28.1.18

A VIDA É... UM COMBOIO - PARTE XIX




- Mãe, mãe, - gritou Martim
- Que aconteceu? Que gritaria é essa? – Perguntou, Amélia, saindo da cozinha a limpar as mãos ao avental
- Sabes quem eu encontrei junto ao rio?
- Como hei-de saber se não estava lá?
- O Paulo, o motard.
Sobressaltou-se a jovem.
- Junto ao rio? Não é local para motos.
- Estava a cavalo. Diz que tem aqui uma quinta.
- Deve ser o sobrinho do falecido António, - interrompeu a avó Maria.
- A avó sabe quem é?
-Conheci-o quando era um garoto. Andava sempre por aí com Alfredo o filho do caseiro. Mas isso foi há muitos anos. O caseiro morreu há vários anos e o filho assumiu o lugar do pai. Era uma pequena quinta, mas de há uns anos a esta parte, o tio desatou a comprar os terrenos todos à volta. Até a mim me fez uma proposta, depois da morte do teu avô, mas eu não seria capaz de viver noutro sítio.
- Ah! Então são vizinhos?
Sim. Embora eu não o tenha visto ainda. Aliás o tio dizia que ele vivia no estrangeiro. Mas vocês conhecem-se?
- O Paulo ajudou-nos naquele dia em que se furou o pneu do carro. O curioso, é que é nosso cliente.
- Vosso cliente? – Admirou-se a idosa
- Sim. É a nossa firma de advogados que trata de todos os assuntos jurídicos da firma dele.
- Sabes, interrompeu o garoto, - estivemos a conversar, e ele disse que se tu deixares me acompanha no jogo da escola. Deixas não deixas, mãe?
- Sinceramente Martim, achas bem apresentares-te na escola com um quase desconhecido?
- Mas nós já o conhecemos. Até a avó sabe quem é. Por favor, mãe.
- Está bem. Mas primeiro quero falar com ele. Quando é que lhe vais dar a resposta.
- Combinámos encontrar-nos esta tarde, junto ao rio. Eu gosto dele, sabes? Ele até ficou preocupado por eu estar ali sozinho que podia ser perigoso. Tive que lhe mostrar como o Rex tomava conta de mim.
- Está bem. Vai lavar as mãos que vamos almoçar em seguida.
- Sabes se o rapaz é solteiro? – Perguntou a avó, assim que Martim desapareceu na casa de banho.
- Não me digas que já estás armada em casamenteira, avó.
- E então, não me vais dizer que era uma má opção. O tio era um homem muito rico e que se saiba, não tinha outro herdeiro. Acho que vou convidá-lo para almoçar connosco amanhã. Política de boa vizinhança.
- Nem sonhes, avó. Nem sonhes.



18 comentários:

noname disse...

Ahahahah, gostei dessa avó.

Beijinho Elvira

Lucia Silva disse...

Essa avó é o máximo!!! Mais uma aliada para esse romance dá certo!
Beijos!

✿ chica disse...

Adorando essa avó casamenteira,rs Vai tomando corpo...Muito bom! beijos, chica

Isa Sá disse...

A passar por cá para acompanhar a história.


Isabel Sá
Brilhos da Moda

António Querido disse...

Santa de avó!
BOM DOMINGO.

Anete disse...

As coisas estão acontecendo providencialmente... Hummm, as novidades estão boas!
Bom domingo, Elvira! Abraço grande

Roaquim Rosa disse...

bom dia
o melhor ainda está para vir.
JAFR

Os olhares da Gracinha! disse...

Isto vai aquecer!!!bj

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

É realmente uma santa avó.
Um abraço e bom Domingo.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

Rui disse...

O apelo dos "génes" , o ADN, a "manifestarem-se" interiormente ! :))
Quer os do Martim, quer os da avó da Amélia !
:))
Bom Domingo

aluap Al disse...

E devemos confiar nos antigos. As opiniões deles são sempre bem vindas.
Bom domingo.

Larissa Santos disse...

As coisas estão-se ajeitar :))

Hoje:- Sou terra e mar...Sou sol e lua
-
Bjos
Votos de um Domingo Feliz

Cidália Ferreira disse...

E vai ser a Avó que vai dar andamento à coisa :-)) AMei!!

NEXT...

Beleza de um luar enamorado ( Poetizando... )

Beijos. Bom fim de semana.

Tintinaine disse...

Com a avó a ajudar é que a coisa vai acelerar!
Esta história vai de boa para melhor, estou a adorar.

Janita disse...

Gostei do argumento da avó para justificar o convite ao Paulo:
"Política de boa vizinhança".
Com uma razão de peso dessas, já temos os dois a jantar juntos, amanhã. O Martim vai adorar. :)

Boa semana, um abraço.

Edumanes disse...

Porreiro como dizia o comerciante, contente com o negócio. A avó da neta já está com ela fisgada. E a neta desejosa, fazendo-de fingidamente desinteressada!

Tenha uma boa noite amiga Elvira, um abraço,
Eduardo.

Ailime disse...

Boa tarde Elvira,
Tudo se está a compor;))!!
Beijinhos,
Ailime

Berço do Mundo disse...

Hahaha, gosto dessa avó pragmática

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...