28.5.16

E PORQUE HOJE É SÁBADO...

DEIXA




Deixa que a vida
não seja desespero
mas só vida.

Deixa que o mar
não seja túmulo
mas só mar.

Deixa que o sonho
não seja pesadelo
mas só sonho.

Exige
JUSTIÇA
PAZ
AMOR.

E vive...

Deixa
que a vida
seja vida,
e o mar
mar
e o sonho
sonho.
E luta
sofre
ama
e vive...

Essa vida
que não tens
mas anseias
conhecer.



24 comentários:

Isa Sá disse...

Será que podemos exigir alguma coisa...

Bom fim de semana!


Isabel Sá
Brilhos da Moda

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Deixa que a vida aconteça e vive.
Gostei deste belo poema.
Um abraço e bom fim de semana.

✿ chica disse...

Lindo poema e inspiração! Gostei muito! bjs, ótimo fds! chica

Edumanes disse...

Deixa, continuando,
continua sim a beijar
do que se está gostando
nunca se deve abandonar.

Um beijo louco,
não se deixa escapar
porque se cair no lodo
inundado lá irá ficar!

Com o mesmo sabor,
quem nos lábios o sentir
um beijo dá calor
de felicidade faz sorrir!

Quem a sente,
também acredita
haja saúde sempre
para todos justiça!

Bom fim semana desejo para você,
amiga Elvira, um abraço.
Eduardo.

Dorli Ramos disse...

Oi Elvira
Você tem um lado poético que emociona
Lindo!
Beijos
Minicontista2

Geo disse...

Que lindo Elvira! As vezes não acontece porque simplesmente não deixamos... Simples verdade é tão difícil de colocar em prática.

Geo disse...

Que lindo Elvira! As vezes não acontece porque simplesmente não deixamos... Simples verdade é tão difícil de colocar em prática.

Anete disse...

Palavras de reflexão tocantes!
Viver e prosseguir vivendo com garra e AMOR...
Bom sábado... Abraços

Zé Povinho disse...

Viver é intervir, ter opinião, lutar pelo que se deseja...
Abraço do Zé

Ana Freire disse...

Nem mais... se não fizermos valer os nossos direitos... jamais os teremos...
Podemos, e demos exigir justiça e paz, se queremos que o mundo melhore...
Amor... nem sempre podemos exigir ter... mas nada o impede de o distribuir, em muitos gestos e acções, para que este mundo melhore para nós e os outros!
Adorei passar por aqui... e apreciar este belo poema!
Beijinhos! Bom domingo, para si e os seus, Elvira!
Ana

Elisa Bernardo disse...

Como sabe, (já lhe disse), leio os seus posts já deitada com calma e serenidade...e este poema foi uma forma perfeita de terminar o meu dia!
Lindo Elvira, lindo!!!
Beijinhos
elisaumarapariganormal.blogspot.pt

António Querido disse...

Gostei dos seus versos ao sábado, no "Sexta", também gostei dos que deixou o nosso poeta Eduardo!
BOM DOMINGO com o meu abraço.

Janita disse...

Qualquer dia é bom dia para desejarmos que a vida seja sonho, paz e amor.
Exigir, será exagerar, Elvira!! :)

Gostei desta "Deixa", que poderia servir de mote para mudar muitas coisas na nossa vida...se a Vida deixasse.

Um abraço e bom resto de Domingo

Daniela Silva disse...

Um poema bem apaixonante :)

Beijinhos e um excelente domingo,
http://danielasilvablogof.blogspot.pt

Duarte disse...

Um Sábado numa Sexta, isso está bem, e muito mais quando o verso destila um desejo intenso de viver em paz e com amor.
Boas intenções. Mas que não sejam sonho, algo mais superficial que a ilusão, o sonho é quimera, e a vida está para ser vivida intensamente.
Abraços de vida, querida amiga

Gaja Maria disse...

Vivamos a vida com tuso o que ela nos reserva. Beijinho

manuela barroso disse...

Deixar fluir o sonho a que temos direito . Sem sonhos a vida perde encanto . Sejamos sonhadores
Belo Elvira
Bji

Andre Mansim disse...

Lindo Elvira!
Você deveria explorar mais essa sua veia poética, porque quando ela aparece, sempre nos traz coisas belas.

Pedro Coimbra disse...

Muito intenso e muito bonito.
Abraço, boa semana

Bea Simpson disse...

Certo, hai que deixar que a vida flua con aquelo que nos depara, sem pretender cambiala, sem mudar o seu sentido. Aceptar como se presenta e agradecer que asi sexa, porque sempre podería ser peor. Aperta grande.

Crocheteando...momentos! disse...

Por aqui é assim...deixo que a vida aconteça e vou saboreando ao sabor do tempo!
Bj

Emília Pinto disse...

Saibamos viver um dia de cada vez, deixando que o melhor de nós saia e dê a esse dia a nossa alegria, amor e muita solidariedade. Será gratificante para nós e fará alguém sorrir com toda a certeza. Ao sábado teremos poesia? Que bom? Leve, lindo e de grande ternura o teu poema. Beijinhos, Elvira.
Emilia

Bia Hain disse...

Olá, Elvira, que poema forte! Quando se deixa viver, sem querer controlar muito o que acontece, os anseios passam a fazer sentido e viram realidade em nossas vidas naturalmente. Abraços!

Odete Ferreira disse...

Uma paragem na leitura da saga familiar para te deixar uma palavra de apreço pelo bonito poema.
Bjinho :)