29.5.17

JOGO PERIGOSO - PARTE IX


David pôs de lado o catálogo da nova coleção que acabara de sair, e pôs-se de pé.
Alto, deveria rondar o metro e noventa, de um corpo bem musculado, e bastante moreno, de olhos cinzentos, a que as emoções escureciam tanto,   que quase pareciam negros. O cabelo negro, ligeiramente ondulado, cortado muito curto, o nariz retilíneo, o queixo quadrado. Era um daqueles homens que não passam despercebidos onde quer que se encontrem.  Foi até à janela, e por minutos pareceu interessado no movimento da rua.
Ouviu que batiam à porta e sem se voltar, mandou entrar.
A mulher que entrou, rondaria os quarenta e cinco anos. Era alta, loira e vestia rigorosamente de acordo com o seu lugar de secretária, de um homem que dirigia um dos negócios mais florescentes do momento. A moda feminina.
Voltou-se
- Que se passa, Rita? Não tinha dado ordens para não me interromperes?
- Desculpa, mas a Glória, não aceitou a tua ordem. Está no meu gabinete, e diz que nem que durma aqui, não se vai embora sem que a recebas.
Fez uma careta de aborrecimento.
- Fá-la esperar mais meia hora. Inventa uma desculpa qualquer. Pode ser que acabe por desistir.
Com a confiança adquirida ao longo dos muitos anos que era sua secretária, Rita, sorriu
- Não acredito. Mas farei os possíveis, chefe.
Ele arqueou a sobrancelha e o seu olhar escureceu. Ela sabia que ele não gostava quando lhe chamava chefe.
- Pronto, não te zangues, saio já.
E saiu fechando a porta. Ele esboçou um sorriso. Gostava dela. Era sua secretária desde que ele começara o negócio, num pequeno armazém, quando não era nem um décimo do que é hoje. A sua experiência, fora uma grande ajuda, para o jovem com a cabeça cheia de sonhos, e uma vontade férrea de triunfar, que ele era na altura. E tinha-o conseguido. Hoje, além da fábrica de confecções, tinha ações noutras empresas, e a ideia de continuar a expandir os seus interesses, tinha-o levado a adquirir ao amigo a metade da fábrica de tecelagem. Claro que era seu desejo acabar por ficar com a fábrica na totalidade. Pensava fazer uma boa oferta à jovem. Pensara que ela, tal como o irmão estaria desejosa de vender. Surpreendera-o a garra da jovem. Enfrentara-o. E ele não estava habituado a que mulher alguma o enfrentasse. Antes pelo contrário. Estava habituado a ter que dispensá-las com mais ou menos custo, quando começavam a aborrecê-lo. Como pensava fazer agora com aquela que aguardava na sala.



16 comentários:

Os olhares da Gracinha! disse...

Vamos ver o que vai acontecer!!!
Bj

Os olhares da Gracinha! disse...

Vamos ver o que vai acontecer!!!
Bj

Isa Sá disse...

A passar por cá para acompanhar a história e desejar uma boa semana!

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Tintinaine disse...

Oh, já percebi, o David é do tipo engatatão que vai despedaçando corações à sua passagem. E a Daniela vai pregar-lhe a partida fazendo-o apaixonar-se por ela e ficar de quatro.
Está bem, para mim serve!

Ana S. disse...

Quando menos se espera, há sempre quem tenha vontade de confrontar os poderosos!
Boa semana.
Abraço

Roaquim Rosa disse...

bom dia
está mesmo a começar a aquecer o jogo.
ainda falta muito mas creio que vai dar um empate !!!
JAFR

Anete disse...

Um suspense no ar, surpresas vêm por aí... Aguardarei...
Uma boa semana, Elvira, repleta de paz e inspirações...
Abraço

Pedro Luso disse...

Olá Elvira.
Gostei também desta parte de "Jogo perigoso", agora aguardo a sua continuação. Parabéns, minha amiga.
tomam conta de nossos corações.
Uma ótima semana.
Meu abraço.

Silenciosamente ouvindo... disse...


Está-se a fazer difícil...
mas depois tudo se alterará?
Mistério!
Aguardemos.
Bjs.
Irene Alves

Maria Teresa de Brum Fheliz Benedito disse...

Hum!
Quem será está Glória?
Surpresas surgindo, que maravilha!!
Grande semana querida Elvira, beijinhos.

lis disse...

Voltei aos capítulos anteriores e foi fácil entender o embaraço que se tornou a venda da Empresa da parte do irmão,que pelo visto é a paixão da Daniela_ essa Empresa.
E o embaraço maior é que o comprador está disposto a comprar a parte dela também.
E,como tem mais posses financeiras,o jogo entre eles só começou rs
Muito bom Elvira
Vamos ver em que isso dará rs
Beijos
.

O meu pensamento viaja disse...

A trama adensa-se. O que virá por aí?

António Querido disse...

Passei e deixo o meu abraço.

Edumanes disse...

David, é tipo quer tudo a seu jeito. Será que Daniela vai na sua cantilena? Não me parece que Daniela esteja disposta a vender por uma tuta-e-meia, os 50%, que detém na fábrica. A ver vamos se David, lhe consegue dar a volta e tornar-se único dono da fábrica, tudo indica ser essa a sua ambição!

Tenha uma boa noite amiga Elvira.

redonda disse...

Agora estou a torcer para que ela o vença!

Rosemildo Sales Furtado disse...

Parece que a Daniela vai se tornar um osso na garganta do David. Gostando e aguardando.

Abraços,

Furtado