5.3.18

A TRAIÇÃO .- PARTE V


Naquela tarde não acordou com o habitual beijo da esposa. Chamou-a mas ela não respondeu. Levantou-se e sentiu um arrepio. Parecia que tinha voltado uns anos atrás, quando a casa lhe parecia demasiado fria e a solidão era companhia diária. Olhou à sua volta e então viu a carta, na cómoda entre a jarra de flores e a moldura com a foto do seu casamento.
Sentou-se na cama, e leu.
“Desculpa João, mas não aguento mais. O nosso casamento foi um erro muito grande. Nenhum de nós é feliz. E se tu não tens coragem de mo dizer, e por isso te afogas no trabalho, eu não tenho receio de enfrentar a verdade, e não quero um amor de mentira. Acredito que mereço e tenho direito, a viver um amor de verdade, e assim, vou-me embora. No cofre estão as jóias que me deste, não quero nada teu, foi suficiente tudo o que vivi nestes três anos. Levo apenas algumas roupas. Quando quiseres o divórcio o teu advogado que entre em contacto com o meu. Neste momento não te deixo o nome porque ainda não falei com nenhum, mas dentro de dias, envio-te o nome e endereço de um.
Desejo que sejas tão feliz, como eu tenho a certeza que hei-de ser.
Odete.”
João ficara sem chão. Vestiu-se e foi a casa dos pais dela, pensando que a encontraria lá. O sogro estava em viagem de trabalho, e a sogra disse-lhe que não sabia de nada, a não ser que a filha passara por lá para se despedir dizendo que ia viajar, e ela  acreditou que iam os dois. Ficou claro para ele que a sogra estava a mentir, mas não tinha como obrigá-la a dizer a verdade.
Saiu dali e procurou-a por todos os hotéis da cidade, mas o seu nome não estava registado em nenhum deles.
Regressou a casa com a alma em pedaços, pensando como era possível um homem enganar-se tanto com uma mulher. Ele seria capaz de jurar que a mulher o amava. Mas se assim fosse, ela não  o teria abandonado. Devia ter conhecido algum tipo da idade dela, e decidira ir viver com ele. Provavelmente alguém colega de estudos. Só podia ser isso.
Três dias depois recebeu uma mensagem com o nome de um advogado. Esperançado em saber notícias da esposa, foi ao seu escritório. Mas o advogado negou-se a dar-lhe qualquer informação sobre o paradeiro da sua mulher.



21 comentários:

noname disse...

Parece que ele ainda não se deu conta que não se pode amar pelos dois. Ela soube isso e quis mais, quis o que todo o ser humano merece.

Boa tarde Elvira


Roselia Bezerra disse...

Olá, querida amiga Elvira!
Tem homem que sofre com a mesma proporção que a mulher
...
Nota-se que ele não esperava.
Seja feliz e abençoada junto aos seus amados!
Bjm de paz e bem

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Está interessante.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Cidália Ferreira disse...

Quando se coloca trabalhos extras em primeiro lugar, acontecem surpresas.... Gostei apesar de, até eu estar desiludida com a Odete, lol

Beijo e uma excelente semana

Roaquim Rosa disse...

Boas
lá começa a nossa ansiedade.
JAFR

Edumanes disse...

Será que Odete sofre,
de cocegas no berbigão
não tem quem lhe o coce
durante noite no colchão?

Tenha uma boa tarde amiga Elvira.
Um abraço.

Smareis disse...

Que triste! Ah, Odete faz isso não. Eu acho que ela colocou o trabalho em primeiro lugar. Vamos ver o próximos capitulos.
Beijos Elvira. Ótimo dia!

Ailime disse...

Boa tarde Elvira,
Mais uma excelente história que li desde o primeiro capítulo num ápice!
O enredo já está criar bastante suspense e vamos ver como se vai desenrolar!
Um beijinho e boa semana.
Ailime

✿ chica disse...

Ela estava bem segura dos seus sentimentos em relação ao casamento.Não mais o queria! Gostando muito! bjs,chica

aluap Al disse...

"Aqui há gato". Cá para mim desculpou-se com o excesso de trabalho, mas quem tem medo de enfrentar a verdade é/foi ela.
Boa semana Elvira.

Gaja Maria disse...

Há razões que a razão desconhece, veremos o que se segue.
Boa semana Elvira

Kique disse...

Está a ficar muito interessante
Bjs
https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt/

Cantinho da Gaiata disse...

Nunca podemos colocar o trabalho em primeiro plano.
Mas para mulher ela é muito decidida, nem sequer houve uma conversa, aqui há história...😂.
Beijinho grande

redonda disse...

Bem, está-me a parecer que o João é que não agiu bem deixando a Odete a sentir-se tão só...espero que ainda vá a tempo de a reconquistar...
Estou a gostar muito da história...ocorreu-me agora que a traição poderia ser dele por estar a trai-la como o trabalho, com a falta de tempo e atenção...
um beijinho e boa noite

Diana Fonseca disse...

As pessoas só dão valor e correm atrás quando é tarde demais.

Pedro Coimbra disse...

Quando se dá pouca atenção à relação e se dá muita atenção a outras coisas podem aparecer destas surpresas desagradáveis.

Olinda Melo disse...

O que terá acontecido?

Bj

Andre Mansim disse...

Ixi... Esse moço tem algum problema, coitado.

lua singular disse...

Oi Elvira
Ela não gostava dele, falaria às claras
Beijos
Lua Singular

Lucia Silva disse...

Quando os dois se amam dá tudo certo, porém quando só um tem esse sentimento, o relacionamento tende a se acabar.
Beijos!

Rosemildo Sales Furtado Furtado disse...

Acredito que o excesso de trabalho dele e a solidão dela, foi a desculpa que ele encontrou para se mandar.

Abraços,

Furtado