8.6.18

CASAMENTO DE CONVENIÊNCIA - PARTE XXIII





Alguns dias se passaram. Já tinham visto algumas casas, mas ainda não, aquela que ele pretendia. Joana continuava com o seu trabalho. Quando não tinha encomendas, dedicava-se a inventar novas receitas, e a testá-las. Por seu lado, os inúmeros negócios de Pedro, obrigavam-no a várias deslocações, viagens que ele fazia o mais curtas possíveis, pois o estar em casa agora tinha outro encanto, embora eles não fossem um casal, na verdadeira aceção da palavra.
Tal como se tinha proposto, e fazendo gala de um controlo absoluto sobre o seu corpo e o seu desejo, ele iniciara uma espécie de ritual, que ia noite após noite despertando a libido feminina, fazendo-lhe perder o medo, trocando-lhe o pavor pelo desejo. Fazendo uso da experiência ganha ao longo dos anos, ele utilizava tudo o que tinha, a boca, a língua, as mãos, em carícias cada vez mais intensas. A primeira vez que a mão dele, tocou o ponto da sua feminilidade, o corpo de Joana, tornou-se tão rígido, que imediatamente a mão subiu, numa carícia pelas suas costas, enquanto a boca continuava colada à dela, e a mão voltava a descer e subia acariciando o ventre liso, subindo até aos seios, para voltar lá ao ponto nevrálgico das suas sensações, a boca descendo aos seios, numa espécie de jogo de toca e foge, sem se impor, sem tentar ir mais longe, até sentir que aos poucos,ela ia perdendo o medo, e cada dia despertava para uma nova sensação. Quando ele sentia que o corpo ameaçava fugir ao seu controlo, terminava a "sessão" com um beijo de boas noites, fugindo do desejo que podia por em risco, todo o seu esforço.
 Foi um esforço titânico, mas quando finalmente tiveram a sua noite de amor, sentiu-se recompensado, porque a mulher apaixonada que teve nos braços, estava livre do trauma que a perseguira durante dez anos. A nova Joana tinha aprendido a conhecer o seu corpo, e a viver a sua sexualidade sem vergonha nem pavor. E qual Pigmaleão ele sentia-se orgulhoso dela e de si próprio ao pensar que aquela nova mulher era obra sua.
Dois meses depois, encontraram a casa dos seus sonhos, ali para os lados de Sintra, perto da Praia das Maçãs. Tratava-se de uma casa de dois pisos, sendo que o segundo fora construído posteriormente pelos anteriores moradores, para residência do filho, quando ele se casara, e portanto tinha acesso por escadas exteriores, tornando assim os dois andares completamente independentes. A casa dispunha ainda de um bom terreno à sua volta, cercado por um muro, com um largo portão, que dava acesso à garagem, ao fundo do terreno, junto ao muro, e uma outra porta mais pequena, com acesso direto ao edifício.
Era o ideal para eles, poderiam viver em família, sem contudo perder a privacidade. Por outro lado o sítio era lindo, poderiam ajardinar o terreno, colocar um baloiço e um escorrega, para o pequeno Pedro. 
Para Joana, o mais importante era a enorme cozinha, onde ela poderia dar asas à sua criatividade.
Gostaram tanto da casa, que logo sinalizaram a compra.

Gente até ao dia 14 vou ter uns dias complicados com vários eventos de encerramento do ano na Universidade Sénior que frequento.. até dia 13 e dia 14 vou fazer a TAC. Estou bastante melhor, mas ainda não consigo fazer muitas coisas e também não consigo estar muito tempo no pc., pelo que peço-vos desculpa se não for tão assídua como é habitual nos vossos cantinhos.
Bom fim de semana a todos


19 comentários:

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Continuo a acompanhar com interesse e espero que os eventos corram bem e aproveito para desejar as melhoras.
Um abraço e bom fim-de-semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Cidália Ferreira disse...

Bom dia!
(..) Sem quererem, o amor nasceu! :) Amei :)


Que tudo lhe corra bem!
Beijo. Bom fim de semana.

Edumanes disse...

Com tantas caricias será que o contrato se prolonga para lá dos dois anos por ambas partes, antes, acordado?

Tenha um bom fim de semana e as suas melhoras amiga Elvira.
Um abraço.

Rejane Tazza disse...

Que bom! Beleza que o casamento de verdade aconteceu! Precisava! E agora já com a casa, vamos aguardando...Estou adorando! beijos,tudo de bom, TE CUIDA! chica

Kasioles disse...

Me alegro mucho por Joana ¡Al fin se sintió liberada del trauma que la perseguía durante tantos años!
Esa casa en Sintra, con lo precioso que es ese lugar, será un maravilloso hogar para disfrutar de su amor.
He leído que estás pendiente de un TAC, no es una prueba doloroso y te deseo que todo te salga bien, cuídate mucho.
Cariños en abrazos.
kasioles

Filhos do Desespero disse...

Elvira,

Trate é de se pôr bem :) O resto resolve-se :D

Os olhares da Gracinha! disse...

A correr tudo bem na história o que é ótimo!
Tudo de bom para si!!!
bj

Roaquim Rosa disse...

boa tarde
estamos todos ansiosos pelo desenrolar desta novela que cada dia se torna mais intensa .
Um bom fim de semana e uma boa recuperação.
JAFR

© Piedade Araújo Sol disse...

A seguir e a gostar bastante deste conto.
desejo as melhoras
beijinhos
:)

Anete disse...

O amor verdadeiro está sendo cativado e as demonstrações tornam-se calientes...

Até breve. Bom fim de semana. Abraços

Meu Velho Baú disse...

Até aqui vai tudo com muita Felicidade.....
As melhoras e até breve
Beijinhos

jorge esteves disse...

Ora, os protagonistas estão bem, diria, encaminhados, não há indícios de que no resto da família, seja porque razão for, se tema que possam surgir problemas...
Daí que, minha amiga, toca a caprichar nos eventos de encerramento da Universidade; aproveite para sentir-se orgulhosa e, assim, compensada. O que lhe vai fazer bem ao espírito e, tenho a certeza, à estabilidade física.Vai que o TAC o confirmará.
Do resto, nada de desculpas se não fizer tudo para ter uma boa confraternização com o Santo!...
Sorrisos, amiga!
jorge
wwww.tintapermanente.pt

Larissa Santos disse...

Mais dois grandes passos dados.Adorei :))

Hoje, do Gil António... Amor por entre nuvens de distância .

Bjos
Votos de uma boa noite.

José Lopes disse...

As melhoras.
Cumps

Cantinho da Gaiata disse...

Passar por aqui e ler mais um capítulo é mesmo o meu momento zen😂.
Estou a adorar, tudo ao meu gosto.
Beijinho e vai tudo correr bem com o TAC.

Kique disse...

Bom capitulo

As melhoras
Bjs

Hoje em Caminhos Percorridos - O peso do nome de família

Ailime disse...

Boa tarde Elvira,
E com a doçura e compreensão de Pedro o amor aconteceu de forma natural.
Muito linda a sua descrição.
Desejo-lhe boas melhoras e que os eventos na Univ decorram da melhor forma possível.
Gostei de vê-la em acção;))!
Beijinhos,
Ailime

Zilani Célia disse...

AMIGA, NÃO CONSIGO PARAR, KKK
https://zilanicelia.blogspot.com/

Lucia Silva disse...

Um capítulo super caliente, que resultou, finalmente, na consumação do casamento e no término dos traumas dela, amei!
Abraços!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...