Seguidores

15.6.21

POESIA ÁS TERÇAS - A PALAVRA DOS AMIGOS



Não tendo....


Não tendo das tuas mãos
a doçura do afago
e o calor,
de quem recebe e dá
com verdadeiro
amor...

Não tendo....


Não tendo do teu olhar
todo um mundo
de ternura,
presságio d`algo mais
que passageira
aventura;

Não tendo da tua boca
a todo o tempo
um sorriso,
aberto, leal e franco
sempre que dele
preciso;

Não tendo das tuas mãos
a doçura do afago
e o calor,
de quem recebe e dá
com verdadeiro
amor;

Então, relógio do meu tempo,
nem mais um minuto
de desconto.
Senhora de negro vestida:
vem-me buscar,
estou pronto!


 Jorge Fagundes

Fernando Jorge  Camacho Fagundes, é natural da Ponta do Sol - Madeira, mas veio para o continente ainda quase um bebé, primeiro para Cabeceiras de Basto onde viveu 4 anos e depois para o Barreiro que viria a adotar como a sua terra desde 1946. 

10 comentários:

Roselia Bezerra disse...

Boa noite serena, querida amiga Elvira!
Não tendo muita coisa, fez uma poesia vó. Tanta sensibilidade a autora.
Gostei muito.
Tenha uma nova semana abençoada!
Esteja bem, amiga!
Beijinhos fraternos de paz e bem

Tais Luso disse...

Olá, Elvira, que belo, triste e forte poema!
Não tendo... que venha a doce morte buscar-me!
Não conheço o autor, mas gostei muito.
Uma feliz semana, Elvira, com muita paz.
Beijo.

Pedro Coimbra disse...

O talento da Ilhas.
Boa semana

Maria João Brito de Sousa disse...

BELO POEMA DE UM POETA QUE FIQUEI A CONHECER GRAÇAS A SI, ELVIRA.

OBRIGADA E UM FORTE ABRAÇO!

Fatyly disse...

Um poema comovente mas tão belo!

Beijos e um bom dia

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Gostei deste poema do poeta madeirense.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

chica disse...

Tocante e muito lindo poema,Elvira! Bela escolha! beijos, ótimo dia! chica

Cidália Ferreira disse...

Fantástico poema. Obrigada pela partilha!

*
Neste mundo aonde me permito vaguear
*
Beijos e uma excelente semana.

Ailime disse...

Boa noite Elvira,
Um poema belíssimo.
Gostei de conhecer o Poeta.
Um beijinho,
Ailime

Rosemildo Sales Furtado disse...

Belo poema. Ótima escolha amiga Elvira!

Abraços,

Furtado