28.2.18

CARLOTA - PARTE VI

Foto de um aerograma, rebaptizado pelos militares de "bate-estradas" 

Descansada com o filho, de novo em casa da irmã, Carlota dirigiu-se a casa dos antigos patrões, e contou à antiga patroa o que lhe tinha acontecido. A senhora ficou com pena dela, afinal estivera lá em casa quase dez anos, e deu-lhe uma carta de recomendação para uma amiga, que ela sabia andar à procura de uma pessoa competente e de confiança. Só que era em Cascais. 
A jovem não se importou. Ela queria e precisava trabalhar. Claro que a dona da casa ao ler a carta de recomendação  lhe deu trabalho na hora.
Carlota, regressou à vida de cuidar da casa e dos filhos dos outros, tentando esquecer a triste experiência, porque tinha passado, e cada dia mais descrente na humanidade.
A casa era grande e farta. Além de Carlota, havia uma cozinheira e uma ama para os meninos, que a ajudava nas tarefas da casa, quando eles estavam no colégio.
Dois anos depois, o patrão, diplomata, foi colocado em Paris. Carlota bem como as restantes empregadas, foram convidadas a acompanharem os patrões.
Em Portugal, não havia divórcio pelo que Carlota continuava casada, e embora nem sequer soubesse onde o marido parava, não podia viajar sem autorização dele. Parece ridículo, hoje, mas antes da revolução de Abril, era assim em Portugal.
Por isso, Carlota não pode aceitar. A patroa, passou-lhe então uma carta de recomendação, para uma amiga em Lisboa e assim não ficou sem trabalho. Os anos foram passando, o filho tinha completado dezoito anos, alistara-se no exército como voluntário, e o seu coração de mãe, vivia o pavor de saber que mais dia, menos dia, ele seria destacado para a guerra nas colónias. E o que tanto temia, aconteceu em Janeiro de mil novecentos e setenta e três, quando o jovem foi para a Guiné, integrado numa companhia da PM.
Como Carlota não sabia ler nem escrever, quando começaram a chegar os aerogramas do filho, pedia a uma colega, Dorinda, a trabalhar na casa vizinha, para lhe ler as notícias e escrever as cartas de resposta. Tornaram-se amigas e surgiram as confidências.
Por essa altura, a amiga, recebeu a visita de António, um irmão que regressara de França onde estivera emigrado por doze anos. António, ficara viúvo aos trinta e sete anos, quando a mulher morrera em consequência dum parto complicado, de uma menina que já nascera sem vida. Destroçado, António só queria partir para um local bem longe da tragédia. Foi por isso que emigrou. Primeiro para Espanha, onde trabalhou dois anos, e depois para França onde estivera mais dez. Quase a completar cinquenta anos, a mágoa atenuada pela passagem do tempo, António sentira que era chegado o momento de voltar, e de arranjar uma companheira para o resto da vida. Fora à terra ver a família, pais, irmãs, cunhados e sobrinhos. Aí lhe deram a morada de Dorinda, a irmã mais nova que vivia em Lisboa, na casa dos patrões para quem trabalhava.
Foi visitá-la, e ao conhecer Carlota, logo se interessou por ela. Contrariamente ao que seria de supor, Carlota, não ficou indiferente ao interesse de António. Bem pelo contrário, corava como uma menina, e sentia as pernas a tremer, quando ele a olhava com intensidade. Pela primeira vez na vida, Carlota estava apaixonada.


A todos os que leram A Culpa, conto que estava a concurso,  informo que o resultado saiu ontem.
Eis a cópia  do  mail que me mandaram

Boa noite 

Aqui estamos para comunicar o resultado da decisão do júri 
para o 11º Concurso Literário Papel D´Arroz Editora 

Resultado - 11º Concurso Papel D´Arroz Editora


- A CULPA - 

1º Classificado - Paulo Vaz 
2º Classificado - Mª Elvira Carvalho 
3º Classificado - Maria Estrela do Mar 


Parabéns ao Vencedor! 


O Autor vencedor terá a edição de um livro - de sua Autoria - sem custos - Edição da responsabilidade de Papel D´Arroz Editora - Grupo Múltiplas Histórias 


19 comentários:

Tintinaine disse...

Hoje, cabe-me ser o primeiro a comentar. Uma honra a que não estou habituado. A Carlota merece um pouco de felicidade. Será desta?
Quanto ao vencedor da "CULPA", conheço um rapaz chamado Paulo Vaz que mora na Quinta do Conde, mas deve ser apenas coincidência.

sophi clickn disse...

thanks for sharing dear best wishes for you..

https://clicknorder.pk online shopping in pakistan

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Um novo romance vai começar.
Um abraço e continuação de boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

✿ chica disse...

Que bom que Carlota finalmente poderá viver um amor verdadeiro! Torcendo por isso daqui!

Parabéns pelo prêmio!!!Mereces sempre! beijos, tudo de bom! chica

Larissa Santos disse...

Bom dia. Vem ai felicidade de Carlota. :))



Bjos
Votos de uma boa Quarta- Feira.

Muitos Parabéns.

António Querido disse...

Em primeiro lugar quero felicitá-la pelo honroso 2º lugar no pódio.

2º fiquei maravilhado por ver um "bate-estradas", que já não via há muitos anos.

3º quero que a Carlota seja muito feliz.

4º Obrigado pelo maravilhoso vídeo que partilhou comigo.

Partilhado agora no "Figueira Minha"!

O meu abraço.

noname disse...

A sorte, por vezez,bate à porta, quem sabe não será na de Carlota.

Parabéns Elvira

Emília Pinto disse...

Câ estou eu para pôr a minha leitura e dia, pois a " máquina de fazer histórias " já nos presenteia com mais uma. Estou a ler os capitulos anteriores, mas, quando vi que ganhaste o 2o lugar, parei de ler para te dar os parabéns. Foi muito bom, Elvira e tu mereces. Parabéns, amiga! Um beijinho e fica bem! Vou continuar a visita aos posts anteriores.
Emilia

Edumanes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Edumanes disse...

Depois de tanta turbulência será que é desta vez que Carlota se encontra com o amor da sua vida?
Tenha uma boa tarde amiga Elvira.
Um abraço.

Roaquim Rosa disse...

boas
parece que a autora quer satisfazer os seus leitores e dar um final feliz á historia.
parabéns pela medalha de prata.
JAFR

Rui disse...

Olá !!! ... Finalmente, parece que a vida da Carlota irá mudar ! (?) ... Esperemos e faço votos que sim !!!
... E mais uma vez, uma teia muito bem urdida pela "nossa" querida Escritora !!! :)

Abraço, Elvira :)

Rafeiro Perfumado disse...

Que para a próxima seja um lugar acima! Beijinho!

Rosemildo Sales Furtado disse...

Se existe amor entre o Antônio e a Carlota, o resultado poderá ser positivo e caminhar para um final feliz, mas acho que muita água ainda vai rolar por baixo dessa ponte. Ainda curioso e querendo mais.

Abraços,

Furtado

Ontem é só Memória disse...

Muitos parabéns pelo 2º lugar!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

Os olhares da Gracinha! disse...

Um honroso 2.0 lugar... parabéns e quanto à Carlota espero que encontre a felicidade! bj

Cantinho da Gaiata disse...

Pondo a leitura em dia.
Já estou a ver que a Carlota está com o coração a palpitar.
Vou para o seguinte post.
Bjs

lis disse...

Hora boa para Carlota
Isso é animador!
E segundo lugar é maravilhoso Elvira Prova o que sempre falei_merece todas as honras pelos escritos belos emocionantes e muito bem elaborados ,sendo grande parte dele vida real .Parabéns, sempre sempre !

Lucia Silva disse...

Carlota tem a chance de ser feliz com um novo amor, estou torcendo por isso! Parabéns, amiga Elvira, pela conquista do segundo lugar, um ótimo resultado, o qual expressa o que já sabemos: você é uma escritora de valor, criativa, original e com inúmeras características positivas que prende seu leitor em todas suas criações literárias.
Beijos carinhosos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...