20.1.18

A VIDA É ... UM COMBOIO - PARTE X





Eram duas e cinquenta de uma bela e primaveril tarde, de meados de Abril, quando Carlos e Amélia entraram no moderno edifício de escritórios, sede da empresa de camionagem, que representavam. Pelo caminho, Carlos falara da empresa para onde se dirigiam, informando-a que era a maior do país, e uma das grandes empresas do ramo, na Europa. Era segundo ele, o mais importante cliente da firma de advogados, que os empregava. Um cliente a tratar com muito cuidado, pois seria um rombo na economia da sociedade de advogados perdê-lo. O dono, um septuagenário, nunca se casara, e ao morrer fizera seu herdeiro universal, um sobrinho que ninguém conhecia, pois vivia no estrangeiro. Eles tiveram que recorrer a um dos melhores detetives para o encontrar. O investigador, localizou-o, num bar em Viena.
- Bêbado?
- Não, empregado. Pelo relatório do detetive, parece ser um espírito livre e aventureiro, que correu meio mundo, e que se não for bem assessorado, vai levar a firma à falência em três tempos, pois não deve estar minimamente preparado, para os abutres que vão tentar enganá-lo.
- Mas nós vamos fazê-lo. Afinal é para isso que nos paga, não é verdade?
- Tu vais fazê-lo, porque és muito competente e porque tens uma grande noção de lealdade. Eu estou fora da firma dentro de dois meses. Por isso quis que viesses hoje comigo. O cliente tem que saber com quem pode contar, desde o primeiro momento.
Tinham chegado. Fizeram-se anunciar à secretária, uma mulher a beirar os cinquenta anos, alta e magra, de óculos, cabelos escuros presos num coque e fato castanho, que os acompanhou ao gabinete onde o cliente os esperava, e depois de ter batido com os nós dos dedos, abriu a porta e lhes deu passagem.
- Boas tardes. Sejam bem-vindos, - disse o homem que estava sentado atrás da enorme secretária, pondo-se de pé, e encaminhando-se para eles.
- Boa tarde, - respondeu Carlos
Amélia ficou sem voz. Ali na sua frente, num impecável fato azul, estava Paulo, o “motard” que tanto a impressionara, dias atrás quando a ajudara a substituir o pneu.
- Mas que surpresa? Quando recebi a vossa carta,  a marcar esta reunião, não podia adivinhar que uma das minhas advogadas, fosse a Amélia, - disse estendendo-lhe a mão.
- Mas, já se conhecem? – Perguntou Carlos surpreendido.
- O senhor Paulo Guerra, ajudou-me há dias na estrada, trocando-me o pneu que estava furado, pelo sobressalente. Não fazia ideia de que pudesse ser o nosso cliente.
- É, a vida é cheia de surpresas,- disse estendendo a mão a Carlos. Mas por favor sentem-se. Então era na vossa firma, que o bom do meu tio confiava, para resolução dos seus problemas jurídicos?
- O seu tio trabalhou com a firma que representamos durante mais de vinte anos. Os últimos dez, assessorado por mim, e não tenho razões para crer que alguma vez tivesse razões de queixa. Como vou encerrar a minha vida profissional, dentro de dois meses, será a Amélia, a minha substituta, logo será a ela que caberá essa tarefa. Posso assegurar-lhe que é muito competente, e que confio nela como em mim mesmo. Tem algum problema com essa substituição?

     

18 comentários:

Tintinaine disse...

Olha que pergunta! Que problema poderia ele ter ao trocarem-lhe um velho advogado por uma bela e jovem profissional do mesmo ramo? Nenhum, claro!
Love is in the air !!!

António Querido disse...

Acordei mais cedo e vim apanhar o comboio, pelos vistos só o "Tintinaine" me enganou! Quem não apanha o comboio da vida tá tramado, porque em morto é empurrado para a carrinha preta!

Bom fim-de-semana.

Larissa Santos disse...

Já se começam e encaixar os "últimos" Puzzles. :))
Estou a gostar :))

Hoje, uma Pérola, do nosso amigo Gil António:- Amor, puro sentimento, relevante fascinação.
-
Bjos
Sábado feliz.

noname disse...

A viagem neste comboio está a ser esplêndida :-)

Bom diiiiiia

Ontem é só Memória disse...

Adoro o enredo!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

Lucia Silva disse...

E que surpresa!!! Amando cada vez mais esse Comboio pleno de emoções!
Beijos e um sábado bem feliz!

Anete disse...


Atualizando-me por aqui...
Emoções a todo vapor e novas surpresas vêm pela frente... A vida tem das suas boas oportunidades...
Beijinhos e bom fim de semana...

Cidália Ferreira disse...

A minha intuição está a ser certeira. Vau ser um final feliz a 3 !! Ou não. porque pode ter um desfeche contrário. Hummmm

NEXT...


Beijos e bom fim de semana.

✿ chica disse...

O reencontro...Agora só aguardar.Águas vão rolar...bjs praianos,chica

© Piedade Araújo Sol disse...

Muito bem engendrado... se bem que eu já suspeitava, mas estou a gostar.
A autora consegue nos prender à trama desde o primeiro capitulo
beijo
:)

Rui disse...

:)... Ora bem ! Estão reunidas as condições : "o lume ao pé da palha" ! :)
Agora é que o comboio não parará nas próximas estações ! :)
A ver vamos que a Elvira de vez em quando faz-nos algumas surpresas ! ehehe
:))

Os olhares da Gracinha! disse...

É que bela surpresa!bj

A Nossa Travessa disse...

Querida Elvirinhamiga

Cada vez estão (tu e folhetim) melhor. E creio que o enredo, excelente, está a chegar ao happy end O Carlos e a Amélia merecem-no. Volto a perguntar-te: para quando a novela, ou o romance?

Qjs do teu amigo e admirador
Henrique, o Leãozão

aluap Al disse...

Assim nao vale, estava a preparar-me para escrever que o sobrinho herdeiro era o "motard" e você adiantou-se. Estou a brincar como deve calcular!
Bom fim-de-semana.

Edumanes disse...

As coisas estão-se compondo,
mais surpresas irão acontecer
se for o que eu estou pensando
voltarei para mais notícias saber!

Tenha uma boa noite de sábado e um bom dia de domingo amiga Elvira, um abraço,
Eduardo.

Cantinho da Gaiata disse...

Ui calculava este encontro mesmo, tão bom Elvira, agora vai começar a história a sério.
Beijinho grande.

Ailime disse...

Tudo se encaminha para um final feliz;))!!!
Beijinhos.
Ailime

lua singular disse...

Oi Elvira,
Tô gostando, vamos ver o que acontece
Uma linda noite
Beijos
Lua Singular