29.8.11

ISABEL - PARTE VII






Continua




A  todos que por aqui passam desejo uma boa semana.

11 comentários:

Maria disse...

Esse homem seria o mesmo que se cruzou com ela há dois capítulos atrás?
Temos romance, Elvira?

:)))

Um abraço.

Zé Povinho disse...

As lembranças do passado ainda não a deixaram dar asas à curiosidade natural, mas o acaso parece estar a dar uma ajuda.
Abraço do Zé

Isamar disse...

E o conto foi suspenso no momento exacto em que queríamos saber quem era este homem que olhava a bela Marina de Lagos. Vê-se que conheces bem a cidade , factor que contribui ainda mais para que fiquemos presas à tua escrita.
O tsunami referido no livro levou-a inevitavelmente à tragédia que fora a sua vida até ali.
Quanto ao Mercado creio que tem o nome de Sophia de Mello Breyner Andresen, uma Escritora/ Mulher que tanto aprecio.
A estátua humana costumo vê-la sempre que vou a Lagos.Pobre homem que ganha a vida de forma tão incómoda. Não há criança que não páre a olhá-la.
Bem, voltando ao conto, espero que o relógio biológico da Isabel a faça retomar a vida que tão duro golpe sofreu e que não fique parado no tempo.
Continua, amiga!Força!

Bem-hajas!

Beijinhos

esteban lob disse...

Hola Elvira:

Nunca creí que me iba a sentir tan interesado en una historia escrita en otro idioma. Sigo tus escritos con devoción.

Un beso.

N. Barcelli disse...

Estou a gostar do teu romance.
Continua...
Beijo, querida amiga.

São disse...

Será certamente o mesmo homem que já conhecemos.

Um abraço

BRANCAMAR disse...

Ah, Elvira, a leitura foi tão entusiasmente, que depressa cheguei ao mais recente episódio. Soube-me tão bem que pensei que estava ainda longe de chegar aqui e afinal deixou-me no suspense de perceber o que vai acontecer com o homem dos olhos cinzentos, :))

Para além disso aprendi muito sobre Lagos, que conheço mal. A menina Elvirinha sabe tudo e descreve-o tão bem, que é impossível não nos prendermos nos pormenores.

Obrigada pela bela leitura que me proporcionou.

Espero por mais.

Beijos

tulipa disse...

Obrigada pela sua sempre simpática visita...as lágrimas e os sorrisos fazem parte da vida! O passado são páginas viradas e assim tem que ser encarado!
Gosto da sua prosa!
um abraço
tulipa

O Guardião disse...

Continuo a cá vir para seguir o conto.
Cumps

ETERNA APAIXONADA disse...

Retornando aos poucos... Tanto a ler aqui, amiga! Voltarei com calma para pegar o início e a sequência. Pelo visto dá vontade de entender tudo...
Muito bom!
Beijos

Ana Martins disse...

Palpita-me que Isabel vai viver um novo amor!

Beijinho,
Ana Martins