30.5.18

CASAMENTO DE CONVENIÊNCIA - PARTE X




- E ela não achou estranho que o namorado da irmã lhe tivesse dado um nome falso? – Perguntou Ricardo quando o empregado se afastou.
- Não. Ela estava nervosa, e ou não pensou nisso, ou terá julgado um pormenor sem importância, uma vez que o homem em causa estava morto.
-Suponho que não lhe disseste que era um teu familiar.
-Claro que não.
-Bom. Confesso que não descortino a razão por que precisas de mim se o assunto está arrumado. Ou não está? – Perguntou o advogado perscrutando o rosto do amigo.
- De facto não. Contratei o Abílio Morais, para investigar a jovem e a família. Segundo o seu relatório, a jovem que morreu era uma moça sossegada que só teve um namorado. O rapaz desapareceu quando soube que ela estava grávida. Isso prova que realmente o bebé é filho do Paulo, e portanto o único membro vivo da minha família, além da sua avó, minha tia, que depois da morte do filho definha dia a dia.
- E…
- E eu pensei que quero aquele bebé comigo, quero proporcionar-lhe uma educação condigna e fazer dele um homem melhor do que foi o seu pai.
A surpresa estampou-se no rosto do advogado, que quase se engasgou com o pedaço de bife que acabava de meter na boca.
- Estás doido? Como pensas conseguir isso? Com que argumentos? Ou será que … pensas comprá-lo? Sabes que isso é crime?
- Não pretendo fazer nada ilegal, até parece que não me conheces. O que pensei é muito simples. Estou a caminhar para os quarenta, sou um homem rico, mas solitário. Pensei propor casamento à tia do menino. Depois de casados adoto o bebé e posso fazer dele meu herdeiro.
Desta vez, a surpresa foi ainda maior.
- Por amor de Deus, Pedro. Vamos acabar a refeição e depois vamos para o meu escritório. Se continuamos esta conversa aqui, vou acabar por morrer engasgado.
-Não tinhas, muito trabalho hoje?
-E achas que vou conseguir fazer alguma coisa depois de teres largado essa bomba?
Pedro não respondeu. O seu rosto não demonstrava nenhuma emoção, apenas os olhos verdes mostravam a determinação que lhe ia na alma.
- Vais querer sobremesa? – Perguntou Ricardo quando o empregado se aproximou para retirar os pratos.
- Só café.
- Dois cafés, e a conta por favor.
Pouco depois, bebido o café e tendo pago a refeição, os dois levantaram-se e seguiram para o escritório do advogado situado a menos de cinquenta metros do restaurante


E estamos a caminho do comentário número 33 000
Muito Obrigada

27 comentários:

✿ chica disse...

Puxa, ele parece decidido.Sabe bedm o que quer. VEREMOS!!! MUITO NOM! BJS CHICA

noname disse...

Elvira, Elvira, sempre nos traz histórias que começam tortas. Esta será mais uma, que quando mais não esperamos sofrerá uma reviravolta e zás, nova corrida, nova emoção.

Boa noite, sono descansado

Roselia Bezerra disse...

Boa noite, querida amiga Elvira!
Sabia que iria acontecer algo pelo estilo, mas temo da moça não aceitar (a tia).... vamos ver!
Está melhor de saúde, amiga?
Seja muito feliz e abençoada junto aos seus amados!
Bjm fraterno e carinhoso de paz e bem

Pedro Coimbra disse...

Uma solução radical.
Mas uma solução quand même.
Abraço

Roaquim Rosa disse...

bom dia
Pois é , o problema vai ser convencer a moça , a não ser que no meio disto tudo comece a surgir o tal fraquinho de ambos os lados e o casamento venha a ser por amor e não por conveniência .
JAFR

Isa Sá disse...


A passar por cá para acompanhar a história.
Isabel Sá
Brilhos da Moda

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Continuo a acompanhar minha amiga.
Um abraço e continuação de uma boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Tintinaine disse...

Neste negócio não vai haver favores. Aposto que vai nascer um romance tórrido entre os "tios" da criança e vai ser só love, love, love!

Vannara rath disse...

I see your blog daily, it is crispy to study.
Your blog is very useful for me & i like so much...
Thanks for sharing the good information!
starbet promotion

Os olhares da Gracinha! disse...

Não sei se será uma boa opção mas ... se o AMOR surgir!?bj

Cantinho da Gaiata disse...

Isto promete, estou mesmo curiosa.
Bjs

Gil António disse...

Acompanhando
.
* Amor, num beijo ... esquecido *
.
Abraço
Beijo

Cidália Ferreira disse...

O casamento não seria má ideia, se ela estivesse de acordo. (Aí está o casamento por conveniência" loool é capaz de resultar!:)

Beijo e um excelente dia!

Anete disse...


Opa, um romance misterioso se apresenta... Há casos, relacionamentos inacreditáveis... Começam assim e se aprofundam!
Acompanhando com interesse e expectativas... A escritora é criativa e especialista em bons finais...
Abraço

Meu Velho Baú disse...

Eu não disse....o Pedro quer resolver o problema da criança mas....para ficar melhor teria que se apaixonar pela tia :))
Beijinhos

Maria do Mundo disse...

Passei para dar um beijinho e agradecer todas as visitinhas que me faz!

Edumanes disse...

Acho que a ideia de Pedro é a mais acertada. Com ela o mais beneficiado será sem duvidas o bebé. Mas para isso é preciso que sua tia aceite a proposta de casamento?

Tenha uma boa tarde amiga Elvira.
Um abraço.

Rui disse...

Previsível, embora muito rápido !... (?) :)
Não parece tratar-se de "uma paixão", mas sim uma decisão algo interesseira.
E falta saber como terá correspondência . Se por amor, ou se por interesse, já que "um partido" destes tem muito peso.
Veremos :)

Abraço

Emília Pinto disse...

Um caso interessante e que, para o bem da criança, gostaria que desse certo; o melhor seria mesmo que os dois se apaixonassem; talvez casem e, com o tempo, o amor apareça. Vamos ver! Beijo, Elvira e umbom feriado
Emilia

António Querido disse...

Ainda me vou casar primeiro, o meu é já no dia 29 de junho, dia de S. Pedro, os preparativos já começaram e os convites estão feitos.

Vou passando pela sexta e acompanhando.

Olinda Melo disse...


Veremos o que o diz a tia da criança...

Bj

Olinda

Gaja Maria disse...

Por esta é que eu não esperava
Abraço Elvira

Zilani Célia disse...

LENDO.
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Ailime disse...

Boa noite Elvira,
Não estava enganada.
Pedro está mesmo ansioso para tomar conta da criança.
Vamos ver o que se segue.
Bwujunhis,
Ailime

Lucia Silva disse...

Atrasada mas cheguei para colocar minhas leituras em da, sobretudo dessa história magnífica e esse capítulo, apesar da seriedade dos fatos, mas com um toque de humorismo.
Feliz dia, abraços!

silvioafonso disse...

E que surja o amor...

Beijos e beijos.



.

lourdes disse...

A coisa promete.
Um casamento por conveniência que "tá-se" mesmo a ver que vai resultar.
Não se sabe é as voltas que a coisa vai dar.
Bjs.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...