10.3.18

A TRAIÇÃO - PARTE XI






Odete entrou em casa e foi ao quarto da mãe ver como ela se encontrava. Pareceu-lhe que já dormia e retirava-se quando a mãe abriu os olhos e perguntou:
- Falaste com ele?
- Sim, mãe. Ele vai tratar de tudo para que sejas rapidamente tratada. Mas quer que eu volte para casa.
- Nunca me contaste porque o abandonaste. Suponho que algo de muito grave se passou. Gostavas tanto dele. Mas se te quer de volta, é porque também te ama. Se assim não fosse há muito tempo  tinha pedido o divórcio. Porque não lhe dás uma segunda oportunidade?
- Não te preocupes mãe. Esclarecemos tudo e fizemos as pazes. Amanhã mudo-me para lá, mas estarei contigo sempre que puder. O João disse que amanhã chega uma enfermeira para cuidar de ti até seres internada.
- Mas isso é muito caro.
- Não te preocupes com isso. Ele faz questão de pagar tudo. Só tens de pensar em que tudo vai correr bem e que daqui a uns meses, nem te vais lembrar disto. Agora descansa. Eu vou telefonar ao pai e depois também me vou deitar.
- Não lhe fales da gravidade da minha doença. Tem tempo de saber quando voltar.
- Fica descansada. Agora procura dormir. Até amanhã.
- Até amanhã, filha. Deus te abençoe.
Odete telefonou ao pai, que atravessava Espanha, rumo a Portugal, verificou que estava bem, informou-se de quando chegava e despediu-se com um beijo.
Foi à cozinha, aqueceu uma caneca de leite, que bebeu, verificou se as janelas da casa estavam todas fechadas, e foi para o quarto que fora seu e da sua irmã, até que casaram e saíram para as suas casas.
Procurou um pijama e foi à casa de banho escovar os dentes e preparar-se para dormir. Fazia tudo com uma lentidão propositada, tentando não pensar no caos em que se transformara a sua vida, pelo menos até ao momento em que se deitasse. Porque ela sabia que assim que pousasse a cabeça na almofada, as memórias viriam em catadupa, tal como tinha acontecido durante todo o tempo que vivera na casa da sua irmã Laura em Leeds onde se refugiara tentando esquecer o fracasso do seu casamento.
Inicialmente pensara que seria só até ao divórcio, mas como João nunca o pedira, ela foi ficando e acabara empregando-se numa creche do irmão do cunhado.
Regressara há menos de quinze dias a pedido do pai, para cuidar da mãe.




19 comentários:

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

A "tempestade" ficou adiada para o próximo capitulo, ou será que vai haver paz e amor????
Um abraço e bom fim-de-semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

Larissa Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Larissa Santos disse...

Muito bem.. Ainda não é desta :))

fiquei curiosa

Hoje:- Alma que Vagueia.
.
Bjos
Votos de um bom Sábado.

Edumanes disse...

Ainda não consegui compreender qual foi o motivo que fracassou o casamento de Odete e João? Se ainda não se divorciaram, será porque ainda se amam?

Tenha um bom dia de sábado amiga Elvira.
Um abraço.

noname disse...

E eis que o suspense tomou conta da trama :-)

Beijinho, bom fim de semana

Cidália Ferreira disse...

Acho que ele está a ser duro. Mas até pode ser que se entendam.
Estou a gostar muito.

Beijo e um excelente sábado

✿ chica disse...

Vamos aguardando...Lendo e gostando! bjs, chica

Ontem é só Memória disse...

Estou ansiosa para saber o resto!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

AC disse...

Para lá das vírgulas, eterno empecilho, reconheço à Elvira uma extraordinária capacidade de criar cenários, sempre convincentes, que vão alimentando, episódio atrás de episódio, as expectativas do leitor.
Parabéns, Elvira!

Abraço

A Nossa Travessa disse...

Minha querida Elvirinhamiga

Só agora li a estória, ou seja a PARTE XI dela, pois nem sei por onde andei durante esta semana. Na segunda-feira fui atacado por uma ciática e B12 + Voltarene e ainda me dói, continuam as confusões, mas que porra!

Vou "rebobinar" e depois de amanhã vou começar a lê-la. Para já parece-me uma coisa complicadota mas como sempre vais resolvê-la.

Um grande qj do teu amigo e admirador

Henrique, o Leãozão

Kique disse...

A espera....o drama... o suspense
Bjs
https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt/

Portuguesinha disse...

Mas que motivo poderá Odete ter tido para tomar uma decisão tão imatura e infantil?

Outra suposiçao: a ex do marido tocou-lhe à porta e disse-lhe que durante todo aquele tempo ainda se encontrava com ele.

Cantinho da Gaiata disse...

Qual seria o motivo que levou a Odete a sair de casa e nunca pedir o divórcio, só pode ser traição.
Anciosa para o próximo capítulo.
Bjs

Smareis disse...

Estou adorando o conto, mais bem curiosa pra saber de fato o que aconteceu pra Odete sair de casa.
Um ótimo fim de semana!
Um abraço!
(Tem atualização por lá.)
Escrevinhados da Vida

lourdes disse...

Não me parece que ela tenha traído o marido, se o amava tanto. Provavelmente pensou que ele tinha alguem já que, por muito trabalhar, quase não parava em casa.
Mas agora com os dois em casa, algo me diz que as coisas se vão ajeitar.
Bjs.

Ailime disse...

Boa tarde Elvira,
Acompanhando com prazer.
Beijinhos,
Ailime

Lucia Silva disse...

Perto da verdade! Acompanhando com ansiedade!
Beijos!

redonda disse...

Hum parece estar aqui um grande mistério...

Andre Mansim disse...

Está bem interessante... estou esperando uma traição beeeemmmm traída.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...