29.5.17

JOGO PERIGOSO -PARTE X


Ouviu-se de novo a pancada na porta, e à sua ordem de entrada, Rita abriu a porta e deixou passar Glória.
Era uma mulher alta, magra e muito bonita. Uma das modelos que no ano anterior tinha participado no catálogo e que pouco tempo depois se tinha convertido em sua amante.
Aproximou-se, como se estivesse desfilando, deu a volta à secretária e exclamou enquanto o abraçava.
- Que se passa amorzinho, não tens aparecido, não telefonas…
Afastou-a sem violência, mas com firmeza.
- Senta-te Glória, precisamos falar.
Esperou que ela se sentasse e depois fez o mesmo recostando-se na cadeira, sem que lhe passasse despercebido o cruzar das pernas, com que ela o presenteou. Procurou uma desculpa.
- Sabes que não disponho de muito tempo livre.
-Sei. Mas antes tinhas sempre tempo para mim…
- Antes, tinha mais tempo. Acabei de comprar uma nova fábrica. Estou demasiado ocupado. Compreendo que és jovem, bonita, e que mereces gozar a vida. Será melhor que não te prendas comigo.
- Quer isso dizer que estás a correr comigo?- Perguntou os olhos faiscantes de raiva. Quem é ela? Uma nova modelo? Foi por isso que não quiseste que participasse neste catálogo?
- Nada disso, Glória. Não tenho ninguém, acredita. Quero que sejas feliz, e eu não tenho tempo, nem estou preparado para uma relação séria.
- Não acredito. Por tua causa rejeitei um bom contrato, que me podia levar até ao Japão. E agora corres comigo.
- Lamento. Posso ajudar-te até teres um novo contrato, e mover as minhas influências para conseguir-to rapidamente.
Estendeu a mão, pegou num cheque, que tinha em cima da mesa e estendeu-lho. Ela estava furiosa, e preparava-se para uma discussão, mas um rápido olhar ao cheque, acalmou-a. Um lampejo de gozo perpassou pelo olhar masculino. Ela pegou no cheque, dobrou-o e meteu-o na mala. Não agradeceu. Limitou-se a dizer:
-Espero que me consigas um bom contrato em breve.
Voltou-lhe as costas e saiu deixando a porta aberta. Rita assomou à porta, e sorriu:
-Foi dispensada? Pensava que desta vez, tinhas sido apanhado. É muito bonita.
- Tão bonita, quanto oca. Bom, põe-te em contacto com a Lanvin em Paris, e vê se o meu amigo Louis Courtney, está.
- Tens pressa em despachá-la para longe?
Ele não respondeu


15 comentários:

aluap Al disse...

Ainda é cedo para concluir, mas se gosta de mulheres que não são ocas vai ficar apanhado pela Daniela.
Boa semana Elvira.

José Lopes disse...

Demorei mas já me actualizei. Este é um mundo que frequentei há uns 32 anos e onde reina a futilidade, o engano, o flirt e mesmo algo mais obscuro, porque circula bastante dinheiro e a boa forma dura poucos anos. Aqui está um retrato soft desse meio, que espero continuar a ler com agrado...
Cumps

Ailime disse...

Boa noite Elvira,
Estive a ler um conjunto de episódios e adorei a história. Muito bem escrita, e com o suspense necessário para me prender.
Um beijinho e boa semana.
Ailime

✿ chica disse...

Recuperando o perdido e gostando!Quando consigo,te leio! bjs praianos,chica

Edumanes disse...

A Glória estava muito brava,
o cheque a fez ficar mais mansa
pegou nele e guardou-o na mala
porque, o dinheiro tudo compra!

Tenha uma boa noite amiga Elvira, um abraço,
Eduardo.

AvoGi disse...

Mulheres ocas....está no sítio errado. Esta não é fútil
Kis :=}

redonda disse...

Está-me cá a parecer que ele não trata lá muito bem as mulheres, espero que a Daniela não lhe vá cair nos braços...

redonda disse...

(só mais um pequenino comentário - eu gosto de ler livros com romance e que acabam bem e a seguir estes capítulos parece que estou a ler um desses livros, não seria de enviar uma destas historias para uma editora? Seria um livro que eu compraria)
um beijinho e estou à espera do próximo capítulo
Gábi

Isa Sá disse...

A passar por cá para acompanhar a história!

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Roaquim Rosa disse...

Bom dia
penso que vai ser uma futura adversaria para a Daniela, pois mesmo oca não vai abdicar do dinheiro do galã .
JAFR

Mariazita disse...

Lamento não ter tempo para poder ler todas as suas postagens... mas sempre que tenho um tempinho passo por cá e vou-me actualizando.
As suas histórias são sempre muito interessantes, como esta, passada num ambiente diferente, mas que prende muito a atenção.
Será que a Glória o vai deixar em paz? Um cheque (ainda que gordinho...) será suficiente?
Temos que aguardar para saber...

Votos de uma semana muito feliz.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Estou a gostar deste jogo perigoso.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

Tintinaine disse...

A Glória pertence à classe de mulheres descartáveis e já devia saber que mais tarde ou mais cedo iria levar um chuto no traseiro.
Põe-te fina, Glória!

maria disse...

Ambição, luta pelo poder, beleza, juventude... uma mistura complexa que me deixa muito curiosa por ver como vai evoluir e sobretudo como irá terminar! :D

Rosemildo Sales Furtado disse...

Para o David, mulher é como um objeto que se usa e depois se joga fora. O que é bom para ele está guardado e Daniela é quem sabe onde está.

Abraços,

Furtado