12.9.11

ISABEL - PARTE XII




Continua


OBRIGADA A TODOS QUE ACOMPANHAM E DEIXAM UMA PALAVRA DE INCENTIVO.

A TODOS UMA BOA SEMANA

12 comentários:

Isamar disse...

E o homem de porte atlético, de olhos cinzentos, profundos, continua a ganhar espaço na história. E Isabel continua a sentir aquelas emoções que percorrem o corpo próprias de quem pressente que algo pouco vulgar, até inexplicável, está a acontecer. É a caixinha das emoções a abrir, de novo, para o lado afectivo, mais íntimo, da vida, pilar fundamental para que o seu lado profissional ainda ganhe mais vigor, mais empenho, mais dedicação. Não quero com isto dizer que, sozinha, não continuasse a brilhar profissionalmente mas creio que com um ombro forte a ampará-la ainda vai ter mais sucesso.
Aguardo novo episódio e entretanto, como sabes, já estou a imaginar este homem a encaminhar-se de sul para norte com o intuito de ir a um jantar com o Paulo. Será?

Beijinhos

Bem-hajas!

Mariazita disse...

Bom dia, Elvira
Não vou ler o post porque não li todos os capítulos anteriores desta que me parece uma boa história.
Sempre que arranjar uns minutinhos (já tomei nota...) virei ler, e aos poucos ficarei a par de tudo.
Depois darei a minha opinião.
Não gosto de falar do que não conheço :)

Obrigada pelas boas-vindas.

Uma semana feliz. Beijinhos

Ana Martins disse...

Boa tarde Elvira,
Só o amor pode mover montanhas e provocar sensações iguais às da Isabel. Cada vez acredito mais que estamos quase, quase a testemunhar uma linda e feliz história de amor.
Aguardo impacientemente por novo episódio.

Beijinho,
Ana Martins

mundo azul disse...

________________________________

...huuuummm... Olhos cinzentos e porte atlético... Quem iria esquecer? Estou gostando dessa história, espero que tenha um bom final, hem??? Não vai fazer a Isabel ficar triste...


Beijos de luz e o meu carinho!!!

______________________________

Fernanda disse...

Olá amiga Elvira!

Li uma parte, esta é a segunda, mas consegue-se ler perfeitamente este "capítulo" isoladamente.
Há sentimentos que aparentemente saem do nada e acabam por preencher a nossa vida.
Será amor???

Abraço

Dulce disse...

E a paixão anuncia-se novamente na vida de Isabel...
Vamos aguardar.

Beijos

lis disse...

Oi Elvira
Gosto de contos e esse seu parece interessante e instigante.
Como estava ausente nao acompanhei, mas posso ler de um folego só quando terminares, sem suspense rs
Assim pretendo voltar.
um abraço e obrigada pelo carinho

São disse...

Há sonhos premonitórios...

Beijinhos.

AFRICA EM POESIA disse...

Só hoje vim aqui.
Não por "desleixo" mas porque a nossa amiga blogueira Lindalva veio do Brasil e foi um prazer recebê-la e estarmos juntas.

hoje tranquilamente
sento deixo um beijo e poesia...


OLHAR


Olhar doce...
Dá segurança...
Olhar meigo...
Ajuda a superar...
A vida...
A tristeza...
A solidão...
Mas...
Ao ver os olhos...
De verdade...
E de Amor...
Sentimos...
Que os olhos...
São mesmo...
O espelho da alma...

LILI LARANJO

JOSÉ ROBERTO BALESTRA disse...

Narrativa intrigante, suspense puro! Estou adorando, apesar de haver começado por aqui... É que não quero nem ter idéia de pra onde se vai no conto. Gosto das narrativas da vida assim, verossímel. A agonia da gente leitor por ler o conto num "piloto automático" é que me parece mais belo, emocionante. Parabéns. Seguirei o até-o-final. bjs

Filoxera disse...

Calculo que estes encontros com o homem de porte atlético e olhos cinzentos não vão ficar por aqui...
Beijinhos.

BRANCAMAR disse...

Elvirinha,

A Isabel acelerou, faltam-me estes três últimos capítulos, :). Parece-me que já perdi as novidades do Homem dos olhos cinzentos, :)
Amanhã volto para recuperar.
Só vim dizer que já seguiu o que prometi. Espero que tudo corra bem e que eu possa estar presente para bater muitas palmas, :)))

Beijos