13.9.17

À MÉDIA LUZ - PARTE XI






- Estou! 
-Pedro Matias?
- Sim.
-Gabriel Santana. Lembras-te de mim?
-Gabriel, que milagre. Há quanto tempo, não sabia de ti.
- Olha, queres jantar comigo? Preciso conversar contigo.
- Comigo ou com o inspetor?
- Para falar verdade, penso que preciso dos dois.
- Bom, bom, tens que pagar dobrado, - deu uma risada. E a que horas? Às oito? Sim, sim sei onde é. Lá estarei.
- Obrigado.
Desligou o telemóvel e ficou pensativo. Se na manhã do dia anterior lhe dissessem que passaria parte de sábado a pensar num facto ocorrido há quase quatro anos, ele diria que era uma loucura. Porém ali estava ele, depois de uma noite mal dormida, cheia de pesadelos, em que a sua secretária e a bailarina se sobrepunham até formarem uma só pessoa, que lhe apontava o dedo acusando-o nem bem sabia porquê. Por isso ligara ao amigo. Pedro era inspetor da Judiciária. Mas era também um bom amigo apesar de ultimamente os seus caminhos não se terem cruzado. Mas no passado, tinham sido companheiros de estudos e de borga. Se alguém, de alguma forma podia ajudá-lo, esse alguém era Pedro.
Recostou-se na cadeira recriminando-se. Estava demasiado preocupado com um caso que a polícia já resolvera. Que não era assunto seu. Porém a imagem chorosa da jovem, não lhe saía da cabeça. Tentava dizer a si mesmo que era uma questão de justiça, mas será que era assim? Tinha que ser sincero consigo mesmo e pensar se ele agiria da mesma forma se não tivesse visto a transformação que a jovem sofrera. Se antes daquela noite, quando ela se apresentava no emprego, feita “quadro de museu” lhe tivesse contado aquela história, ele ajudá-la-ia? Para ser honesto consigo mesmo, tinha que reconhecer que talvez nem a tivesse ouvido. Procurou umas pastas de quatro anos antes, folheou-as, tirou uns apontamentos e voltou a guardá-las.
Fechou o computador, vestiu o casaco, guardou o telemóvel, e as chaves no bolso, pegou nos óculos escuros e saiu fechando a porta. No caminho para o carro saudou o segurança com quem se cruzou e finalmente saiu.




PEÇO  DESCULPA, pela minha ausência. O meu pc, está em agonia, desliga-se de 5 em 5 minutos. Vou continuar a tentar, mas o mais certo será ele ir amanhã para o hospital...


11 comentários:

Edumanes disse...

Afinal o Gabriel está do lado de Sandra, tentando desmascarar o autor do desfalque. No final se conseguir, provar a inocência do pai de Sandra, penso que terá uma recompensa?
Tenha uma boa noite amiga Elvira. Rápidas melhoras para o seu computador. Um abraço,
Eduardo.

✿ chica disse...

Que bom que ele está tentando ajudar a encontrar o culpado! Vamos ver e torcer! bjs, boa sorte com o PC! chioca

maria disse...

Bem... penso que estamos perante um Bom Rapaz e se assim for, vem aí mais um final feliz...e espero que o trombocid tenha resultado :D
Beijinhos e as melhoras também para o seu pc!

Socorro Melo disse...


Gostei da atitude de Gabriel. Penso que ele seja um cara honesto, e que queira tirar à limpo essa história. Vamos ver.

Tintinaine disse...

Parece que falhei um episódio, mas dei por isso a tempo e já reparei o erro. O comentário ficou por fazer, mas não vem mal ao mundo por isso.
Parabéns pelo record de comentários!!!

Pedro Coimbra disse...

As máquinas têm vontades próprias.
Abraço

Cantinho da Gaiata disse...

Gostando de mais um capítulo.
Estou muito confiante que o Gabriel foi alvo de uma tramóia, está inocente e quer procurar o verdadeiro criminoso.
Grande chatice o computador pifado, o meu também anda meio maluquinho.
Beijinho carinhoso.

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Continuo a acompanhar com bastante interessa.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

António Querido disse...

Agora como motorista às ordens do neto e da Celeste, posso falhar por estas bandas mas, sempre que me é possível passo por aqui para não perder o fio e ir dando sinais de vida!

Com aquele abraço habitual.

Anete disse...

Olá, Elvira...
Novos passos do Gabriel... A verdade virá à tona brevemente...

Tomara o PC fique logo curado...
Abçs

redonda disse...

Espero que PC melhore e não seja preciso ele ir para o Hospital


estou a gostar mais do Gabriel