12.5.18

RENASCER - XXXIV




- Olá. Que surpresa. Não te esperava aqui. Como foi o fim-de-semana com a família?
- Em festa. Meu pai fazia anos. Mas não foi para te falar da minha família que vim. Vais apanhar o elétrico?
- Sim. Mas que se passa? É por causa do batizado? Pensaste melhor e não queres ser o padrinho?
- Não é nada disso. Acompanho-te a casa. E depois de ver a Teresinha se a tua mãe puder ficar com ela, gostava que fossemos jantar juntos. Preciso conversar seriamente contigo.
- Começo a ficar assustada. Não podíamos ir conversando agora?
- Aqui, com toda esta gente à nossa volta? Ou no elétrico que a esta hora vai sempre sobrelotado? Decerto que não.
Tinham chegado à paragem, onde já havia uma fila de sete pessoas. O elétrico vinte e oito para a Graça, já se aproximava e como sempre aquela hora, praticamente cheio. Mas ainda entraram as quinze pessoas que no momento da sua chegada, formavam a fila, o que fez com que viajassem de pé e bem apertados, pelo que se mantiveram em silêncio até à paragem quase à porta da casa da jovem.
Mal sentiu a chave na porta, Dona Alzira, a mãe da jovem veio recebê-los com a bebé ao colo.
- Não sabia que vinhas acompanhada, - disse enquanto dava a cara para o beijo da filha.
-Boa tarde Dona Alzira. Como vai a senhora? – Perguntou Carlos.
- Boa tarde, Carlos. Eu estou bem, obrigado.
Luísa pegou na filha ao colo, beijou-a várias vezes, e só então falou para a mãe.
- O Carlos foi-me esperar. Diz que precisamos conversar. Convidou-me para jantar, se a mãe não se importar de ficar com a Teresinha mais um pouco. Temos que combinar o batizado da menina.
- E não podiam falar aqui? Eu e a tua tia estamos na cozinha, podiam conversar na sala. Jantamos às oito, ainda falta meia hora. Depois o Carlos pode jantar connosco. Se quiser, é claro.
- O que dizes? – Perguntou a jovem.
- Desde que possa falar contigo, sem interrupções…
- Então ficamos, - decidiu. Voltou a beijar a menina e antes de a devolver aos braços da avó, mostrou-a ao jovem, perguntando. - Não está linda a minha menina?
Ele estendeu a mão e fez uma carícia no bebé. Depois inclinou-se e depositou um beijo na cabecinha da menina.
- É linda sim. Parece-se contigo, -respondeu.
Luísa entregou a bebé à mãe e pegando na mão do jovem levou-o para a sala. Depois fechou a porta dizendo:
- Sou toda, ouvidos.


15 comentários:

Cantinho da Gaiata disse...

Vai começar a conversa tão esperada.
Bjs.

✿ chica disse...

E agora? A hora chegou! Vamos esperar! Bjs chica

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida amiga Elvira!
Gostei muito das palavras finaisbque revelam uma pessoa ouvinte... coisa rara nos dias actuais.
Seja muito feliz e abençoada junto aos seus amados!
Bjm fraterno de paz e bem

Roaquim Rosa disse...

bom dia
mais um dia de sofrimento para os leitores.
vai saber bem este domingo .
este fim de semana há festa na minha vila de Nogueira da Regedoura em Santa Maria da Feira em honra da Senhora da Hora e St. António . o que se realça mais é sem duvida a procissão com cerca de quinze andores .
Um bom fim de semana para todos .
JAFR

Larissa Santos disse...

Bom dia. Agora vem o mais importante ;)) Tão bonito este capitulo :))

Hoje:- Sonhos vazios em desejos por cumprir

Bjos
Votos de Óptimo Sábado.

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Continuo a acompanhar com interesse.
Um abraço e bom fim-de-semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

Cidália Ferreira disse...

Boa tarde!
Prevê-se um bom final!! :)


Especial:- A esperança que busco no meu caminho. {POETIZANDO}
.
Beijo e um excelente fim-de-semana.

Os olhares da Gracinha! disse...

Este texto foi o aperitivo para o que se segue!!!bj e gosto do seu jeito de "dialogar"!!!

© Piedade Araújo Sol disse...

Seguindo o conto, embora, eu ache que o final não será o que eu espero.
Mas como a autora por vezes nos leva a fins deveras alucinantes, vamos aguadar.
bom fim de semana.
beijinhos

:)

Isa Sá disse...

A passar por cá para acompanhar a história e desejar um bom fim de semana!

Isabel Sá
Brilhos da Moda

tulipa disse...


Lamento, mas não tenho acompanhado a história, pois tenho visitado outros blogues seus.
Parece estar a chegar a um momento interessante.
Vim cá hoje, porque me despertou a foto do eléctrico...

Obrigada pelas suas visitas aos meus blogues
cá continuo mostrando Singapura, local que me deixou deslumbrada!

Abraço e bom fim-de-semana

Tintinaine disse...

Agora é que vai ser.
E se ela lhe der um não?
Aceita ser padrinho e vai para a França ter com a outra.
É sempre bom ter duas opções!

Ailime disse...

Oh! Ainda não foi desta, mas gostei da introdução e do diálogo que se estabeleceu com a mãe da Luíza .
Beijinhos e bom fim de semana.
Ailime

Edumanes disse...

Para começar ela já é toda ouvidos,
a seguir toda dele poderá mesmo ser
que o seja sem haver desperdícios
no próximo capítulo disso se saber?

Tenha uma boa noite de Sábado e um bom dia de Domingo amiga Elvira.
Um abraço.

Lucia Silva disse...

A hora da decisão do futuro feliz para ambos chegou.
Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...