9.2.18

A VIDA É... UM COMBOIO - PARTE XXXIII






Naquela noite, Amélia custou a adormecer. Desde a desilusão que sofrera com a traição do falecido, tornara-se uma mulher fria, racional, que vivia apenas para o trabalho e para o filho, para quem canalizou todo o amor que o seu coração era capaz de sentir, e que era simultaneamente o seu refúgio e a sua força. De repente, Paulo chegou, e não só derrubou a muralha que ao longo dos anos tinha construído à sua volta, como disputava consigo o amor de Martim. Dizia a si mesma que não eram ciúmes, mas a verdade é que o entusiasmo do menino pelo homem que devia ser um quase desconhecido, era cada dia maior. Por outro lado, ela ia casar-se com esse quase desconhecido, e isso assustava-a. Paulo era um homem bonito, de extraordinários sentimentos, (a doação de metade da herdade, que estava prestes a concretizar, provava isso mesmo,) e parecia-lhe impossível que se tivesse interessado por ela. Na sua vida, teria de certeza encontrado mulheres bem mais bonitas, livres e sem filhos. Seria verdade que estava apaixonado por ela? Verdade que a atração sexual entre os dois era muito intensa. Não se podiam tocar, que logo o desejo irrompia, com a força de um cavalo selvagem, correndo à desfilada pela pradaria.  Mas isso por si só não sustentaria o casamento. A paixão acaba depressa, geralmente pouco tempo depois que a novidade deixa de o ser. Encontrava-se muito dividida. Por um lado, estava ansiosa pelo casamento, por outro temia que depois viesse a desilusão. Paulo, era um homem sincero. Dissera-lhe que sentia vontade de ter uma família, queria que eles fossem a sua família. Era natural que um homem que tinha perdido os pais muito cedo, sentisse a necessidade do calor familiar. Mas isso não é amor. E Paulo, nunca dissera que a amava. Prometeu ser um marido apaixonado, é verdade, mas conseguiria sê-lo se o que sentia por ela se baseasse apenas na luxúria?
E ela? Amava-o ela, ou o que sentia era atração física pelo homem que despertou os seus sentidos e o seu corpo? Não, claro que não. Atração ela sentiu naquele dia na estrada quando ele saiu da mota e se dirigiu para eles. Mas quando voltaram a encontrar-se, quando ele se ofereceu para representar o pai de Martim na festa, ela passou a admirá-lo, e quando lhe falou dos seus sonhos, e dos sentimentos que sentia pelo caseiro e sua família, a admiração cedeu lugar ao amor.
E porque sentia que o amava, não como amara o marido, com uma adoração de adolescente, mas como uma mulher madura, que sabe o que quer, é que tinha tantas dúvidas. Ela não conseguiria resistir, se mais tarde, passada a novidade, Paulo se desinteressasse dela. Mesmo que ele continuasse a amar Martim e a ser um bom pai para ele. Ela não precisava de um pai para o filho. Quem precisava de um pai, era ele, Martim. Ela precisava de um homem que a amasse, que fosse um companheiro, um amigo, um amante. Isso era o que ela queria de Paulo, e do casamento. Acabou por adormecer tarde e acordou com olheiras.
Depois do banho, vestiu-se e foi para a cozinha, onde encontrou a avó a acabar o seu pequeno-almoço.


BOM FIM DE SEMANA 


17 comentários:

Os olhares da Gracinha! disse...

Ponderar para aceitar é uma atitude correta!bj

✿ chica disse...

Quantas dúvidas em sua cabeça...Vamos ver se as dissipa! beijos, chica

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Está interessante e aproveito para desejar um bom fim-de-semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Roaquim Rosa disse...

bom dia
depois de um grande exame de consciência, o que será que aí vem ?
temos o fim de semana para saber !!
JAFR

Larissa Santos disse...

Duvidas que permanecem sempre. Afinal gato escaldado da água fria tem medo :))

Hoje:- Perdidos num brinde silencioso.
.
Bjos
Votos de um feliz fim de semana

Isa Sá disse...

A passar por cá para acompanhar a história.


Isabel Sá
Brilhos da Moda

Olinda Melo disse...


E as dúvidas não dão tréguas? Como se desenrolarão esses sentimentos contraditórios?

Bom fim de semana.

Bj

Olinda

António Querido disse...

Bom dia!

Antes de mais o meu OBRIGADO por ter aceitado as minhas rosas enfeitando o seu "Sexta"!

Quanto ao capítulo desta história, acho que também as gatas de água fria têm medo.

BOM FIM DE SEMANA

noname disse...

Se se pesam prós e contras, chegam as dúvidas, se não se pesam, o futuro pode vir a ser uma desilusão.


Bom dia

Tintinaine disse...

As mulheres são muito complicadas. De uma coisa simples como o sexo fazem uma problema do tamanho do mundo.
O sexo é sempre bom! O resto logo se vê!

Manu disse...

É difícil acreditar quando já se sofreu tanto!

Bom fim de semana Elvira

Fá menor disse...

Estou para ver é quando aparecer o irmão dela... que reviravolta irá dar.
Estou a gostar muito. Admiro muito a sua escrita, mas isso já não é novidade. :)

Beijinhos

Cidália Ferreira disse...

Hummm agora paira a duvida e o receio!!.Normal. :))

NEXT...

Beijo e bom fim de semana

Edumanes disse...

O guerreiro saltou a muralha,
entrou no coração de Amélia
no seu pensamento batalha,
apaixonada, nele só pensa ela!

Tenha uma boa noite e um bom fim de semana amiga Elvira, um abraço,
Eduardo.

Kique disse...

Por aqui venho "beber" o sumo desta interessante historia
Bjs
Kique

Hoje temos preferências

Sexo por cima ou por debaixo

https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt

Berço do Mundo disse...

Muito normal uma mulher mais madura e, ainda por cima, com um filho, ter dúvidas em relação a um passo tão importante...

Lucia Silva disse...

Muito viável essas ponderações dela, pois, para enfrentar novo relacionamento, é necessário reflexões e certeza dos próprios sentimentos, até porque, ela já teve uma experiência traumática com o marido falecido.
Beijos carinhosos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...