4.10.16

VIDAS CRUZADAS - PARTE XIII

AVISO
Amigos, vou ausentar-me de novo.. A situação do meu cunhado é muito grave. Como o maridão tem consulta a 19 em Lisboa, regressaremos a 18. Até lá continuará a ser publicada esta história, em dias alternados. Como lá não tenho internet, a não ser no telemóvel e todos sabem como é difícil seguir as vossas publicações por ele, peço-vos desculpa pela ausência. Os posts ficarão agendados.




- Obrigada. Mas agora temos que ir. Já é tarde e a mamã pode ficar preocupada. Até outro dia.
E afastou-se levando o irmão pela mão. Tão frágil e tão linda que parecia uma boneca. Sacudiu a cabeça, e sentando-se tentou retomar a leitura, mas a imagem da jovem não lhe saía do pensamento. Seria da aldeia? Não, não lhe parecia. Devia ser uma forasteira como ele. A figura feminina não lhe saía da cabeça e deu consigo, depois de almoço, passeando pela praça e pelo jardim na esperança de a encontrar de novo. 
Para sua desilusão, não voltou a vê-la nessa tarde nem na manhã seguinte.
Pedro bem que andou pela margem do rio, e pela praça central. Decidido a esquecer a jovem dirigiu-se à vila, e por lá passou a manhã. No largo central andou pelo jardim, observou o edifício do tribunal, passou pela Câmara Municipal e vendo aberta a Igreja do Convento de S. José, resolveu entrar. Quando era menino a mãe levava-o sempre à missa. Frequentou a catequese e até fez a comunhão solene. Depois aos poucos foi arranjando desculpas até deixar de frequentar a paróquia. A Igreja estava deserta e ele sentou-se num dos bancos, admirando o altar de talha dourada Joanina, decorado por dois pares de colunas torsas. O retábulo enquadra uma escultura representando Nossa Senhora da Conceição. Num dos nichos do intercolúnio do mesmo retábulo figura uma outra escultura representando Santo António. Ali naquele silêncio, sentiu uma enorme vontade de dirigir uma súplica ao Criador. Não pediu a cura, nem fez promessas. Pediu desculpas pelo seu afastamento e rogou ajuda divina para a sua mãe quando ele se fosse.

19 comentários:

Rosemildo Sales Furtado disse...

Continuo gostando e interessado nos acontecimentos.

Espero que faças uma ótima viagem e que teu cunhado esteja bem melhor.

Abraços,

Furtado

Isa Sá disse...

Espero que o teu cunhado melhore...que tudo corra bem por aí.


Isabel Sá
Brilhos da Moda

Tintinaine disse...

Não sei se dá para desejar as melhoras ao cunhado, mas desejo que corra tudo pelo melhor.

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

As melhoras do cunhado minha amiga.
Um abraço e boa semana.
Andarilhar

✿ chica disse...

A história tá linda e boa! Que as coisas se ajeitem pelo melhor para teu cunhado! Tudo de bom pra todos lá! bjs, chica

Anete disse...

Elvira, em férias e vendo o seu post, comunicado...
Torcendo c fé e carinho...
Muita paz e um abraço...

Edumanes disse...

Essa moça é linda,
bela morena
levar uma bolada pimba
se calhar bem valeu a pena?

Para o seu cunhado, desejo que tudo corra pelo melhor,
amiga Elvira, um abraço.
Eduardo.

Prata da casa disse...

Olá Elvira: que tudo corra pelo melhor.
Quanto ao nosso herói, cá continuo de pedra e cal, a seguir as suas histórias.
Bjn
Márcia

Odete Ferreira disse...

Tocante a última parte deste episódio.
Desejo o melhor para o teu cunhado.
Bjinho

Rui Espírito Santo disse...

Sabes que estamos solidários contigo nesse teu infortúnio ! :(( ... Primeiro que tudo que "as coisas" corram o melhor possível !

Quanto ao conto, creio que o amor vence sempre e por vezes acontecem "milagres" ! Espero que se encontrem em breve ! :)

Abraço, Elvira !

Emília Pinto disse...

O que importa agora são as melhores do teu cunhado, Elvira, pois este do conto safa-se de certeza. Desejo de todo o coração que nos possas dar boas noticias e que tudo corra pelo melhor. Um grande abraço.
Emilia

Pedro Coimbra disse...

As melhoras para o seu cunhado.
Isso é que é fundamental.

aluap Al disse...

Quando entro numa igreja ou capela também gosto de percorrer calmamente os altares e reparar nas imagens e elementos decorativos.
As melhoras para o seu cunhado.
Abraço.

tulipa disse...



OLÁ ELVIRA

Começo por agradecer as tuas visitas e comentários.

Sobre a história... apetece ler mais e mais de cada vez.

As melhoras do cunhado. Que tudo corra pelo melhor.

Quando puderes vem ler os meus "pensamentos":
http://pensamentosimagens.blogspot.pt/

Graça Sampaio disse...

Que se resolva tudo em bem com o estado do cunhado. É uma grande dor!

Abraço solidário.

Vieira Calado disse...

Olá, como tem passado?
Está mau de comunicar pelo G + ...
Nas aqui lhe mostro um outro videopoema meu O Pó https://youtu.be/TuztHs6loYw Cumprimentos neus!

paideleo disse...

Tranquila.
Aquí seguimos.

LopesCa Blog disse...

as melhoras do cunhado.

Smareis disse...

A cada capitulo mais tenho vontade de ler. Tá linda a história.
Desejo que tudo se resolva com seu cunhado. Que Deus o Abençoe.
Beijos!