29.6.16

MANEL DA LENHA - PARTE XCV




E chegámos ao ano de 1992, que começa como se devem lembrar com Portugal a assumir a presidência da União Europeia. Manuel era um homem do povo. E o povo, inocente e crédulo pensava que com esse facto a vida ia melhorar em Portugal. Tirando o facto de Portugal ter aderido nessa época ao Sistema Monetário Europeu, nada aconteceu de novo. E mesmo disso, o povo só soube a notícia, já que ainda iriam passar uns anos até que a diferença aparecesse nas suas carteiras.
Nesse mesmo ano, o Creoula sofreu mais algumas alterações na zona do meio do navio. Aproveitou-se uma das cobertas de 9 instruendos, para se criar um espaço que funciona como biblioteca e sala de aulas. Quando mais tarde ele teve aberto à visita da população, aproveitando um dia em que a mulher estava estava acompanhada pela empregada, Manuel foi ver o navio e claro veio espantado. Como estava diferente do navio que ele conheceu, e onde tanta vez fez pequenos trabalhos de reparação.
Desde que a mulher adoecera, e já ia fazer 8 anos, Manuel nunca mais saíra de casa, a não ser no dia em que a empregada lá estava. Nesses dias, se o filho tinha de se deslocar a algum lado, vinha buscar o pai e ele ia todo contente, por espairecer um pouco. Mas nunca mais fora à sua terra, ou às Termas em S. Pedro do Sul. Nesse Verão, o filho limpou os pavilhões do aviário e resolveu parar um mês, porque segundo ele, de vez em quando devia-se dar descanso aos mesmos, e ele há anos que não parava.  Como tinha uma carrinha, decidiu que ia levar os pais ao norte. Pediu à irmã, que estava de férias de os acompanhava, pois a mãe ia precisar da sua ajuda para a higiene, já que para onde iam não teria as condições que tinha em casa para se bastar sozinha. Porém, a caminho de Vila Franca, numa descida havia óleo derramado na estrada, o carro derrapou e apesar de todos os esforços do condutor,
o carro acabou por dar uma leve batida. Ninguém na carrinha sofreu nada a não ser a Gravelina, cujo corpo semi-paralisado escorregou, fazendo com que a perna esquerda, sem força, batesse no banco da frente, e partisse a perna. 
Chamada a ambulância trouxe-a para o hospital do Barreiro, acompanhada pela filha, enquanto o resto da família voltava para trás.
Dada a história de AVC da Gravelina, ela ficou no hospital todo o tempo de recuperação.
E em Outubro desse ano, chega a Portugal a TV privada, com a SiC de Francisco Balsemão, tendo como director de programas Emídio Rangel. 
Um mês depois, com poucos dias de Intervalo, Xanana Gusmão é preso em Dili, e a nossa moeda é desvalorizada 
em 5%.




À margem: 
Peço aos amigos, que me visitam, que se puderem (e quiserem claro) passem por AQUI. Muito Obrigada





17 comentários:

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Continuo a acompanhar esta interessante história da família do Manel e todas as alterações que se vão dando no país.
Um abraço e uma boa semana.
Andarilhar

C.N. Gil disse...

E eu passei.
Justa homenagem, pelo que tenho lido por aqui...

Parabéns :)

✿ chica disse...

Puxa, Gravelina estava mesmo com azar.Tudo nela acontecia.Pena! Acompanhando e gostando! bjs, chica

Tintinaine disse...

Oh, diabo! A passeata nem chegou a começar! A isso chama-se azar!

rendadebilros disse...

Um filme a passar-nos diante dos olhos! Beijinhos.

Mariangela do lago vieira disse...

Oi Elvira!
Vim ler este desfecho que está muito bonito, e que dó da Gravelina!
Vou ver se consigo colocar logo os outros em dia!
Abraços amiga, tudo de bom!
Mariangela

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, "quanto mais pulgas tem o cão mais se agarram" tinha logo que acontecer à Gravelina partir a pena, vamos ver os resto da historia se a sorte bate porta dos envolventes.
Resto de boa semana,
AG

Anete disse...

Olá, Elvira!
Novo capítulo, desta vez meio tristo com o acidente... Ainda bem que Gravelina está se recuperando... Puxa!
Novidades também na história de Portugal...

Um abraço nesta tarde de 4a feira...

Rui Espírito Santo disse...

Incrível, amiga Elvira ! :((( ... Alguns dias sem passar por aqui e lá passaram uns 7 anos de História ! rsrs ... Espero não perder o ano por faltas ! ... Prometo é estudar bem as lições perdidas ! :))
Coisas muito interessantes, entretanto passadas !

Um Abraço e as minhas desculpas !

Zé Povinho disse...

Sempre que posso venho actualizar a leitura, que continua excelente.
Abraço do Zé

Majo Dutra disse...

~~
Más surpresas da vida!
A minha partiu cedo, devido a uma forte batida,
em que o carro ficou desfeito.
Gostei do novo capítulo e do que li no «Águas do Sul».
É muito agradável saber que tem sido muito acarinhada.
Abraço grande.
~~~~~~~~~

Isa Sá disse...

A passar para acompanhar a história e desejar um ótimo dia!

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Odete Ferreira disse...

Continuando a acompanhar...
Claro que fui ler! PARABÉNS!
Bjo, Elvira

Gaja Maria disse...

Parabéns Elvira. Ser reconhecida por uma talente que se possui é maravilhoso. Abraço

Crocheteando...momentos! disse...

Elvira...e já viu...quantas histórias encerram a vida do Manel!!!
Estou a olhar para o meu pai...91 anos...com uma vida repleta de histórias e História!
Bj

Portuguesinha disse...

Nossa!
Até me fez impressão. Pobre Gravelina que tem sempre de retrocer na sua lesão. Mais uma diversão que acabou por não ser devido a um ligeiro incidente.

Portuguesinha disse...

Quanto ao AQUI: É triste quando parecemos ser dos poucos que vê as consequências duradouras de certos acontecimentos. A maioria não pensa, engole propaganda.