6.2.18

A VIDA É... UM COMBOIO - PARTE XXX



Finalmente chegou a festa de encerramento do período. Ao longo do dia havia várias atividades, que começavam de manhã pelo torneio de futebol, entre pais e filhos, seguido de uma corrida de sacos, apenas para as crianças. Depois do almoço, havia uma pequena peça de teatro, em que participavam alunos e professores, e por fim um trecho musical dançado por algumas alunas, ensaiadas por uma das professoras. Paulo combinara ir ter à escola, e Martim junto ao portão de entrada, estava tão ansioso por ver a moto do amigo que não se apercebeu da chegada de Paulo senão quando ele estava já ao pé de si.
- Olá campeão, - cumprimentou ele acariciando-lhe a cabeleira revolta.
- Não vi a moto. Já pensava que não vinhas.
- Eu cumpro sempre as minhas promessas, - disse voltando-se para Amélia e saudando-a com um breve beijo no rosto. – Vamos entrar?
Entraram para o pátio, onde já se encontravam alguns professores, bem como os alunos e respetivos familiares, aguardando a hora habitual de fecho dos portões para darem início às atividades desse dia.
- Onde deixaste a moto?- perguntou a criança.
- Vim de carro. Está no parque, junto do vosso.
Voltou-se para Amélia.
- Estás muito calada! – Disse num sussurro. Passa-se alguma coisa?
- Não. O Martim estava tão ansioso pela tua chegada que acabou por me por nervosa.
- Pois eu gostaria que partilhasses da ansiedade dele. Tens levado a semana a inventar desculpas para não nos vermos.
- Não é verdade. Foi mesmo uma semana muito complicada.
Um dos professores pediu a atenção dos presentes e a conversa foi interrompida.
Meus senhores, os meninos e familiares que vão entrar no torneio, dirijam-se aos balneários do Ginásio para mudarem de roupa. Os restantes sigam para a retaguarda do edifício onde se irá realizar o torneio e tomem assento nas bancadas ali existentes.
- Até logo, mãe - despediu-se Martim dando a mão a Paulo e dirigindo-se para o Ginásio. - Já sei que vais casar com a mãe, -disse baixando a voz, para que mais ninguém o ouvisse. Fiquei muito contente. Gosto muito de ti, sabes?
Paulo sentiu uma grande emoção. Voltou a passar a mão pela cabeça do menino numa carícia que parecia ser habitual nele, e disse com voz rouca embargada pela comoção.
- Eu também campeão. Eu também gosto muito de ti.
Pouco mais tarde, os dois empenhavam-se alegremente em mostrar os seus dotes de expert de futebol, em jogadas que por vezes se tornavam hilariantes. No final houve empate de três a três entre a equipa que eles representavam e a rival. Todos foram cumprimentados pelo diretor escolar e depois regressaram aos balneários para um duche e mudança de roupa. Quando se juntaram  a Amélia na bancada, já uma professora chamava as crianças que iam participar na divertida corrida de sacos.
- Viste o meu golo, mãe?– Perguntou Martim
-Claro que vi, filho. Estiveste muito bem.
- É um campeão, o nosso Martim, - disse Paulo apertando suavemente a mão de Amélia.

18 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Ai ai...Isto promete!! Está a ficar muito bom e deixar-nos em pulgas!! Amei

NEXT..

Beijo e um dia feliz

noname disse...

Isto tá muito bom, Elvira :-)

✿ chica disse...

O pai já falando "nosso"... Muito legal! beijos, chica

Larissa Santos disse...

Falta ser ele mesmo o pai dele...Que acredito que seja. Os destinos cruzam-se... Adorei


Hoje:- Ecos que deslumbram meu pensamento.
.
Bjos
Votos de uma feliz Terça - Feira

Roaquim Rosa disse...

boas
os protagonistas da história estão tão ansiosos como os leitores mas esta intimidade quase familiar , vai resultar com certeza , só nos resta saber como .
JAFR

Emília Pinto disse...

Querida Elvira, depois desta minha ausência, vai demorar um pouco para que eu " ponha a leitura em dia "; gostaria de fazer uma visinha a todos os meus amigos e por isso não me demoro muito aqui hoje. Entendes, não ê verdade? Voltarei! Um beijinho e espero que todos estejam bem aí em tua casa. Como deves imaginar, estou a estranhar muito este frio intenso, mas, tem que ser! Até breve!
Emilia

Ontem é só Memória disse...

Adorei!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

Os olhares da Gracinha! disse...

É tão bom quando assim acontece! bj

Edumanes disse...

Se o desafio foi correcto
o empate terá sido justo
também, daqui até ao resto
não nos preguem nenhum susto!

Tenha uma boa noite amiga Elvira, um abraço,
Eduardo.

Rui disse...

Ora bem ! :)... O Paulo já é conhecer da decisão da Amélia (com a aprovação do Martim) ! Resta agora a conversa entre os dois para ficar tudo "oficializado", esperemos !? :)

Abraço

AFlores disse...

Sem dúvida, a vida é um comboio... umas vezes regional, outras mais directo...com viagem nem sempre confortável e com preço de bilhete, muitas vezes, nada merecedor.
Mas isso são "outros 500" como eu costumo dizer.
Bem-haja querida amiga, pela partilha e amizade de sempre.
Tudo de bom.

Kique disse...

A cada capitulo a historia adensa-se e faz-nos voltar
bjs
Kique
https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt

Pedro Coimbra disse...

Ela ainda resiste.
Mas será por pouco tempo.
Abraço

Isa Sá disse...

A passar por aqui para acompanhar a história.

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Continuo a acompanhar e estou a gostar.
Um abraço e continuação de boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Anete disse...


Emoções alegres e esperançosas no capítulo.
Vamos mais, surpresas extras vêm por aí.
Bjs e MUITA PAZ

Ailime disse...

O Martim vai ajudar a que Amélia vá cedendo aos seus "medos"!
Beijinhos,
Ailime

Lucia Silva disse...

Muita emoção tanto para o menino como para os adultos que estão super envolvidos.
Beijos carinhosos!