Mas não são homens...
Hoje como ontem companheiro
Temos que encontrar o caminho
Que há lobos esfaimados à nossa volta
Esperando implacáveis o momento
de nos destruir.
Mas hoje como ontem companheiro
As nossas mãos unidas vão mostrar
A nossa força.
Ainda que o medo sele os nossos lábios
Ainda que a raiva cegue os nossos olhos
Ainda que nos queiram algemar o pensamento
Não há força que separe
As nossas mãos unidas.

 elvira carvalho

15 comentários:

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

É mesmo temos que estar cada vez mais unidos pois com diz a minha amiga "há lobos esfaimados à nossa volta".
Um abraço e bom fim-de-semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

Os olhares da Gracinha! disse...

É que a união faz a força!!! Bj

✿ chica disse...

Essa união é tudo de bom e nos leva adiante! Lindo domingo! bjs, chica

Graça Sampaio disse...

Temos de encontrar o caminho! Mesmo!

Tintinaine disse...

Soa a um daqueles poemas revolucionários do 25 de Abril!
Bom domingo!

Edumanes disse...

O povo, unido jamais será vencido,
todavia, sempre se tem deixado vencer
porque não está nem nunca estará unido?

Tenha uma boa noite e um bom dia de domingo, amiga Elvira um abraço,
Eduardo.

AvoGi disse...

Elvira...
Caminhar de mão dada é uma segurança...
Kis :=}

Prata da casa disse...

Parecia um poema de intervenção e a verdade é que continua actual.
Bjn
Márcia

Elisa Bernardo disse...

Intenso , com uma mensagem muito forte!
Adorei. Bom fim de semana, beijinhos
elisaumarapariganormal.blogspot.pt

Maria Rodrigues disse...

A união faz a força
Palavras sentidas e belas, lindo!
Bom domingo
Beijinhos
Maria

Fernanda Maria disse...

Parabéns amiga Elvira, por este poema tão atento e oportuno à realidade que nos rodeia.

Um beijinho

O Toque do coração

Tais Luso disse...

Esse teu belo poema é um 'alerta', e muitos povos estão assim, atados, nos quatro cantos do mundo.
Sim, sempre unidos... isso é força.
Beijo, querida Elvira.

Ailime disse...

Boa noite Elvira,
Um poema muito belo com uma mensagem muito actual e importante.
Beijinhos,
Ailime

Odete Ferreira disse...

É preciso estar sempre de atalaia...
Um belo grito, amiga
Bj

maria disse...

Uma Bela reflexão !!!