9.11.16

ESTRANHO CONTRATO - PARTE XIX






Tinham passado três meses desde que se casaram. Muita coisa se passara nesse tempo, a começar pela visita dos avós das meninas no dia seguinte ao casamento. Visita que muito a preocupara, mas que afinal nem correu nada mal. Depois da surpresa inicial, o casal pareceu aceitar bem a situação  e preocupou-se apenas em que lhes fosse permitido manter as visitas às netas.
No sábado seguinte, Francisca foi surpreendida por um Afonso que ainda não conhecia. Com umas calças de ganga, uma t-shirt sem mangas e umas alpargatas de algodão, não se parecia nada com o elegante e austero advogado. Depois das crianças tomarem o pequeno-almoço, Afonso disse-lhes: 
- Podem ir brincar para o jardim.
E depois baixando-se pôs a mão sobre o ombro de Simão dizendo:
-Preciso da tua ajuda. Eu e a mãe temos uns trabalhos para fazer. Importas-te de tomar conta dos manos?
O garoto empertigou-se, os olhos brilhando.
-Claro que não.
-Tem especial cuidado com a Ana. Bem vês é ainda muito bebé.
- Não te preocupes. Vou cuidar bem dela.  
- Ganhaste pontos com ele – disse Francisca quando as crianças saíram.
-Ainda vai ser o meu melhor amigo, – riu Afonso. - Mas de qualquer modo, é melhor dizer à Antónia para estar atenta.
Depois, desmontaram as camas, retiraram do quarto pequeno o berço e a escrivaninha, levaram o sofá para a parede da janela, e montaram uma das camas no sítio onde anteriormente estava o sofá. Depois levaram para o sótão, o berço, a outra cama, a escrivaninha e trouxeram de lá um pequeno armário que montaram na parede fronteira à cama. 
Trouxeram e montaram no quarto grande  a antiga cama de casal.  Tudo pronto, olharam-se.
-Espero que estejas mais feliz agora. Mas tinha dado menos trabalho mudares-te para outro quarto,- disse o homem sorrindo
Francisca, surpreendeu-se a pensar que ele tinha um belo sorriso.
- É verdade. Mas a ideia continua a ser de darmos aos outros, especialmente às crianças, a ideia de que somos um casal normal. Pelo menos era o que pensavas há dias.
-E continuo a pensar o mesmo.
Olhou o relógio. São quase horas de almoço. Queres tomar banho primeiro? Vou um pouco ao jardim ver como estão as crianças, disse ele afastando-se sem esperar resposta.





18 comentários:

✿ chica disse...

Tudo andando bem ,desde os sogros que aprovaram até a amizade com Simão...Funcionando tudo, vamos ver!!! Adorando! bjs, chica

Luis Coelho disse...

Um relato claro de uma vida familiar quase normal.
Vão ser felizes e sentir-se bem.

Tintinaine disse...

Está a correr tudo bem!
Tão bem que até o Trump ganhou as eleições nos EUA!

Rui Espírito Santo disse...

Bom ! ... :)) ... Cama de casal já há ! ... Agora só falta uma noite de "insónias" do Afonso e creio que a Francisca estará receptiva !

:))

Isa Sá disse...

A passar para acompanha a história.


Isabel Sá
Brilhos da Moda

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Estou a acompanhar e a gostar do desenvolvimento.
Um abraço e continuação de boa semana.
Andarilhar

Os olhares da Gracinha! disse...

A pouco e pouco serão uma família?
...bj

Mariazita disse...

Gostaria de partilhar contigo a postagem que publiquei ontem, dia 09/11/16, no meu blog A CASA DA MARIQUINHAS/
Desde já o meu “Bem hajas!”
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

PS – Desculpa o “copy & paste”

Bell disse...

Grandes expectativas.

bjokas =)

Edumanes disse...

Tudo está pronto no quarto,
a cama ansiosa os espera
para o momento tão desejado
que o casal sempre quisera!

Tenha uma boa tarde amiga Elvira, um abraço,
Eduardo.

maria disse...

Mais uma bela historia. Gostei muito!

Janita disse...

Valha-nos esta doce e agradável vida de ficção,
já que a realidade só nos tem trazido decepção!...

Parece que tudo se encaminha para a tal Felicidade! Oxalá!!

Um abraço, Elvira.

Prata da casa disse...

Continuam a entender-se o que é bom sinal.
Bjn
Márcia

Smareis disse...

Tudo continua normal, vamos ver o que acontece depois do banho.
Beijos Elvira e parabéns, ta ficando linda a história.
Beijos!

Zilani Célia disse...

OI ELVIRA!
LI ESTE CAPÍTULO MAS, ESTARIA MUITO ATRASADA PARA COMEÇAR AGORA, SABES O QUANTO GOSTO DE TEUS CONTOS. QUANDO INICIARES OUTRO ME AVISA QUE QUERO MUITO ACOMPANHAR.
ABRÇS AMIGA.
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

lua singular disse...

Oi Elvira,
A gente não vê a hora que acabe, mas depois fica chato.kkk
Que Deus a abençoe
Beijos no coração
Lua Singular

maria disse...

Tudo parece correr muito bem...

Rosemildo Sales Furtado disse...

A história toma um rumo diferente. Já existe o cheiro de intimidade no ar.

Abraços,

Furtado