10.9.17

À MÉDIA LUZ - PARTE V




Gabriel chegou à academia dez minutos antes do começo do espetáculo.
Encontrava-se acompanhado de um amigo, empresário como ele, e da esposa do amigo. Tinha recebido o convite na semana anterior, mas acabara por esquecê-lo, só voltando a recordá-lo, quando o amigo lhe telefonara. Na verdade se não fosse por se tratar de um espetáculo beneficente, não teria ido, não era apreciador daquele tipo de espetáculo, danças de salão, para ele, só como interveniente, e com uma bela mulher nos braços. Porém ali estava numa noite de sexta-feira, disposto a passar umas horas aborrecidas, em prol de uma boa causa. Pouco depois as luzes na sala, apagaram-se e um a um os seis pares foram entrando na pista. Recostado na cadeira, com os olhos semicerrados e uma posição indolente, Gabriel não parecia muito entusiasmado.
De súbito, alguma coisa lhe chamou a atenção. Endireitou-se e fixou o olhar no último par que acabara de entrar. Melhor, não no par, mas na bela figura feminina que envergava um lindo vestido vermelho. Havia qualquer coisa de familiar naquela mulher. Seria o cabelo preso no alto da cabeça, num coque embelezado por uma fita preta, adornada com uma rosa do mesmo tom do vestido?
Quando os pares se posicionaram nos seus lugares, o número seis ficou mais perto do local onde Gabriel se encontrava, e ele assombrado julgou reconhecer Sandra.
- Não pode ser, - murmurou.
Aquele “monumento” não podia ser o “estafermo” da Sandra. Ou seria? E como dançava, Santo Deus. Ele não conseguia desviar os olhos da bela figura feminina.
Após uma primeira apresentação, em que os seis pares dançaram a Valsa e o Foxtrot, os pares retiram-se e um apresentador fez uma breve explicação sobre a origem das danças de salão. Logo depois entraram dois pares que dançaram primeiro uma Polca e depois o Bolero.
Depois entraram outros dois pares e Gabriel disfarçou um gesto de enfado. Ele queria ver de novo a mulher de vermelho.
Depois de mais duas danças, desta vez a Salsa e o Chá Chá Chá, eis que voltam os últimos dois pares. Começam por dançar a Rumba, e Gabriel não desgrudava os olhos da figura feminina, que na pista se movimentava com graciosidade e agressividade, insistente e romântica, num jogo de sedução, que visava conquistar o parceiro, que é afinal o sentido da própria Rumba. A dança terminou sob um acalorado aplauso para logo de seguida se ouvirem os primeiros acordes dum Tango.
O Tango era a dança preferida de Gabriel, pelo papel dominante do homem na dança. Mas quando os pares se posicionaram na posição inicial do Tango, ele notou que a bailarina, arqueava ligeiramente o corpo, como que resistindo a deixar-se dominar.
Sorriu. Além de bela, tinha personalidade.

14 comentários:

✿ chica disse...

Ele já a está olhando com ouuuuuuutros olhos,rs...bjs, chica

Elza Interaminense disse...

Uma das coisas boas da vida é ter amigos, reais ou virtuais. AMIGOS!
Passei para lhe desejar um fim de semana feliz, com saúde e muito sucesso. Abraços, fica na paz de Deus.

Tintinaine disse...

Já estava à espera de uma reviravolta do género.
Vamos em frente!

Majo Dutra Rosado disse...

Muito interessante...
Gostei muito, Elvira.
Tenha um excelente Domingo.
Terno abraço
~~~~~~~~

redonda disse...

Está a ficar muito interessante :)
um beijinho e boa noite

Odete Ferreira disse...

E os dados estão lançados! Vamos ver como decorre o jogo!
Bjinho, Elvira

Isa Sá disse...

A passar por cá para acompanhar a história e desejar um bom domingo!


Isabel Sá
Brilhos da Moda

Rui disse...

:) A "coisa" vai dar uma grande volta !!! :))

Roaquim Rosa disse...

bom dia
sempre a cativar os leitores com a sua forma de escrever muito original.
bom domingo
JAFR

Edumanes disse...

A beleza do corpo de Sandra,
em Gabriel, causa perturbação
da maneira, bem, como ela dança
quem vai vencer será a paixão?

Tenha uma boa tarde de domingo, amiga Elvira, um abraço,
Eduardo.

Anete disse...

A Sandra tá se revelando e mostrando "personalidade"... Daqui pra frente o relacionamento dos dois mudará...
Bom domingo! Bj


# Fiquei curiosa com o que falou por lá. "Notícia" nem boa nem má, homenagem no px conto... (?!)... Suspense!

Os olhares da Gracinha! disse...

A dança aproxima ... corpos e almas!!!
bj

Cantinho da Gaiata disse...

Pronto, com tanto encanto, já não vai ser despedida.
A paixão vai começar a fluir.
Bjs

Rosemildo Sales Furtado disse...

O Gabriel poderá vir a ser um parceiro da Sandra na busca de provas da inocência do pai. Gostando e acompanhando.

Abraços,

Furtado