29.11.09

MARIA - Parte VII

Foto DAQUI

-->



26 comentários:

Maria disse...

Às vezes - tantas vezes - as mães nem se dão conta de que são prepotentes. Têm os filhos e acham-se donos deles para o resto da vida...

Um abraço, Elvira

direitinho disse...

No meio da história há uma lição que podemos aproveitar e penso ter sido tambem sua intenção dar-nos algo mais que uma simples narrativa.
Não quero nem nunca pretendi entrar em conflito com os meus filhos, pelas suas escolhas, porem é preciso aturar as nossas lutas interiores e deixarmos seguir o rumo da vida.
Há uma coisa em que não devemos abdicar que será dar-lhes a nossa visão e o fruto dos nossos conhecimentos e eles que pensem e escolham como quiserem.
Habituei-me a respeitar as escolhas dos meus filhos e tantas vezes elas me foram avessas.
Prefiro a paz e o amor às guerras por uma "pseudo-razão".
Se as coisas não derem certo foi por opcção própria.
Esta história está muito amorosa.

amigona avó e a neta princesa disse...

Como é triste ver uma mãe e uma filha a desperdiçarem horas de amor! Bem real, infelizmente...beijinhos Elvira...

Carlos Albuquerque disse...

Os corações de Maria e Artur partiram à descoberta.Viram-se e encontraram-se no fundamento da vida.
O olhar da mãe de Maria não. Ficou quedo, agarrado a uma razão sem sentido.
"O essencial é invisível para os olhos", escreveu Saint-Exupéry, talvez com razão.
Abraço

gaivota disse...

e foi um lindo casamento, de certo!
elisa é um retrato "doentio" de muitas mulheres, mães ou não, às vezes apenas alguém mais velho com algum "poder" (prepotência!)sobre os mais novos...
boa sorte maria e artur!
beijinhos

Georgia disse...

Elvira, vim te desejar um lindo dia, por aqui parece até primavera de tao bonito.

Bjao

fj disse...

...as mães prepotentes por vezes tb colhem alguns dissabores...por culpa própria. por x nem dão conta do mal que podem fazer por querer manipular a vida e futuro dos filhos.

um abraço!

Dulce disse...

Ainda bem que Maria foi seguindo seus caminhos por seus próprios pés... há mães que acham que a felicidade da filha é, obrigatoriamente, a que sonhou para si...
beijos

Tite disse...

E continua o baile...

Mãe e filha que, no fim de contas sempre se amam, continuam de costas votadas no que diz respeito ao... respeito que cada uma deve merecer da outra.

Continua a expectativa.

alcinda leal disse...

Elvira
Por segundos temi que o rapaz fosse sensível a possíveis argumentos da mãe...E finalmente a Maria será feliz?
A mãe,que no fundo, só tem medo de a perder,nunca conseguirá ser feliz!
não nos deixe muitos tempo à espera.
Beijinhos
Alcinda

LopesCa disse...

Estou desejosa de ler o que se segue :)

Mariazita disse...

Elisa, como tantas mães (e não só) só conseguem ser "humanas" quando se sentem na mó de baixo. Mas mal se apanham melhores, entra-lhes de novo o diabo no corpo...
Felizmente que Maria não se deixou convencer e realizou o seu sonho.
Estou torcendo muito para que seja feliz.
Apaixonante episódio, como todos, afinal :)

Uma boa semana.

Bjs
Mariazita

Teresa disse...

Elvirinha! :)
Espero ler no próximo capítulo que foram felizes para sempre! :)
E foram, claramente! :)

A minha Mãe chama-se Elisa, como sabe! :)
Mas não é prepotente! Contudo, tem quase sempre razão quando decide opinar sobre a minha vida! E permitisse eu que ela pudesse opinar mais vezes! Que menos vezes eu erraria!
No entanto, as mães nem sempre têm razão. Nem quando abraçam os filhos com o calor do seu coração... Quanto mais quando traduzem a sua preocupação e amor maternal em prepotência... Há sempre confusão entre amor, cuidado excessivo e prepotência... Que não imagino o que seja da parte maternal. Felizmente.
Vamos ver o que sucede à Maria e ao marido... E saber pela sua mão, o que terá sido de Elisa! :)

(Vim aqui porque estou sem saldo, imagine-se!! E a Brancuxa já me ligou por causa da encomenda!! A partir de Quinta-feira até a voz nos vai ficar rouca!!)
:D

Beijinho, querida tia Elvirinha. Beijinho também da minha Elisa! :)
**

Pena disse...

Estimada Amiga:
Um Conto narrado com uma vivacidade e "suspense" exímio.
Possui uma nobre capacidade literária de sonho.
Parabéns. Li o Conto e fiquei perplexo pela profundidade de opiniões diversas dos seus intérpretes que tudo põem em causa.
Fico curioso. Aguardo com interesse gigantesco a continuação...
Beijinhos amigos de pureza.
Com respeito pela sua criatividade fabulosa e escrita literária ENORME.
Sempre a admirá-la

pena

Bem-Haja, fantástica escritora Amiga de delícia.
Adorei.

Nilson Barcelli disse...

Hã mães que nunca deveriam ter filhos...
Continuo a gostar da tua história.
Beijos.

lula disse...

Mas a nossa Maria lá conseguiu casar com o homam dos seus sonhos, apesar de todas as tentativas de controlo da mãe...

Goldfinger disse...

Ola´Elvira

Não tenho acompanhado esta nova história. Farei o meso que fiz às outras, vou guardar os capítulos e será melhor.
Um grande abraço para vós.

António

Chousa da Alcandra disse...

Vinha dicir que a túa reflexión no meu post "Decembro" chegoume moi fondo. Lograches transmitir marabillosamente a esencia do Nadal. Para ben e para mal.
Os nenos son, sin dúbida, quenes absorben como esponxinhas todo canto os rodea. Porén eles son sempre quenes máis o disfrutan. Ou quenes menos...

Beijos garimosos

Filoxera disse...

Mania das mães se meterem!...
Torço pela felicidade conjugal.
Beijinhos.

Léo Metallica disse...

Que drama.

Isso tá com requintes de ciúme e não do complexo amor maternal.

Direto do Rio.
Beijos.

Jorge P.G disse...

Um abraço e a continuação de boas histórias.

abueloscrisytoño disse...

Hola Elvira, acabo de leer el comentario que pusiste en el blog de Chousa de Alcadra. Que cosa tan bonita y tan verdad ¡que tiempos!
Un abrazo amiga y felices fiestas
Dispongo de poco tiempo pero te sigo leyendo a los pocos.
A.Cris

Zé Povinho disse...

Já consegui colocar a leitura em dia. Sei bem o que custa deixar os filhos (as) escolherem o seu caminho, mas isso faz parte da aprendizagem da vida.
Abraço do Zé

Lilá(s) disse...

Há mães assim...fico com curiosidade pela continuação.
Beijinhos

Isamar disse...

Sei que, muitas vezes, é difíl aceitar as escolhas dos filhos, compreendê-las, calar mas esta relação amarga entre mãe e filha é muito triste e dolorosa. Aguardo expectante o desfecho.

Bem-hajas, amiga. Estou melhor e a ti muito devo.

Mil beijinhos

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,