10.5.18

RENASCER - XXXII


Difícil olhar esta foto e imaginar um almoço de fins dos anos 60. Mas não encontrei nenhuma de acordo com a data.

                                               *******************

Naquele domingo, António, o pai de Carlos festejava cinquenta e cinco anos e por isso a família estava toda reunida naquele almoço, coisa que o jovem aproveitou para saber junto das irmãs, o que competia ao padrinho de uma criança que ia ser batizada,
- Para que queres saber isso? – Perguntou Amália, a irmã mais velha.
Então ele contou o convite que recebera de Luísa para apadrinhar a filha.
- Não entendo, - disse o pai. Porque aceitaste seres o padrinho se estás disposto a ser o pai? Ou mudaste de ideia, e já não vais cumprir a tua promessa?
-Não meu pai. Sou homem que honra a sua palavra. Se não o quisesse fazer não o tinha contado a ninguém. Julião era o único que me podia pedir contas e está morto. Acontece que só agora tenho condições para pensar em casar, mas como tenho em vista um emprego, estava à espera da resposta para falar à Luísa dos meus planos. Mas ontem quando estava para apanhar o comboio, ela surpreendeu-me com esta conversa.
- Pois então vê se te resolves, não me agrada nada que vás viver para Lisboa sozinho. Continuo a pensar que o teu lugar era aqui. Mesmo que não possas ir trabalhar para o campo, que diabo aqui também há outros empregos. E tu sabes disso, já tiveste um antes de ires para a Marinha.
- É verdade. Mas a Luísa vive em Lisboa, é lá que tem a família, o emprego…
- O mundo está a ficar de cabeça para baixo. Toda a vida, foi a mulher que acompanhou o marido não o contrário.
- Eu penso que a primeira coisa que deves fazer na segunda-feira, quando estiveres com ela, é falar-lhe dos teus projetos para o futuro. Estamos todos a dar como certo um casamento, sem saber se a Luísa vai aceitar.
- E porque não havia de aceitar? – Perguntou a mãe. Com a quantidade de jovens que vão para o Ultramar e já não regressam, não há que ser muito esquisita. E de resto o teu irmão, não é por ser meu filho, mas é bonito, tem bons sentimentos e é trabalhador. Que mais pode desejar uma mulher? Sobretudo se já é viúva e tem uma filha para criar.
- Amor, - respondeu Cacilda, que não se conformava com aquele casamento.
- O amor vem com o tempo, a convivência, e a maneira como os dois enfrentam os problemas do dia-a-dia, Cacilda. O resto é romance, - retorquiu a mãe.
- Por favor não discutam, por minha causa. Desde que recuperei a memória que vos contei o que pretendo fazer. Já lá vão uns bons meses, pensei que já todos tinham aceitado esse facto. Agora só pretendo saber o que o padrinho deve fazer para o batizado.
- Comprar as roupas e calçado da criança, a toalha e a vela para a cerimónia. Quase sempre é pago a meias pelos padrinhos a menos que se trate de um casal. Quem vai ser a madrinha?- Perguntou Amália.
- Não sei. Já vos disse, que ela mo pediu quando estava em Santa Apolónia para apanhar o comboio. Não houve tempo para perguntas.
- Bom, pode ser que seja alguma amiga, ou até pode ser que não tenha ninguém.
- Como assim, não ter ninguém? – Perguntou admirado.
- Na verdade no batizado só o padrinho tem que assinar e ficar responsável pela criança. A madrinha pode ser a Nossa Senhora, ou uma Santa de devoção dos pais. Não sabias?
- Desconhecia por completo.



22 comentários:

noname disse...

Esperando para ver :_)

Boa noite, Elvira

Lucia Silva disse...

Continua muito interessante! Esse costume de só o padrinho acessar e uma santa ser a madrinha, também, na minha realidade é dessa forma. Embora, muitos convidem o casal para apadrinhar a criança.
Beijos afetuosos!

Pedro Coimbra disse...

E podem ser duas madrinhas.
Sem padrinho.
É assim com a minha filha Catarina.
Abraço

Cantinho da Gaiata disse...

Esperando para ver quem será a madrinha, será que vem novidade?
Bjs

Roaquim Rosa disse...

bom dia
Não vai ser fácil tirar da cabeça do Carlos a promessa que fez , mas pode ainda surgir algo de novo que o faça mudar de ideias .
JAFR

Isa Sá disse...

A passar por cá para acompanhar a história!

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Manu disse...

Seguindo com atenção todos os detalhes da história.
Será que irão acontecer contratempos pelo meio?

Abraço Elvira

Tintinaine disse...

Elvira
Há algo estranho com os horários das suas publicações. Os comentários começam algumas horas antes da publicação, na coluna lateral do meu blog o «Sexta» vai subindo cada vez que outro blog publica qualquer coisa, nunca pára quieto, parece que tem bichos carpinteiros. O que se passa? Qual é o segredo?
Quanto ao Carlos é só esperar, a solução virá a seu tempo, já estou habituado a levar "seca".

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Está a ficar bem interessante minha amiga.
Um abraço e continuação de boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Larissa Santos disse...

Para mim vai ser padrinho/ pai, futuramente ;))

Hoje:- "O meu ilusório, fluindo"

Bjos
Votos de óptima Quinta-Feira

Rui disse...

Ora bem. Ser padrinho já é "uma grande parte" da promessa !
Será que ainda iremos ter a Emília como madrinha (??)... e daí ,... (??)
(Certo que Emília e Luisa ainda não se conhecem, mas,... )
Creio que nestas coisas de contos, ou novelas, o amor acaba sempre por vencer. (?)...

Abraço

✿ chica disse...

Vamos lendo, gostando e esperando sempre mais! bjs, chica

Jaime Portela disse...

Não sabia que a madrinha era "dispensável"...
Continuo a ler e a gostar muito, parabéns.
Continuação de boa semana, amiga Elvira.
Beijo.

Cidália Ferreira disse...

Faço das minhas palavras, as do Rui! :)



Beijo e um excelente dia.

Ontem é só Memória disse...

Quanto mais leio mais quero saber!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

Edumanes disse...

Padrinho e padrasto da criança. Para cumprir a promessa!Será que vai ser as duas coisas?
Voltarei aqui ficar sabendo o que acontecerá no próximo capítulo.

Tenha uma boa noite amiga Elvira.
Um abraço.

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida amiga Elvira!
Já conheci caso onde o padrinho se tornou padrasto...
No aguardo... será um ótimo desfecho...
Seja muito feliz e abençoada junto aos seus amados!
Bjm fraterno de paz e bem




jorjorbeth disse...

Beautiful image the building You chose well for the theme.
Your blog is very nice,Thanks for sharing good blog.
online games

Os olhares da Gracinha! disse...

Mais um desenrolar interessante sempre agradável de se ler!!!bj

silvioafonso disse...

Agora você vê. Em qualquer
parte do mundo valorizam, er-
radamente, a presença do homem
em detrimento da mulher. Pobre
da criança que só tem o padri-
nho como garantido.
Agora, vem cá. Pelo andar da
carruagem alguém vai dançar
nessa história. Nada contra
os interesses de Carlos, pe-
lo amor de Deus.

Beijos, gente. Elvira, um chei-
ro.

silvioafonso


.

Meu Velho Baú disse...

Vamos ficar o que isto vai dar...
Mas será que Cacilda a sua irmã que não concorda com este casamento não terá a sua razão?
Beijinhos

Berço do Mundo disse...

Acho que a madrinha da minha mãe foi a santa Teresinha. Por isso sabia dessa possibilidade inusitada.