10.6.18

CASAMENTO DE CONVENIÊNCIA - PARTE XXVI




Naquele dia, Pedro chegou mais cedo a casa. No bolso trazia uma jóia para Joana. Além do anel de noivado e da aliança, ela não usava qualquer outra jóia.
Por ocasião do primeiro aniversário de casamento, ele oferecera-lhe um bonito conjunto de colar e brincos em ouro com esmeraldas incrustadas, que ela usara uma única vez, na festa de aniversário de casamento do casal Araújo. Agora para lembrar aquele ano e meio que estavam juntos, ele comprara um fio de ouro bem fininho, com um rubi em forma de coração. Se bem conhecia a mulher ela iria adorar, pois Joana era a simplicidade em forma de gente. Pretendia levá-la a jantar fora e depois, talvez dançar a qualquer lado, mas Joana ainda estava no andar de baixo, pelo que ele desceu as escadas, e foi até lá.
Foi a tia que lhe abriu a porta e logo que ouviu a sua voz, o filho veio a correr lançar-se nos seus braços.
Com o menino ao colo, entrou na cozinha, onde encontrou mãe e filha a guardarem mousses e pudins no enorme frigorífico.
Beijou a mulher, depois a sogra, e disse.
-Será que o Pedro pode ficar convosco esta noite? Pensei que era uma boa ideia, sairmos hoje, - disse olhando a esposa.
- Claro que sim, - responderam as duas senhoras em coro.
Joana não disse nada. Acabou de arrumar a última taça, beijou o filho, e despediu-se da mãe e da tia, com algumas recomendações sobre o filho.
- Vai descansada, - disse-lhe a mãe. Até parece que eu nunca fui mãe.
Os dois saíram e seguiram para casa em silêncio.
Mal fechou a porta, Pedro perguntou:
-Que se passa Joana? Não te apetece sair?
- Que interessa se me apetece ou não, -retorquiu amarga. Não decidiste que íamos? Por acaso não te ocorreu que eu podia estar cansada, ou simplesmente não me apetecer sair?
-Não.Temos tido tão pouco tempo para nós dois, que pensei que ias ficar feliz se fossemos jantar fora e talvez dançar.
Com a gravidez, o sistema nervoso, de Joana estava muito instável. Ela não conseguia controlar as emoções. Sem responder, virou-lhe as costas e dirigiu-se para o quarto, enquanto ele ficava na sala, a mão no bolso apertando a caixa com a jóia, e o coração atormentado.
Uns minutos mais tarde, um pouco mais calmo, dirigiu-se também ao quarto.
Deitada de bruços na cama, Joana chorava silenciosamente. Lembrou-se da única vez que vira a mulher chorar e pensou que algo de muito grave se passava com ela.
Por momentos ficou paralisado, olhando o corpo sobre a cama, indeciso entre ir até  ela, ou voltar para a sala. 



16 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Fiquei curiosa pelo próximo episódio!!
Mas gostei deste! Faz nervos. loool

Beijinhos de boa noite.

Rejane Tazza disse...

O de hoje acabou rápido e deixou vontade de mais ...Vamos esperar! bjs, chica

Cantinho da Gaiata disse...

Ohhhh Elvira, não vale agora fiquei nervosa só de pensar o que se irá passar no próximo episódio e este foi tão pequeno 😥.
Bjs

Kique disse...

Continuando a acompanhar este lindo conto
Bjs

Hoje em Caminhos Percorridos - O INFERNO CIENTIFICAMENTE EXPLICADO

lourdes disse...

E esta? Será que ela vai ter coragem de lhe dizer já que está grávida?
Se assim for ele fica nas nuvens, mas palpita-me que ainda não é desta.
Bjs

Zilani Célia disse...

AQUI. https://zilanicelia.blogspot.com/

Zilani Célia disse...

OI ELVIRA!
ESTAVA TÃO EMPOLGADA QUE NEM VI QUE ERA O ÚLTIMO CAPÍTULO.
BEM, AGORA ESTOU EM DIA E ESPERANDO PELO ANDAMENTO DA HISTÓRIA.
ABRÇS
https://zilanicelia.blogspot.com/

Janita disse...

Veremos se a Joana abre o coração, sossegando e deixando sossegar!!
Ai...estas vidas sempre em constante desconcerto!

Um abraço e Boa semana.

Minhas Pinturas disse...

Olá Elvira estou amando sua historia estou lendo de uma só vez, desculpe fazer assim, mas realmente ando meio enrolada, com marido adoentado, e duas cadelas velhas que quase não andam, me dão muito trabalho, mas eu amo-as, assim vou dividindo o tempo à medida que consigo. Mas, fico ansiosa pelos capítulos novos. Torcendo para que chegue no qual o amor desses dois entre em sintonia.
Parabéns pela inspiração e criatividade.
Beijinhos, Léah

Pedro Coimbra disse...

Gravidez de risco???
Abraço, boa semana

Roaquim Rosa disse...

bom dia
para alem de muitas duvidas , surge agora também a angustia .
aguardando !!!!!
JAFR

Isa Sá disse...

A passar por cá para acompanhar a história e desejar uma ótima semana!

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Está a ficar interessante.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Manu disse...

Confesso que fiquei curiosa. Que se passará ?
Fico a aguardar pela desfecho

Abraço Elvira

Edumanes disse...

Tudo na mesma, por aqui nada de novo. Joana está fazendo render o peixe. Enquanto não diz o que tem a dizer ao marido!

Tenha um bom dia amiga Elvira.
Um abraço.

Lucia Silva disse...

A insegurança, a falta de diálogo, o medo de se abrir gera essas angústias.
Abraços!