1.8.11

ISABEL - PARTE I



18 comentários:

São disse...

Diga.me: quando é que publica um livro com os seus contos?

feliz semana

Isamar disse...

Um conto interessante, bem escrito, passado num espaço que me é familiar. Também gosto de ir à igreja fora da hora das missas para rezar e meditar naquele silêncio que tem algo de mágico e que tanto me conforta.
Continua a escrever, amiga!

Beijinhos

Bem-hajas!

JPD disse...

Reconheci o percurso da Isabel. Conheço Lagos e -- Há muitos anos atrás -- com um grupo enorme resolvemos ir para a Meia-Praia também e a seguir atravessar a ria para o Alvor. Foi precisa a paciência e a generosidade de um pescador com o seu barco. A vau era impossível.

Fico à espera do resto do dia de praia da Isabel.

Bjs

Luís Coelho disse...

Uma viagem no primeiro dia de férias em Agosto.
Diário inacabado de alguém que ainda que lhe chamem louca continuará a sua caminhada.
Férias é um presente de alguns. Poucos. Outros matam-e a trabalhar para irem uns dias fora.
Mesmo com o tempo a pregar-nos partidas certamente haverá outras coisas para fazer além da simples praia.

De Amor e de Terra disse...

Olá Elvira, bo dia Amiga.
Venho agradecer a sua visita e dizer que muito me agradou o que escreveu.
Continuarei atenta e envio um beijo e votos de boa semana.

M.M.

Lilá(s) disse...

E agora fico cheia de curiosidade da continuação...
Bjs

esteban lob disse...

Hola Elvira:

Espero con interés la continuación.

Un abrazo.

mundo azul disse...

______________________________


...muito bom! Sua descrição prende desde o início...Vamos então conhecer a história de Isabel...

Também pergunto: - Quando colocará suas histórias em um livro?

Beijos de luz e o meu especial carinho...


_________________________

Juℓi Ribeiro disse...

Querida amiga Elvira:

Receber sua visita é sempre
motivo de muita alegria.
Você é um amor...
Seus contos e histórias
são encantadores,
seus trabalhos de artes maravilhosos.
A exposição "As cores do poema"
deve ter sido um acontecimento maravilhoso.
Tive o privilégio de conhecer
pela internet alguns trabalhos
de Vieira Calado e achei belíssimos.

Em menos de três anos fui submetida a cinco cirurgias
sendo duas de urgência e não faz um mês que operei o olho direito
devido a uma retinopatia hipertensiva e logo terei que operar o olho esquerdo,
mas está tudo correndo bem.
Confesso que fiquei abalada
mas tenho sido muito abençoada
por Deus.
Sou muito agradecida porque
tenho sido vitoriosa.
Agradeço a sua imensa gentileza
e peço que me perdoe a ausência.
Um abraço sincero e saudoso
da amiga de além-mar.
Beijo.

Filoxera disse...

Gostei de relê-la.
Beijinhos, amiga Elvira.

O Guardião disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Zé Povinho disse...

Cheguei mesmo a tempo de seguir a Isabel nesta história.
Abraço do Zé

BRANCAMAR disse...

Olá amiga Elvira,

Gostei desta introdução a um novo conto, é bom vê-la voltar, ainda que eu esteja de partida, mas nunca partirei daqui, minha amiga e primeira companheira deste imenso mundo. Estamos sempre em comunicação por todos os meios, sem precisarmos de estar todos os dias, mas nunca nos esquecemos. As boas amizades ficam sempre, são aquelas incondicionais e presentes nas alegrias como nas tristezas.

Um abraço de agradecimento enorme por tudo que me tem dado, mesmo nos seus momentos mais difíceis e isso nunca esqueço, nem as lutas que travamos juntas por outros amigos.

Um grande beijinho e sabe que estarei sempre por aqui, sempre que puder, nunca partirei de vez deste espaço.

Sempre...aqui,
Branca

Maria disse...

Fiquei curiosa com esta Isabel.
Será um conto de algum acontecimento recente???
;)

Fico à espera.
Um abraço, Elvira.

Pitanga Doce disse...

E o gajo tinha que ter um sotaque brasileiro e ela portugues? Não dá pra inverter, não? hehehe

Tô esperando mais.

beijos Elvirinha.

lagartinha disse...

Quando vou para a praia, os meus filhotes andam a brincar abeira-mar e consigo ler, coisa que adoro fazer. Imprimi os contos anteriores e tenho-me deliciado debaixo do chapéu de sol. Uma edição de todos estes contos em livro era capaz de ser uma boa ideia, não? Sou uma leitora compulsiva e estes contos fascinam-me. Por favor, mande isto para uma editora! Quero ler mais!

Nair Morbeck Sobrinha disse...

que lindo blog, encantada e seguindo..será uma alegria sua visita!


Shalom

http://nairmorbeck.blogspot.com/

Ana Martins disse...

Comecei a ler o conto, Elvira e posso dizer que promete. Amanhã virei ler a parte II.

Beijinho,
Ana Martins