7.8.11

ISABEL - PARTE II


Foto da meia-praia  em Lagos, imortalizada pelo Zeca Afonso com "Os índios da meia-praia"




Continua


Bom Domingo a quem por aqui passar e boas férias a quem delas desfrute. 

15 comentários:

Isamar disse...

Muito bonito, Elvira. Então a menina acaba o texto num ponto tão interessante? Pois é, lá terei que estar atenta ao próximo episódio. Cheia de curiosidade, aguardarei a tua escrita.

Bem-hajas, amiga!

Beijinhos

Pitanga Doce disse...

Eu preciso levar isto para o humor, que domingo é um dia difíiícil de passar. Então a Isabel vai andando e deixa para trás a bolsa em plena praia, seja ela "meia" ou "inteira"?? Se fosse em Ipanema a bolsa "saía andando sozinha". hehehehe

Boa tarde Elvira, e tô acompanhando a "nubela".

O Guardião disse...

Como sempre um ritmo narrativo muito interessante, a par de uma história apelativa.
Cumps

AFRICA EM POESIA disse...

Elvira
Vou esperar pelo resto...
Gostei
Um beijo grande e...

Deixo...

JESUS o Louco
Porque Realmente Ele
não pensou na ganância dos homens. Deu-nos Liberdade TOTAL e o mundo está com está.

Agora pergunto não seria melhor algumas amarras?não é isso que fazemos com os nossos filhos??


as minhas interrogações..
..
Beijos
Lili

LopesCa disse...

Boas férias... a apanha de conquilhas que saudades :)

N. Barcelli disse...

Lidas a primeira e a segunda parte, uma certeza: a tua boa narrativa prende o leitor.
Querida amiga Elvira, tem uma boa semana.
Beijo.

Agulheta disse...

Amiga Elvira.Gostei de ler este magnífico texto,hoje vim aqui computador com mais tempo,faz vento na praia,estive lá pela manhã e estava óptimo.Nessa foto que tens aqui,já passei ai férias e adorei.Lagos é muito bonito.Abraço

Vieira Calado disse...

Olá, amiga Elvira!

Foi um grande prazer conhecer-vos, pessoalmente!

E também ainda termos tido tempo da minha exposição.

Também gostei das suas condelipas e do resto da Meia-Praia!

Bjssss

Filoxera disse...

Voltamos a estas histórias que nos enredam nelas. Que bom!
Beijinhos.

JPD disse...

Olá

Gosto deste relato e leio-o com muito agrado por conhecer muito bem a Meia-Praia.
Pena as ventanias a que está exposta.
Lagos, tão perto de Sagres, não perdoa.
Aguardo o desenvolvimento da narrativa.
Bjs

Maria disse...

E agora apetecia ler mais... mas espero pelo próximo capítulo, pois claro :)

Um abraço, Elvira.

esteban lob disse...

Hola Elvira:

Me parece estar "viendo" una telenovela por capítulos, y en un idioma distinto.Es todo muy imaginativo y atrayente, amiga.

Un beso austral.

Mariazita disse...

Como não tinha lido a primeira parte, estive a lê-la, e em seguida a segunda parte.
Está muito interessante, o seu conto. Voltarei, depois de férias, para continuar a acompanhar.

Como vou entrar de férias brevemente, o post que publiquei no domingo, dia 7, é o último até meados de Setembro.
Se não nos "virmos" antes:) desejo-lhe tudo de bom durante a minha ausência.

Uma semana muito feliz. Beijinhos

BRANCAMAR disse...

Olá Elvira,

Hoje estou dedicada aos episódios do conto "Isabel", já que tinha ficado no primeiro.
Aprendi muito neste sobre as condelipas e sobre a meia praia de que muito ouço falar, mas não conheço. De Lagos só conheço a cidade de passagem e há uns 30 anos que não vou ao Algarve. Era para ir este ano, mas acabei por ter que mudar de rumo. Talvez no próximo ano, quem sabe, possa matar saudades.
Gostei muito da sua pormenorizada descrição das actividades na areia, na apanha das conquilhas, adoro observar em férias as fainas locais e misturar-me com a actividade, história e sabedoria das gentes locais,

Beijinhos e até já.

Ana Martins disse...

Elvira,
Vim para ler a segunda parte e a história começa a interessar-me, acho que vou já ler a terceira.

Beijinho,
Ana Martins