15.3.12

BLOGAGEM COLETIVA - AMOR AOS PEDAÇOS - ENCANTAMENTO

Para esta blogagem coletiva eu escolhi um poema que alguns que me visitam já conhecem. Escrevi-o na longinqua decada de 70 aquando do 10º aniversário do meu casamento e claro é dedicado a meu marido. Como apesar de todos estes anos, não encontro melhores palavras para descrever o encantamento que senti quando o conheci, eis aqui o poema.



POEMA DO NOSSO AMOR NASCIDO

Ainda me recordo do tempo de solidão
quando na estação do meu desejo
embarquei ao encontro de ti.
Era Primavera? Não. Era ainda Inverno.
Mas o tempo não contava. Era um montão
de horas encerradas
na penitenciária do passado.
E foi justamente nessa altura
que te encontrei.
Trazias a noite agonizante
em teus cabelos,
enquanto nos teus olhos dourados
raiava a aurora.
Nunca te tinha visto e no entanto
soube logo que eras tu. No teu sorriso
- branco malmequer que desfolhaste,
me perdi. Com a força do desespero
que agoniza em silêncio,
o nosso amor nasceu. Depois...
bem, depois, não estava previsto
-mas aconteceu...a maçã do saber
adormeceu em nós.
A cidade, o rio, as gentes,
a vida e até a própria morte
deixaram de nos importar.
Há alguma coisa mais importante que
um homem e uma mulher que se amam?...
Lembras-te? Era o tempo dos beijos
a saber a pôr-do-sol,
das madrugadas amanhecendo
nos sorrisos sem palavras.
Era o tempo em que os nossos corpos,
prenhes de Amor, cavalgavam
pelas montanhas da Ilusão.

Elvira Carvalho

Esta blogagem é promovida por:

43 comentários:

esteban lob disse...

Hola Elvira:

Muchas veces no hay cosa mejor en nuestros blog, que recordar otras épocas y revivir grandes sentimientos, como en este caso.

Un abrazo austral, amiga.

Sandra Portugal disse...

Hoje eu estou ENCANTADA com a BC fases do Amor!
bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

ana costa disse...

Que linda, terna e doce maneira de se homenagear alguem que nos é querido!!!
Parabéns Elvira
Beijo

São disse...

Que esse amor prossiga sempre assim, vibrante e lindo.

Abraço aos dois.

Mariangela disse...

Que este lindo amor seja sempre uma dádiva em sua vida!
Lindo poema Elvira!

Uma grande abraço com carinho,
Mariangela

manuela barroso disse...

E quando um amor sobrevive ao desgaste da intempéries das emoções vividas e partilhadas no dia a dia, a isto não se chama "Amor aos Pedaços",mas Amor por Inteiro. Um eterno "Encantamento"!
Parabéns querida amiga,
que permaneçam, sempre encantados1
Abraço amigo

Graça Pereira disse...

Este não é um Amor aos pedaços, minha querida!
Este é um amor total, abrangente, em que a entrega se faz para sempre!Sem dúvidas e...parabéns!
Beijo doce.
Graça

Socorro Melo disse...

Olá, Elvira!

Parabéns pelo belo poema. Fico contente em saber que este encantamento se perpetuou na vida de vocês. Que sejam felizes, e apaixonados, sempre.

Beijos e encantos
Socorro Melo

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Amor inteiro, pleno que se foi construindo pedacinho por pedacinho e com tanto cuidado foi feita essa construção que permanece até hoje. è assim que o amor tem de ser tratado...passo a passo...sempre com muita compreensão...respeito e tolerância pelas diferenças do outro. Um beijinho e parabéns pela bela homenagem feita em poema tão belo, poema que só um belo amor pode escrever.
Emília

Adri disse...

Elvira, neste dia em que o encantamento está solto pela blogosfera, você que nos encantou com poema tão lindo e cheio de sentimentos :-) Um beijo!

Mariazita disse...

Já conhecia este poema, sim. Tomei contacto com ele no «Xaile de Seda».
Acheio-o muito bonito na altura, e agora, relendo-o, parece-me ainda melhor.
Muitas vezes acontece isso: uma segunda leitura faz-nos ver e apreciar pormenores que à primeira tinham escapado...
Parabéns.

Um abraço

Vitor Chuva disse...

Olá, Elvira!

É linda a descrição desse momento em que o longo Inverno deu lugar à ansiada Primavera.
Que esse momento continue!

Um abraço.
Vitor

Tetê - Sem Neuras disse...

Brilhante a sua participação! E seu blog é muito bom! Estou encantada! Bjks Tetê - Avaliando a Vida

Olinda Melo disse...

Querida Elvira

Sinto-me privilegiada por ter levado ao Xaile de Seda este poema tão lindo, e dedicado ao seu marido, para a 'Quinzena do Amor', em Fevereiro.

Li-o agora com o mesmo encantamento de então.

Beijos.

Olinda

marcela disse...

Olá Elvira!
Que linda homenagem ao amor...
me envolveu cada trecho
me encantou!
bjos

O Guardião disse...

Que dure por muitos anos.
Cumps

Orvalho do céu disse...

Olá, querida amiga Elvira

"Somente quem ama e se permite amar
é que detém o tesouro do
verdadeiro
AMOR!
(Kiro)

Mais uma emoção rola no ar... que maravilha poder contar com tanta gente impregnada de amor!!!
Encantada por assim dizer... Enamorada pela vida...
Amando o amor...
E pelo Amor sendo amada...

Menina, fiz bem ao ler essa formosura pela noitinha... Veio a calhar!!!

Com a alma mais aliviada e amorizada, ele preencheu a minha ânsia de amor/ encanto...
Tempo de solidão e de encontro com o Encanto... Lindo e perfeito!!!
Obrigada por nos enriquecer, viu???

"Orvalhou o próprio Céu ante a face do Senhor"...
Bjm encantado e tenha uma noite amorizada

Je Vois La Vie en Vert disse...

Querida Elvira,

Fiquei...encantada pelas tuas palavras e não tenho dúvidas nenhuma em que o teu marido ficou encantado em conhecer-te e desposar-te.
Folgo muito em saber que estás melhor.
Parabéns para este lindo amor tão lindamente expresso.

beijinhos
Verdinha

lis disse...

Oi Elvira
Parabéns pela participação bonita com um poema que certamente evoca momentos felizes de uma vida a iniciar , com promessa de felicidade que se materializou e sobreviveu.
Maravilha Elvira.
meu abraço

✿ chica disse...

Lindo poema e encantamento!!parabéns e felicidades aos dois!chica

Kim disse...

Muito bonito o teu poema Elvira!
Felizmente que ainda existem muitos casais que se amam até ao fim.
Fico contente por ti, por vós!
Um beijinho

Maria Luiza disse...

O VERDADEIRO ENCANTAMENTO TOMOU CONTA DE VC PARA ESCREVERES ALGO TÃO BONITO ASSIM! FORTE ABRAÇO! BEIJOS!

Luís Coelho disse...

Quando o amor vem
Nasce vida dentro de nós
Os lábios sabem sorrir
O coração canta também
A esperança do provir
Numa canção de viva voz.

RUTE disse...

Olá Elvira,
o seu poema é um hino triunfante ao amor, sentido hoje como se fosse há 40 anos atrás.
É bonito saber que há encantamentos que perduram a vida inteira.
Beijinhos.
Grata pela sua participação nesta coletiva.
Rute

Rafeiro Perfumado disse...

Aposto que ele se derreteu, Elvira, outra coisa não seria de esperar perante uma tão grande demonstração de amor. Beijoca!

Bel Rech disse...

Que lindo poema e uma declaração de amor, doce encantamento,Ahhhh o amor é tão lindo que jamais esquecemos do primeiro momento...
Paz e bem
Gostei e fiquei...

Luciano A.Santos disse...

Olá Elvira, lindo poema, é tão om quando sentimentos assim resistem a um tempo cada vez mais conturbado e tomado de futilidades. É muito bom ler coisas assim.

Muito obrigado pela visita; grande abraço e bom fim de semana.

Zilda Santiago disse...

Belo poema Elvira!!Parabéns!!
Encantamento,fase que precisamos entender os porques de ser como é!!!Bjs .Estou com postagem em dois blogs tentando mostrar algo mais.
zildasantiago.blogspot.com
rumoslibertadores.blogspot.com

Fernanda disse...

Amiga Elvira,

Um belo poema que nos fala dum sentimento ainda mais belo, o amor.

Felizes os que o encontram e o vivem para sempre.

Lindo.
Parabéns.
Um abraço.


PS. Deixei lá em casa, uma resposta e um convite para si /vós.

Tetê - Sem Neuras disse...

Hoje, passando com mais calma, relendo seu post... obrigada por sua visita! Foi minha primeira participação e gostei muito! Bjks Tetê - Avaliando a Vida

manuela barroso disse...

Olá Elvira,
E hoje de novo, lendo o seu poema que sabe sempre a primeira vez. É lindo, e é amor por inteiro!
Parabéns!
Abraço

Flora Maria disse...

Muito bonito seu poema e seu amor de 40 anos !

Eu também tive essa sorte, e em 1976 comemoramos 10 anos de casamento.
Agora estamos indo para os 50...

Obrigada pela visita ao meu blog !
Beijo

Gilmara Wolkartt disse...

Encantada fiquei eu pelo seu poema.
Vim pela blogagem coletiva, estou te seguindo.
Gd beijo

Luma Rosa disse...

Que lindo foi o encontro com seu amor! Fez muito bem em republicar essa jóia.
Em tempos de casamento fast food, sua união serve de exemplo para aqueles que estão desesperançados de encontrar sua alma gêmea.
Obrigada por participar e compartilhar um momento tão sublime de sua vida!!
Bom fim de semana!!
Beijus,

Paulo Cesar PC disse...

Minha querida Elvira, maravilhoso e lindo poema. Parabéns de verdade e um beijo no seu coração.

Lina disse...

Olá, Elvira!Magnífico o seu poema, uma verdadeira ode ao amor! Amor que perdurou, superou a fase encantada, mas que soube sobreviver à realidade!
Gostei muito da sua participação!
Beijinhos

Carol M disse...

Oi, querida!

Não poderia haver declaração mais bonita do que através dessa linda poesia!!!

Bom final de semana pra ti!

Beijos

Milaresendes disse...

Ah, a boa e velha poesia...
A eterna escrita dos enamorados!

Obrigado por tua visita!
Bjkas
Mila

Teresinha Ferreira disse...

Olá Elvira,
Fiquei encantada com o seu poema.
O amor está pelos blogs. Que lindo!!!
Tudo de bom.

LUZ disse...

Olá Elvira,

Li e reli o seu poema.
Que certeza literária, que acentuação e métrica tem este seu poema!
Isto, para não falar já dos sentimentos, que lhe jorraram, e jorram, ainda da boca, do peito.
Foi amor, É amor, sem dúvidas.

Cada palavra sua tem um pedaço de vida, de luz e sol de Maio.
Obrigada, por este bocadinho de ternura partilhada.

Beijos de luz.

Lilá(s) disse...

Lindo esse amor, não pode haver declaração mais linda que a aqui expressa!
Beijinhos

Virginia Jesus Fassarella disse...

Elvira, que lindo poema. Como descrevestes bem o seu sentimento. Parabéns pelo texto. Beijos.

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Tão lindo, conhecer a história de um lindo amor.
Só hoje pude vir, para ler um maravilhoso "quarteto" das suas postagens...estou passando página, por página, para registrar o meu encantamento, com os seus belos escritos, Elvira querida!
Um beijo,
da Lúcia