16.10.11

ROSA - PARTE IV



Continua

BOA SEMANA AMIGOS

9 comentários:

Isamar disse...

Era assim a vida dos pobres que, embora trabalhando de sol a sol, mal ganhavam para os bens essenciais. Por isso, andavam descalços, usavam roupa que lhes era dada pelos patrões ou outras pessoas endinheiradas da aldeia, mal sabiam ler e escrever e muitos, muitos, nunca se sentaram nos bancos da escola nem podiam recorrer aos médicos. Eram mais felizes que os de hoje? Não acredito! Desconheciam, no entanto, o que se passava pelo país e do mundo nada sabiam.
Comovente, Elvira! Destas vidas conheci algumas e ouvi, aos meus pais e avós, falar de muitas semelhantes. Que revolta!

Beijinhos

Bem-hajas!

Rafeiro Perfumado disse...

Cá para mim a avó morreu por causa do desgosto de ter morto a única galinha...

São disse...

Esperemos que nada mais lhe aConteça...

Boa semana

Paulo Cesar PC disse...

Venho lhe agradecer por ter passado no nosso blog. Grato também por seu comentário. Um beijo no seu coração. Tudo de bom para você, sempre.

Mariazita disse...

Estive a ler os capítulos todos (ainda não tinha lido nenhum) e espero daqui em diante acompanhar à medida que forem sendo publicados.
É uma história de vida muito triste, como era a maioria naqueles tempos nas aldeias e até nas cidades entre os mais pobres.

No capítulo anterior revoltou-me a descrição da violação da Rosa.
É um assunto que me tira do sério, e amaldiçoo todos os homens que cometem tal crime.

Até agora estou a gostar... e penso que os próximos capítulos não nos irão desiludir.

Uma semana feliz. Um abraço

esteban lob disse...

Hola Elvira:

Me pongo en el caso de la fiebre de Rosa que la hacía arder por casi tres días.
La tal Elvira, con sus escritos , la hace sufrir mucho.Jajajaja.


Cariños.

Lilá(s) disse...

E agora vai crescer a preocupação, o que irá mais acontecer á pobre moça?...
Está muito interessante Elvira.
Bjs

LopesCa disse...

Espero que vida da personagem melhore :s

BlueShell disse...

Depois da violação a morte da avó!
Triste...mas uma personagem forte..resoluta: arriaca seu destino em outro local.