8.7.07

SÚPLICA

Ouves
a tempestade
rugindo
mãe?

Parece que a natureza está zangada!

Encrespa o mar
afunda embarcações
põe luto na aldeia.

Porque está zangada a natureza, mãe?

A chuva alaga os campos
o vento leva a flor á fava
que amanhã
seria o nosso almoço.

Oh! mãe, diz-lhe:
que não nos torture mais
que estamos cansados e famintos.

3 comentários:

José disse...

Binito poema! O vento leva sempre a flor á "fava".
Independentemente se este tem causas naturais, ou é provocado por mão humana, em qualquer dos casos o mexilhão é quem o sente sempre da forma mais dramática...

lula disse...

a natureza está zangada e tem razão, já que nós andamos a destruí-la.
Estamos e sofrer as consequências dos erros que temos feito...

marta disse...

É verdade, quando a tempestade vem é sempre o pobre que fica mais pobre.