12.3.15

AS JÓIAS DA CARREIRA DA ÍNDIA

As aulas do segundo período estão a acabar e integrada no estudo do Auto da Índia, de Gil Vicente,  fomos ao Museu do Oriente ver a exposição denominada, As jóias da carreira da Índia. Não as jóias da Índia porque apesar poucos são os exemplares em jóia que chegaram aos nossos dias. Porquê? Porque o nosso gosto ocidental, não se enquadrava no  oriental, demasiado exuberante e pesado. Daí que as jóias chegavam a Portugal e eram entregues a famosos ourives que as desmontavam, derretiam o ouro e faziam novas jóias segundo a moda ocidental, que como sabem está sempre em mudança, o que faz com que muitas vezes a mesma jóia, fosse várias vezes desmontada e refeita, conforme ia passando de mães para filhas. De qualquer modo existem alguns colares originais, e muitas outras peças de ourivesaria da época, numa exposição muito interessante que vale a pena ver. E agora algumas fotos, que não são de grande qualidade, porque "o meu sabonete" como lhe chama o meu professor, não dá para mais. Cliquem nas imagens para verem melhor.


 Estas jóias colocadas numa vitrina de vidro com espelho por baixo, permitem a quem visita a exposição observar duas peças diferentes, A que os nossos olhos vêm em primeiro plano e a que é reflectida no espelho. Isto acontece porque a joalharia oriental não tinha direito nem avesso de tal modo era trabalhada que permitia na prática que cada peça fosse usada de indiferentemente de um lado ou de outro que embora diferentes eram ambos lindos e tudo se resumia à melhor escolha para o gosto ou ocasião. 





Estas duas peças eram chamadas de afogadores , (ou afagadores) e embora muito bonitas eram consideradas jóias pornográficas e eram usadas pelas cortesãs. Isto porque o olhar de um homem era atraído pela beleza da peça e depois os três pingentes  indicavam a direcção dos sítios íntimos da mulher. Por gostarem das peças, mas não se atreverem a usá-las, alguns nobres encomendaram peças com Jesus no centro, transformando-as assim em jóias castas, que as suas esposas poderiam usar sem problema, porque nenhum homem se atreveria a ter maus pensamentos na presença de Jesus. Essas são as que escaparam de serem derretidas e chegaram aos nossos dias como estas duas. 





Quem quiser ver todas as outras peças, que eu fotografei, pode fazê-lo Aqui  Quem viver em Lisboa, 
o melhor mesmo é ir até lá. 

23 comentários:

✿ chica disse...

Jóias lindas e interessantes poderem ser usadas dos dois lados! Muito legal a exposição! Valeu! bjs, chica

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Fantástica, essa exposição!Quem me dera, estar aí, em Lisboa! Quando estive na Índia, entrei em algumas lojas de joias, em Deli, só para apreciar.Comprei bijuterias mesmo rsrs...
Em Goa Velha, fui à Igreja de São Francisco Xavier...belíssima!
Obrigada, Elvira, postagem excelente!
Meu abraço!

Jorge P. Guedes disse...

ELVIRA

Muito interessantes quer a descrição quer as fotos, particularmente sobre os colares de afogadores, um tipo de gargantilhas conotadas com as cortesãs.
Abraço.

Edumanes disse...

Lindas são as jóias,
muitas as há ainda
divertidas paródias
a beleza não seja finda.

Convites apetitosos,
para os amigos do alheio
onde há muitos não poucos
deles o tacho está cheio!

Numa visita estudantina,
amiga Elvira, as fotografou
recordando os tempos de menina
com saudades a casa regressou!

Vale bem a pena, penso eu,
na vida, a saúde de todas a mais bela
sobre as jóias tão bem escreveu
vem aí a linda primavera.

Desejo-lhe uma boa tarde, amiga Elvira, um abraço.
Eduardo

Bell disse...

Ah eu adoro museus e conhecer as histórias.

bjokas =)

Ana S. disse...

É interessante saber sobre essas coisas. Eu não sabia desse simbolismo por trás de uma jóia ehehe.
Beijos

Dorli disse...

Oi Elvira
Lindas jóias!
Eu tenho um cofrinho onde guardo algumas jóias, mas não gosto de usar.
Dois casamentos, duas alianças usadas só um dia e estão guardadas.
Estou ótima!
Obrigada pela preocupação.
Beijos
Lua Singular

Pedro Coimbra disse...

Simplesmente deslumbrantes!
BFDS

Poções de Arte disse...

Que louco, Elvira!
Não sabia das jóias "pornográficas", que interessante.
E o fato de serem feitas para serem usadas dos 2 lados, mostra mesmo o zelo e empenho com que eram feitas. Realmente, não combina com o povo do ocidente - pesadas e muito chamativas.
Gostei da peça Aquamanil, apenas 3 no mundo!
Como as coisas se perdem com o tempo, não?
Bela postagem.

Obrigada pelo carinho lá na caverna.
Acho que aquela receita não dá pra fazer com outra fruta pq a banana dá a liga, mas há outras, com outras frutas.
Qdo eu fizer em casa, coloco a receitinha e te aviso.

Abração esmagador e ótimo findi.

Vanuza Pantaleão disse...

Que maravilha, amiga!
Uma verdadeira aula de História com requintes de ourives.
Elvira, um brilhante (já que falamos em jóias) fim de semana para ti!Bjsss

lis disse...

Gostei muito Elvira
Uma exposição de luxo e de peso rs
Muito bem registrado ,por sinal.
Obrigada por compartilhar.
abraços

Majo disse...

*
~ ~ ~ ~ M a g n í f i c a s !

~ Congratulo-me com o vosso belíssimo passeio.

~ ~ Dias aprazíveis e felizes. ~ ~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

vendedor de ilusão disse...

Magnífica postagem; são fotos de joias de tirar o fôlego.

Carmem Grinheiro disse...

Que lindo, quanta coisa eu aprendi aqui ;)
Afinal eles já tinham inventado o dupla-face ou 2 em 1 com essa coisa de poder usar uma jóia dos dois lados, interessante. Uma obra de arte autêntica.

bom fim de semana

bj amg

Graça Sampaio disse...

Gostei muito de ver as jóias bem como das explicações que foste dando. Tenho de me abalar daqui de Leiria a Lisboa para ir ver essas maravilhas (e outras...)

Obrigada. Beijinhos

José Lopes disse...

Uma visita de estudo que valeu a pena e que está aqui muito bem partilhada.
Cumps

Dorli disse...

Oi Elvira,
Passando para lhe dizer boa noite e que você sonhe ser uma princesa linda com muitas jóias.kkk
Beijos no coração
Lua Singular

Olinda Melo disse...


Cara Elvira

Este seu post é uma autêntica lição de História. Adorei.

Muito obrigada.

Bj

Olinda

Duarte disse...

As exposições enriquecem-nos, aportam saber.
Um grande abraço

esteban lob disse...

Interesante descripción y hermosas fotos, Elvira.

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Jóias são sempre jóias e todas essas exposições nos enriquecem historicamente

Zilani Célia disse...

OI ELVIRA!
DEI UMA OLHADA, POIS JÓIAS SEMPRE NOS ATRAEM, MAS VOU CONTINUAR LENDO O CONTO QUE ESTÁ MUITO BOM.
ABRÇS

http://zilanicelia.blogspot.com.br/

MARILENE disse...

Nunca tinha ouvido falar em jóia pornográfica (rss). Mas há uma explicação, como mencionou. Deve ser muito interessante ver, de perto, todas essas belezas. Bjs.