27.10.15

FOLHA EM BRANCO PARTE VI




Foto do google




Voltou mais de uma hora depois, carregado de sacos, que depositou junto da jovem.
- Comprei-lhe roupas. Não sei se são exactamente a sua medida, mas servirão para poder tomar um duche e mudar de roupa. Mais tarde logo se vê o que mais precisa. E trouxe um frango assado para o almoço. Vamos almoçar já ou prefere primeiro o duche?
- Creio que o duche – disse a jovem pegando nos sacos e levando-os para o quarto.
- Tudo bem.  Vou buscar uma toalha limpa e depois fazer uma salada para acompanhar o almoço.
No quarto, a jovem foi tirando as peças dos sacos. Dois pares de calças, dois camiseiros, um vestido rodado, uma saia justa e um pulôver, um par de ténis, umas sabrinas e algo que fez a jovem corar, três conjuntos de roupa intima. Escolheu as calças brancas, um camiseiro também branco, as sabrinas e um dos conjuntos interiores e dirigiu-se à casa de banho. Temia passar pela cozinha. Que pensaria o homem, quando a visse com a roupa. Imaginá-la-ia com as minúsculas peças vestidas?
Felizmente Miguel estava de costas para ela, entretido com a salada.
Ao entrar na casa de banho, pensou se teria que tomar duche de água fria, mas com que adivinhando-lhe os pensamentos Miguel gritou.
- O esquentador está na casa ao lado e já está aceso.
 A jovem fechou a porta à chave e começou a despir-se. Continuava apática, tudo nela era mecânico, como se o seu espírito se tivesse ausentado do corpo.
Meteu-se debaixo do chuveiro e durante alguns minutos deixou que a água morna deslizasse pelo seu corpo esbelto como se fosse uma carícia.
Depois esfregou-se com raiva, como se quisesse fazer saltar de dentro dela, quem dela se ausentara. Por fim incapaz de se controlar, deu livre curso às lágrimas que se misturaram na água.
 Terminado o banho, procurou a toalha, e só então reparou, no frasco de creme hidratante e na escova.
 “Deve estar muito habituado a lidar com mulheres" - pensou enquanto espalhava o creme pelo corpo nu. 
Vestiu-se. As calças estavam ligeiramente largas na cintura, mas tudo o resto estava perfeito.
Passou a escova no cabelo, e olhou-se no espelho, perguntando-se quem era aquela pessoa, cuja imagem  ele lhe devolvia.



19 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Também existem homens finos, delicados e com muita persistência.
Uma maravilha esta leitura.

Edumanes disse...

Continua o mistério por desvendar,
quem será aquela jovem misteriosa
é preciso com paciência saber esperar
até final dessa interessante história!

Tenha uma boa noite amiga Elvira, um abraço,
Eduardo.

Andre Mansim disse...

Capítulo muito bem escrito. Não acompanhei os primeiros. Vou ver.

✿ chica disse...

Bem sabidinho e sabe conquistar! Estou gostando! bjs, chica

Mariangela do Lago Vieira disse...

Que história boa e tão bem escrita, Elvira. Acredito que ele esteja bem intencionado!
Abraços, uma boa noite!
Mariangela

lourdes disse...

Será que ainda existem homens assim? Simpáticos, bem intencionados.....
Vou aguardar pelo desenvolvimento da história da linda menina. Bjs

Rogerio G. V. Pereira disse...

Vou seguindo...

Vera Lúcia disse...


Olá Elvira,

Miguel pensou em tudo e fez o melhor que podia. As peças íntimas eram indispensáveis. Normal que a jovem se sentisse encabulada naquelas circunstâncias.
O conto continua excelente.

Beijo.

Pedro Coimbra disse...

Love is in the air
Um abraço

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

E o mistério continua para os próximos capítulos. Que venham eles.
Um abraço e boa semana.

Ana S. disse...

Um banho faz maravilhas. Às vezes parece que limpa até a alma.
Acertou em tudo menos nas calças, já não foi mau.
Espero pelos próximos capítulos!
Abraço

António Querido disse...

Olá amiga Elvira! Confesso que tenho andado um pouco afastado das suas bonitas histórias, as obras de recuperação da minha casa na aldeia, têm-me ocupado bastante tempo, mas espero estar de volta à normalidade!
Com o meu abraço.

Maria disse...

Cá estou eu para tentar recuperar o meu atraso nas leituras...e publicar em livro Elvira? Pessoalmente acho que fazia todo o sentido !
Beijinhos amiga
Maria

São disse...

Concordo com o nosso amigo Pedro Coimbra

Beijinho

Laura Santos disse...

Nunca vi um homem assim tão atencioso para com uma desconhecida!...Ou é um verdadeiro cavalheiro à moda antiga, ou está a apaixonar-se...?
xx

Dorli Ramos disse...

Oi Elvira,
Estou me colocando no lugar dessa moça, não existem mais homens como esse jovem.
Parabéns
Beijos
minicontista

Zilani Célia disse...

OI ELVIRA!
BOA NOITE PARA TI, ESTOU AQUI E VOU LER TUDO.
ABRÇS
-http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Elvira! A variedade de peças possibilita a escolha, e é através da escolha que ele conhecerá as suas preferências. O cabra é inteligente. Continuo gostando.

Abraços,

Furtado.

Socorro Melo disse...


Que homem providente, hein! Atencioso e acolhedor. Pensou em tudo.



:)

Socorro Melo