1.6.12

DIA 1 DE JUNHO - DIA DA CRIANÇA




 MARIANA
 

Porquê sendo tu tão pequenina
És o maior de todos os meus amores
Talvez que ao ver-te me torne menina
Como mais uma flor entre flores.

És qual boneca de porcelana fina
que inocente o mundo vês de mil cores
e eu quisera que sempre o visses menina
mesmo quando mulher já tu fores.


Que os teus olhos de estranha doçura
onde brilha um universo de ternura
nunca tenham uma expressão magoada.

Que nunca, nunca os lábios teus
ao elevarem uma prece a Deus
Digam que da vida estás cansada

 Elvira


Para a minha neta, neste dia mundial da criança, e através dela para todas as crianças que são o sonho e as esperanças  de um mundo melhor.

20 comentários:

Agulheta disse...

Elvira.Uma criança é sempre o futuro dum povo que se quer melhor.Sabemos bem que nem todas tem esse amor que escreve aqui.Como avó que sou sinto e partilho esta doçura que é um neto.Para todas eles pelo mundo fora tenham direito a ser felizes.
Abraço e bfs

Olinda Melo disse...

Olá, Elvira

Perante este poema tão doce e cheio de amor que mais dizer? :)
Junto-me a si nesta homenagem ao Dia da Criança e, em especial, à sua linda neta para quem votos de muitas felicidades.

Beijos
Olinda

edumanes disse...

Por ser tão pequenina
É a maior dos seus amores
É a criança menina
No jardim das flores!

A correr e a brincar
São mais lindas que as flores
Com seus lindos olhos a brilhar
Precisam de seus protectores!

Para as vigiar
Dos pedófilos
Que as querem raptar
Para grandes negócios!

Para todos as crianças,
desejo o melhor que no mundo há.
Abraços e beijos
Eduardo.

Mariangela disse...

Um terno e lindo poema de amor de uma querida avó para sua netinha.
Parabéns!
Abraço,
Mariangela

António Querido disse...

Que maravilhoso é ser criança, ser mãe, ser avó!
Neste ciclo da vida, temos sempre uma criança dentro de nós!
O meu abraço

manuela barroso disse...

Dia da criança, "dia da filha" assim se diz aqui em casa.
Peos vistos queremos ter sempre uma criança escondida em nós!
Parabéns Elvira peo soneta lindo e por essa foto tão linda que o acompanha
Grande abraço

O Profeta disse...

Um sótão cheio de lembranças
Escrevi no pó palavras sem nexo
Retirei uma cartola de uma caixa de cartão
E senti ao toque o poder da ilusão

Ilusões…
Um cavalo de pau perdido ao carrocel
Uma estola de um bicho qualquer
Uma escultura talhada a cisel

Uma foto a preto e branco
De uma mulher sem rosto
Uma janela virada para nenhum lado
Uma traquitana a imitar o sol-posto

Bom fim de semana

Mágico beijo

Andre Mansim disse...

Nossa Elvira!
Lindo poema e e linda netinha!

Parabens!

Paulo Cesar PC disse...

Elvira, ótima lembrança. É a criança o grande furo do mundo em que vivemos hoje. Um beijo no seu coração.

Francisco Germano Vieira disse...

Bonito poema e bonita homenagem a todas as crianças do mundo.

Parabéns.

jorge esteves disse...

Parabéns à avó e toda a ventura do mundo para a neta!
abraço.

Ana Martins disse...

Elvira, boa noite!
Não lhe conhecia a veia poética, adorei o soneto, maravilhoso.

Beijinho grande à avó e à netinha.
Ana Martins

DE-PROPOSITO disse...

As crianças serão os adultos de amanhã!
---
Felicidades
Manuel

JOSÉ ROBERTO BALESTRA disse...

Elvira, sua neta Mariana
Essa linda criança morena
Tão bela quanto à minha, Giovanna
São elas a Paz que Deus nos acena

No Brasil nosso Dia da Criança
Em 12 de Outubro se comemora
Mas pra quem nelas guarda esperança
Toda luta é uma aurora

Pelas crianças nos vem do Pai o Recado
De que nem tudo está perdido
Nem precisa ser recomeçado

Demos pois graças e maior sentido:
Com as crianças felizes ao nosso lado,
Lutar pela vida nos fica menos dorido...

abs

FireHead disse...

E nós que estamos a precisar de mais crianças neste país sob pena de desaparecermos enquanto Nação. Infelizmente já ninguém parece preocupar-se com isso, mas devia, quanto mais não seja, precisamente, por causa das crianças de hoje. Que futuro é que elas terão? Por este andar, terão futuro?
Nos tempos do "horrível" Salazar, pelo menos Portugal tinha um objectivo, tinha um futuro, tinha gente para renovar as gerações...

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Também tenho uma Mariana com 7 anos!
Essa também é terrível??? rsrsrs
é habitual serem...

Duarte disse...

Que olhos tão lindos, os da Mariana!
A beleza do soneto em consonância com a homenageada.
Um grande abraço

Tite disse...

Que teus desejos sejam por Deus ouvidos e que tua neta continue a ser motivo do teu orgulho.

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Linda, a Mariana. Imagino, o que é ter uma netinha. Estou esperando, os meus...
Parabéns, pela poesia. Aqui, no Brasil, comemora-se o Dia da Criança em 12 de Outubro.

Só hoje, vim ler suas postagens, comecei nesta. Agora vou ler o capítulo XXXV, o XXXVI, o XXXVII.
Preciso, por "em dia" essa maravilha.Até!

Isamar disse...

Um lindo soneto, Elvira! Parabéns! A musa inspirou-te bem.

Beijinhos para avó e neta