24.10.17

A RODA DO DESTINO - PARTE XXXVIII



- Foi demorado o almoço hoje, - disse Diana ao vê-la entrar acelerada mesmo em cima da hora.
Anete lançou um olhar pela sala. Ao ver que não havia ninguém para atender, disse baixinho:
- Estive a almoçar com o meu ex-marido.
- Uau! Deu-lhe a saudade? Não me digas que vais ter uma recaída.
- Deus me livre! Afonso é um homem muito bom, dará um excelente marido, mas não para mim. Já te contei que nos divorciámos de comum acordo e que somos amigos.
- Sim, claro. Mas o que é que ele queria?
Naquele momento entrou uma utente e Anete não pode responder. Nem mais tarde, porque em breve a sala estava cheia e não houve mais tempo para conversas.
À noite ao saírem, Diana insistiu:
- Então, não me vais contar?
- Afonso queria que eu soubesse que se tinha apaixonado. Não queria que eu soubesse por outras pessoas.
- Que simpatia! – Ironizou a amiga.
- Não sejas irónica. Eu fiquei muito feliz por ele. Sei que te pode fazer confusão, mas eu gosto muito do Afonso. É o melhor amigo dos meus irmãos, fomos criados juntos e amo-o quase tanto como aos meus irmãos.
- Não te entendo mulher. Se é assim porque se casaram?
- Foi um arranjo entre famílias. Como andávamos sempre juntos, eles pensaram que ia ser um casamento feliz. E nós fomos na onda.
- E perdeste grande parte da juventude. Até amanhã. Vem aí o meu autocarro, - disse começando a correr para a paragem que se encontrava uns cinquenta metros mais adiante.
- Até amanhã, Diana.
Anete continuou a sua caminhada. A paragem do metro era um bom bocado mais abaixo. Ela gostava de caminhar à noite pela rua, de olhar as montras iluminadas. Faltava pouco mais de um mês para o Natal, e as montras mostravam os mais variados artigos entre motivos alusivos à data.
Anete caminhava devagar, e de vez em quando, parava junto a uma montra que se mostrava mais apelativa. Não tinha pressa, não tinha ninguém à sua espera. A noite estava fria. Aconchegou ao pescoço a gola do casaco e retomou a marcha.  Pensava no Natal. Nos anos anteriores, passara com os pais a noite de Natal, e com a sogra o dia. Como seria o Natal deste ano?
Desceu a escadaria para o metro pensando em Afonso. Tinha ficado contente por saber que estava apaixonado. Oxalá tudo desse certo. Ele merecia ser feliz.
Ao entrar em casa olhou o relógio. Oito horas. Levara hora e meia para chegar a casa, um trajeto que de manhã fazia em meia hora. Despiu o casaco, e foi para a cozinha. Preparou uma omeleta de presunto e queijo, uma salada de alface e jantou.

13 comentários:

noname disse...

Isto está naquela fase de fazer nervos miudinhos ahahahah
Beijo Elvira

Teresa Isabel Silva disse...

Já tinha saudades da história!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

Zilani Célia disse...

OI ELVIRA!
ESTÁ BEM ADIANTADO TEU CONTO, INVEJO QUEM ESTÁ PODENDO TE ACOMPANHAR POIS, SEI DO QUANTO ESCREVES BEM. ESPERO LOGO ESTAR ENTRE TEUS LEITORES ASSÍDUOS.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Edumanes disse...

Tal tá a moenga. Nunca mais se vê a luz ao fundo do túnel. Voltas e mais voltas a engonhar. Está fazendo render o peixe. Se calhar dura até ao Natal?

Tenha uma boa noite amiga Elvira, um abraço,
Eduardo.

maria disse...

Será que a história de Afonso e Anete está mesmo encerrada!? desconfio que não... espero que a Sara não saia magoada, mais uma vez!!! :D

Cantinho da Gaiata disse...

Por este andar vamos ter conto até ao Natal, hehehe.
Estou a gostar, mas tantos rodeios .... Já não tenho unhas Elvira.
Bj

Profª Lourdes disse...

Olá amiga
Amei sua postagem, como sempre é muito bom está aqui no seu cantinho lindo. Que bela história! Parabéns! Fiquei feliz em saber que melhorou, essas viroses nos deixam de molho. Eu fui acometida e fiquei por uns dias.
Deixo esse pensamento com desejos de que sejas sempre feliz.
“A felicidade de um amigo deleita-nos. Enriquece-nos. Não nos tira nada. Caso a amizade sofra com isso, é porque não existe”. Seja muito feliz amiga, hoje e sempre.
Abraços da amiga Lourdes Duarte

Tintinaine disse...

Julguei que era só eu o apressado. Afinal vejo que está todo o mundo ansioso para ver o fim da novela. Mas é um erro, pois acabada esta começa outra e voltamos ao mesmo.
Vamos lá com calma!

✿ chica disse...

Acompanhando e esperando...Mas o principal é que todos estamos ansiosos e isso é bom sinal..Nos prendestes!! bjs praianos,chica

Pedro Coimbra disse...

A moça anda muito indecisa.
Só consegue decidir o que jantar.
Já não é mau!

Rosemildo Sales Furtado disse...

Acompanhando, gostando e aguardando os futuros acontecimentos.

Abraços,

Furtado

Lucia Silva disse...

Retomando e atualizando a leitura dessa novela maravilhosa!
Beijos!

Blogger disse...

If you want your ex-girlfriend or ex-boyfriend to come crawling back to you on their knees (no matter why you broke up) you got to watch this video
right away...

(VIDEO) Win your ex back with TEXT messages?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...