7.2.18

A VIDA É ... UM COMBOIO - PARTE XXXI






Almoçaram juntos, num restaurante perto da escola e voltaram para assistir ao resto das atividades, embora Martim não entrasse em nenhuma outra. Por volta das quatro da tarde, a festa terminou, com um lanche ao ar livre, feito com as gluseimas que as próprias crianças tinham levado. Como Amélia pretendia seguir ainda nesse dia para a quinta, despediu-se da professora do filho, dizendo que não podiam ficar mais tempo por causa da viagem. No parque junto do automóvel, Paulo disse:
 - Também vou para cima hoje. Podíamos ir juntos. Passava daqui a pouco pela tua casa a buscar-vos.
- Obrigada, mas é melhor eu levar o carro. Pode ser preciso alguma coisa, com a avó, não posso ficar dependente de ti.
- Tudo bem. Mas eu venho aqui ter e vamos juntos. Vou só a casa buscar umas coisas e volto. Preciso falar contigo ainda hoje.
- Está bem. Às seis horas está bem para ti? Podemos jantar pelo caminho. Costumo fazê-lo com o Martim.
- Muito bem. Às seis então.
Afastou-se frustrado. Tinha uma vontade louca de a beijar. Não conseguia esquecer aquele beijo junto ao rio. Mas a presença de Martim impedia-o de dar livre curso ao seu desejo.
Como combinado, partiram às seis, jantaram no restaurante à beira da estrada, onde habitualmente Amélia costumava fazê-lo.
Durante o jantar, Paulo informou que os seguiria, até casa da avó Maria, queria comunicar-lhe a sua decisão de casarem o mais rápido possível, uma vez que ambos já não eram crianças, tinham certeza da decisão que tomaram e tinham o consentimento de Martim, que se mostrava muito feliz com a ideia de ter Paulo junto dele como um pai.
- Podemos realizar o casamento na herdade, não será uma grande festa, mas estaremos rodeados daqueles que amamos, e nos amam. Vamos tratar de tudo com eles este fim-de-semana, de modo que o casamento seja o mais rápido possível. Preferes uma cerimónia civil ou religiosa?
- O meu primeiro casamento, foi apenas no civil. A avó ficou desgostosa, para ela a benção divina é essencial para a felicidade no casamento. Desta vez, se não for contra aquilo em que acreditas gostaria de fazer-lhe a vontade.
- Então será uma cerimónia religiosa. Achas que quinze dias são suficientes para preparares tudo?
- Quinze dias? Ninguém consegue casar em quinze dias.
- Claro que sim. Os documentos, hoje em dia com a Internet conseguem-se num ápice. O mais difícil será a marcação na Igreja. Mas nem isso é obstáculo. Uma boa doação para as obras da Igreja faz milagres.
- Mas ainda nem falei com o meu irmão! Como te disse ele está de férias em Cabo Verde. Partiu ontem, só voltará dentro de dez dias.
- É tempo suficiente para mo apresentares e convidá-lo para o casamento. És maior de idade, não precisas da autorização dele.
- Tudo tão rápido… não sei.
- Vá lá mãe, diz que sim. Se aceitaste casar, que diferença faz uns dias mais. Depois quanto mais depressa casares mais depressa tenho uma família.
- Está bem. Vocês ganharam.


Nota, ontem não me foi possível visitá-los. às 4 horas quando cheguei a casa e liguei o pc não tinha Internet e essa falha manteve-se pelo menos até às duas e meia, hora a que me deitei.
Hoje tenho aulas de manhã e de tarde, pelo que só depois das 5 vou conseguir visitar-vos. 





26 comentários:

Nidja Andrade disse...

O bacana da vida é a oportunidade que temos diariamente de conhecermos novas pessoas,novas histórias,novos hábitos,novas superações...pois cada pessoa que se aproxima de nós,sempre tem algo a nos ensinar. AbraçO

Tintinaine disse...

Ui, vai ser uma paranóia se não esperam pelo tio. Ele é que sabe a história da inseminação da irmã e de quem é o pai do Martim. E quando o Paulo souber (da mentira) vai cair o Carmo e a Trindade.
Mais vale esperar, Amélia!

✿ chica disse...

Tudo andando bem e agora preparativos para o casamento...Mas tanto a acontecer...Adorando! bjs, chica

Roaquim Rosa disse...

boas
vai haver muitas surpresas de todos os lados , mas com a perícia da autora tudo vai acabar bem .
JAFR

noname disse...

Este rapaz é rápido demais para meu gosto, quase parece mais um negócio que um envolvimento amoroso ahahahah

Beijinhos Elvira

Cidália Ferreira disse...

Hummm já vão marcar casamento, que bom!!:)

Beijinhos

Next...

Vanessa disse...

Adorei!!!

Tenha uma ótima quarta feira.

Gil António disse...

Visitando e acompanhando
.
* Exultação de um amor intenso *
.
Votos de um dia feliz

paideleo disse...

O internet é así.
A historia vai demasiado ben para ser verdade.
Que novidades toparemos ?.

Lúcia Soares disse...

Oi lindo teu blog bjs

Ailime disse...

Amélia cedeu e agora será que a história se encaminha para o final?
Estou a gostar imenso.
Um beijinho.
Ailime

Olinda Melo disse...

O casamento está próximo, a selar esse amor. E o Martim também muito feliz com essa perspectiva.

Bj

Manu disse...

Tudo a correr bem e a contento de todos.
Vamos ter uma festa de arromba?

Abraço Elvira

Os olhares da Gracinha! disse...

Vai haver casamento!?
bj

Edumanes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Edumanes disse...

Não guardem para amanhã. O que podem fazer hoje. Cada oportunidade perdida na vida. É menos uma noite de amor vivida. A qual jamais se recuperará?

Tenha uma boa noite amiga Elvira,
de certeza estará muito contente
o Porto venceu o Sporting, na Invicta!

Um abraço.

Janita disse...

Parece que o Paulo e o Martim tomaram conta da situação, admiro-me com a passividade de Amélia, mas é melhor esperar para ver.

Um abraço.

Kique disse...

Será que o casamento vai acontecer
Bjs
Kique
https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt

Pedro Luso disse...

Olá, Elvira!
A tua narrativa conduz o leitor à uma leitura natural, sem qualquer enfado. Também tem a abordagem realista, como ocaso do casamento que foi realizado apenas no civil o que desgostou a avó. Muito bom Elvira.
Um abraço.
Pedro

Odete Ferreira disse...

E a narradora lá vai juntando as peças :)
A seguir, com muito agrado.
Bjinho

Isa Sá disse...

A passar por cá para acompanhar a história.


Isabel Sá
Brilhos da Moda

Pedro Coimbra disse...

Venha a cerimónia!!
Abraço

Cantinho da Gaiata disse...

Estou mesmo ansiosa para ver o encontro com o irmão da Amélia.
Vou passar para o próximo capitulo, até já.
Bjs.

Berço do Mundo disse...

Parece-me estranho estarem a planear um casamento a todo gás, quando ainda só trocaram um beijo digno desse nome...
A ver que reviravoltas nos reserva.
Beijinho, bom domingo
Ruthia d'O Berço do Mundo

P.S. Obrigada pelo ebook que me enviou por email. Tem fotos belíssimas

Lucia Silva disse...

Uauuuuu, ele quer mesmo casar e fazê-la feliz, assumir o menino que é seu e ele não sabe, menina que história!!!!!!!
Beijos carinhosos!

Rosemildo Sales Furtado disse...

É a felicidade chegando em doses homeopáticas. A dose principal será quando descobrirem que Paulo é o doador e, consequentemente, pai do Martim. Gostando e aguardando.

Abraços,

Furtado

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...