30.9.16

VIDAS CRUZADAS - PARTE X






Enquanto procurava um lugar no frondoso jardim que ladeava o rio, Pedro pensava em como aquele lugar era bonito. E na surpresa da tia Palmira, quando o vira chegar. Ela tinha recebido o telegrama, mas não vendo o sobrinho há tantos anos, esperava decerto o jovem adolescente que vira da última vez, como se os anos não tivessem passado por ele.
Depois da surpresa inicial chamou a fiel empregada, que a acompanhara a vida inteira e apresentando-lhe o sobrinho, recomendou-lhe que ele devia ser tratado como um príncipe. Depois acompanharam-no ao quarto. Era um quarto grande, com uma larga janela de vidro ornada de uma grade de ferro no exterior.
"Bem vês, somos duas mulheres sozinhas" dissera com um sorriso quando Pedro olhou a grade com estranheza. Só na manhã seguinte verificara que todas as janelas da grande moradia de pedra ostentavam uma grade exterior. O quarto era confortável embora sem luxos. Uma enorme cama de casal, coberta por uma pesada colcha de renda manual cujo desenho formava várias estrelas. Branca, de franja retorcida como canudos de criança. Pelo menos foi o que lhe ocorreu quando olhou. Um grande guarda-fatos, sem espelho, a cómoda e as mesas-de-cabeceira com tampo de mármore. Tudo em madeira escura e linhas simples. Uma cadeira e um porta chapéus antigo, dum lado da janela. Do outro lado um lavatório antigo, em ferro forjado, ostentava uma bacia de esmalte, e por baixo um jarro do mesmo material, que devia servir para transportar a água. Pendurada no lavatório, uma toalha de linho, com um coração bordado na ponta, e rematada com uma renda de bicos. Ocorreu-lhe pensar como iria fazer a sua higiene ali, mas a tia adivinhando-lhe os pensamentos, disse:
- É só para enfeite não te preocupes. Temos duas casas de banho. Vem, vou mostrar-tas, tal como o resto da casa.

19 comentários:

AC disse...

A sua capacidade narrativa está cada vez melhor, Elvira.

Um bom final de semana :)

✿ chica disse...

Riqueza de detalhes que nos mostras todo o cenário! Lindo! bjs, chica

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

O rapaz já está bem instalado e agora vamos ver como continua a historia.
Um abraço e bom fim-de-semana.
Andarilhar

Tintinaine disse...

Continua o suspense sem se adivinhar o final! Gosto!

Olinda Melo disse...


Olá, Elvira

Venho donde fiquei da última vez que aqui estive, isto é, do capítulo III, percorrendo, atentamente, todos os que encontrei pelo caminho. A sua história está a desenrolar-se com um ritmo muito bom.

O Pedro, com a péssima notícia dos 4 meses de vida, vai ter de repensar a vida, fazer as coisas que foi deixando para trás porque pensamos sempre que temos muito tempo, ou o médico enganou-se e afinal ele tem uma vida longa pela frente? Tudo está nas mãos da excelente contadora de histórias que a minha amiga é.

Voltarei para ver e ler como é que o Pedro vai encarar esse momento tão triste da sua vida.

Bom fim de semana.

Bj

Olinda

Prata da casa disse...

Uma bonita descrição do cenário, cheia de riqueza de pormenores.
Bjn
Márcia

Anete disse...

Das férias, Um Alô, Elvira...
Acompanhado os passos do Pedro...

Vamos adiante, a esperança deve ser cativada...
Bjs

Lu Nogfer disse...

Olá amiga!

Seu jeito único de narrar as suas histórias faz a gente viajar quase literalmente.
É muito prazeroso te ler.

Abraços!

São disse...

Continuemos...

Bom fim de semana, amiga

A Nossa Travessa disse...

AVISO

Enquanto não consigo resolver o problema da regularização das datas da NOSSA TRAVESSA apresentadas nos vossos blogues, aviso que desde ontem há um novo artigo postado, de minha autoria e intitulado Mudanças Obrigado.

Henrique, o Leãozão


José Lopes disse...

A vida pode dar muitas voltas, e a ciência também erra...
Cumps

AFlores disse...

E a vida continua, tal e qual, segundo a segundo...
Bom fim-de-semana.
Tudo de bom.
:)
;)

Edumanes disse...

O Pedro já chegou,
a casa da tia Palmira
para uma toalha, pendurada, olhou
num lavatório, um jarro e uma bacia!

A tia recomendou à empregada,
o sobrinho, como um príncipe dever ser tratado
lá em sua enorme acolhedora casa
onde o seu sobrinho Pedro vai ficar hospedado!

Boa noite e bom fim de semana, amiga Elvira, e que o Pedro encontre por lá o remédio para curar a sua doença!
Um abraço.

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

Aqui estou eu novamente,querida amiga Elvira!Vou acompanhar sempre que puder seu conto maravilhoso.Que dom magnífico o seu de narrar e nos deixar com vontade de saber o final! Parabéns,amiga!

Obrigada pela visita e excelente comentário!

Ótimo finalzinho de sexta e um fim de semana de Paz Profunda!

Beijos sabor carinho

Donetzka

Odete Ferreira disse...

Acompanhando e curiosa.
Bjo, amiga :)

Gaja Maria disse...

Boa semana Elvira :)

Rosemildo Sales Furtado disse...

Admiro a forma como detalhas minuciosamente o ambiente.

Abraços,

Furtado

Dorli Ramos disse...

Oi Elvira, adoro seus contos em capítulos
Estou atrasada,estou doente.Vou tentar acompanhar devagarzinho
Beijos
Minicontista2

Smareis disse...

Muito bem construído cada capitulo. Estou acompanhando um pouco atrasada mais não perco nenhum um capitulo.
Beijos Elvira!