16.12.16

O NATAL E A FLOR DE NATAL






A  Poinsétia, que em algumas zonas do nosso país é chamada de "manhã de Páscoa" embora seja mais conhecida por todos nós como Estrela de Natal, é uma planta originária do México..Na ciência foi batizada como  Euphorbia pulcherrima,  (Pulcherrima, significa a mais bela) No Brasil conhecem-na por bico-de-papagaio, e rabo-de-arara..
Diz a Wikipédia:
" Vinda da América Central, mais especificamente da região de Taxco del Alarcon, a planta era denominada pelos Astecas de "cuetlaxochiti". A planta era utilizada por este povo para a produção de tintas usadas na cosmética e tingimento de tecidos, além de usarem a sua seiva na produção de medicamentos contra a febre.. Ainda hoje se utilizam aí as poinsétias de brácteas esbranquiçadas para a produção de cremes depilatórios, além do seu cultivo para a formação de sebes ".
Parece que foram os padres franciscanos os primeiros a introduzir, a Poinsétia , na decoração natalícia, mas sobre ela, também há uma bonita lenda que passo a contar

Diz-se que há muitos, muitos anos, uma menina de nome Pepita, se dirigia para a igreja num dia de Natal. Era costume na terra, nesse dia, cada pessoa, levar até ao presépio da igreja, um presente, para o Menino Jesus, seguindo a tradição dos pastores e Reis Magos. 
Seguia a menina a caminho da igreja, acompanhada pelo seu primo Pedro, a quem contou que estava muito triste, pois na sua casa muito pobre, nada havia que pudesse oferecer ao Menino Jesus.
O primo disse-lhe que não estivesse triste, pois não importa o que oferecemos a alguém, mas o amor que pomos nessa oferta. 
Ouvindo isto a menina apanhou alguns galhos secos no caminho para a sua oferta.
Ao chegar à igreja, a menina olha com tristeza, para os ramos secos, e acha esta oferenda muito pobre. A chorar acerca-se do presépio e deposita com todo o amor do seu inocente coração o ramo de galhos secos, junto da imagem de Jesus Menino. 
No mesmo instantes, estes adquirem uma cor vermelha vibrante, e  formam a flor que todos conhecemos, perante o espanto de todos os fieis presentes.
E foi por este autêntico milagre de Natal, que esta flor é até hoje um simbolo desta época.

Existe ainda uma outra variante, em que o Pedro, seria não primo, mas irmão, e as flores brotariam das hastes molhadas pelas lágrimas
da menina


Atenção, a lenda não é minha. Se fosse minha seria uma história, não uma lenda. Chegou-me contada por uma colega, procurei na net, encontrei-a com pequenas diferenças em vários sites e em nenhum vi de onde ela viesse, pelo que julgo será uma das histórias que circulam por tradição oral e não se sabe quem a inventou





17 comentários:

Pedro Coimbra disse...

Também não conhecia esta lenda.
Desejo-lhe, a si e família, um Santo Natal e um Maravilhoso 2017.

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Desconhecia esta lenda, mas gostei de ler e fiquei mais rico em conhecimentos.
Um abraço e bom fim-de-semana.
Andarilhar

Tintinaine disse...

Agora percebo porque tem o LIDL tantos vasinhos com esta planta à venda, nesta altura!

rendadebilros disse...

Tão bonitas todas as lendas. Fora da histeria de "algum" Natal que querem à força que vivamos, estas lendas aqui partilhadas com carinho devolvem-nos a magia de um Natal simples vivido com o coração. Beijos.

António Querido disse...

Existem várias espécies que simbolizam o Natal, dependendo do poder de compra de cada família e há sempre uma lenda, esta eu desconhecia e gostei de ler!
O habitual abraço.

Anete disse...

Gosto muito destas flores, plantas, Elvira!
Não conhecia a lenda e achei bem interessante...
Abraços + abraços...

Bea Simpson disse...

Gostei saber desta planta que sempre aparece no Nadal e non sabía o motivo. Gustoume tanto a lenda que me permitín gardala no meu Facebook para partilhala cas amizades, se non te molesta. Consta a túa autoría, por suposto. Unha aperta e BO NADAL.

Os olhares da Gracinha! disse...

Uma flor que nunca entrou em nossa casa e eu gosto e muito!!!
Obrigada pela partilha!!!
Bj

https://mgpl1957.blogspot.pt/2016/12/alfabeto-da-amizade.html

Rui Espírito Santo disse...

Também não conhecia a lenda !
Há cerca de 15 anos, creio que esta flor ainda não era muito conhecida por cá (pelo menos por mim) ! Em Milão, fiquei surpreendido que se viam por tudo que era lado e constatei que era a flor de Natal "oficial" em Itália ! Para mim, uma surpresa ! :)

Abraço

Pérola disse...

Sempre bom saber o porquê das coisas.

Feliz Natal.

Beijinhos

Roseli Pedroso disse...

Elvira que lenda mais linda! Já gostava dessa planta pela beleza e cor mas agora, sabendo da lenda, gostei ainda mais! Grata por compartilhar conosco essas histórias que nos enriquece.
Bj

O meu pensamento viaja disse...

É uma lenda muito interessante.
Beijinhos

Edumanes disse...

A Pepita com todo o seu amor,
no presépio os galhos secos colocou
por eles se terem transformaram em flor
felicidade no coração de Pepita se alojou!

Tenha uma boa noite e bom fim de semana amiga Elvira, um abraço,
Eduardo.

rosa-branca disse...

Amiga Elvira, desconhecia essa lenda e adorei. Também gosto muito dessa planta. Obrigada pela partilha. Beijos com carinho

Majo Dutra disse...

Esta é uma lenda interessante, porém é uma planta tropical
que atinge 3 metros de altura ao ar livre.
A cultura na Europa, em vasos de estufa, é muito recente...
~~~ Abraço Elvira ~~~

Prata da casa disse...

Não conhecia esta lenda e gostei muito. Cá na ilha a planta é conhecida por " manhã de Páscoa", o que acho francamente descabido, uma vez que só aparecem pelo Natal.O que é certo é que todos os anos, por esta altura, compro sempre a minha poinsétia. :)
Bjn
Márcia

maria disse...

Adoro a Estrela de Natal, e adorei a lenda!