1.5.17

EU ESTIVE LÁ...

Eu estive lá. E aqui vos deixo uma pequena amostra do que foi



































14 comentários:

✿ chica disse...

Festejaste bem ativamente a data! bjs, tudo de bom,chica

Ana S. disse...

É preciso festejar e também protestar porque os direitos (em especial das mulheres) ainda não são respeitados!
Abraço

Majo Dutra disse...

Gostei muito de ver, Elvira.
Agradeço a divulgação.
Ótima semana.
Abraço
~~~

Os olhares da Gracinha! disse...

Festejar assim é marcar uma data importante!!! Bj

Edumanes disse...

Você esteve lá! Agora já sei,
e eu aqui à beira do Rio Tejo
as fotografias não as contei
em qual delas está? Não a vejo!

Tenha uma boa noite uma Elvira, um abraço,
Eduardo.

Graça Sampaio disse...

Ah ganda mulher!! Estiveste lá e fizeste uma reportagem completíssima!

Obrigada. Beijinhos vermelhos.

Rogerio G. V. Pereira disse...

Também estive
O desencontro
foi por causa
de termos sido
muitos a estar

Se só estivéssemos os dois
seria muito fácil te encontrar

a tua reportagem foi melhor que a passada na TV
(vá se lá saber porquê...)

Odete Ferreira disse...

Grata pela excelente partilha, Elvira.
Bjinho :)

Socorro Melo disse...


Muito interessante, Elvira! E me pareceu bem organizado e pacífico. Aqui no Brasil, atualmente, essas manifestações públicas têm se tornado perigosas, pois, há muito vandalismo e violência, infelizmente. A corrupção por cá, anda solta, e as injustiças no trabalho são gritantes.

Feliz dia do Trabalho!

Fernanda Maria disse...

Quando se acredita deve-se participar!

Gostei de ver tanta gente envolvida por uma causa que não se pode perder.

Um beijinho amiga Elvira

O Toque do coração



Smareis disse...


Bom dia Elvira!

Esses protesto pode até não funcionar, mais que chama muita atenção dos governadores isso chama.
Comemorar maio e defender o futuro, uma frase que faz sentido.
Amanhã eu volto pra acompanhar todos os capítulos do conto.
As fotos ficaram muito boa.
Uma ótima semana!
Um ótimo mês
Um abraço, e um sorriso!
Blog da Smareis

Maria Teresa de Brum Fheliz Benedito disse...

Temos que festejar quando necessário e festejar quando merece.
Linda reportagem querida Elvira, parabéns!

paideleo disse...

Prestoume este posteo sobre o Primeiro de Maio.
Un saúdo dun traballador.

lua singular disse...

Oi Elvira,
São sempre os mais simples que tem que pagar a conta dos coronéis.
Aqui também está uma loucura. Viu pela televisão a roubalheira.
Beijos
Lua Singular