26.10.07

HOJE ESTOU ZANGADA...





Ainda há meses aqui falei disto. Moro num prédio à beira da estrada, e tenho um terreno á frente de casa sem construções. Nesse terreno várias vezes por ano acampam circos. Este ano é o quarto e pelo Natal ainda deve vir outro.Como se pode ver pelas fotos feitas da minha varanda, estão mesmo em frente da minha porta. Nada tenho contra circos. Sei que estes artistas teem uma vida muito difícil. E também sei que é um espectáculo que as crianças adoram. O que me revolta são os animais enjaulados, todos os dias em exibição constante da crueldade humana. Quando eu era miúda, não havia circos ambulantes, pelo menos grandes circos como estes. Pelo menos por aqui.
Haviam pequenas companhias de artistas, a que chamávamos saltimbancos, por causa das acrobacias. Não tinham animais e estavam sempre cheios. Lembro-me que uma vez o patrão do meu pai, nos deu bilhetes para irmos ver e fiquei fascinada. Agora todos os circos trazem animais enjaulados. E fico revoltada com isto. Dir-me-ão que também nos jardins zoológicos estão animais selvagens em exposição constante. Mas penso que não tem nada a ver. Nos zoos procura-se um ambiente o mais parecido possível com o habitáte natural. Além disso também servem como perservação de animais em vias de extinção.
É angustiante chegar á janela e dar com este espectáculo. E os urros dos leões durante a noite? É de cortar o coração a quem o tem.
Por isso estou zangada, furiosa, piúrsa.


Desejo a todos os que me visitam bom fim de semana

46 comentários:

APÁTRIDA disse...

As autoridades non deberan consentir que os circos ambulantes carreten animais enxaulados dun lado para outro. Para os animais é unha monstruosa tortura. O circo pode ofrecer un bo espectáculo con malabaristas, paiasos, maxia etc. sen necesidade de torturar os animais.¡Longa vida o Circo, pero sen animais enjaulados !
Um abraço

ateneaniké disse...

No me gustan los círcos que tienen animales, me parese espantoso. Si me gustan las compañías de artistas, como comentas tu. Pero no soporto ver como sufren los animales.
Besotes!! Elvira, yo cuando digo que quiero estar sola, es sin pareja, a eso me refiero, pero si con muchos amigos como tu.
Gracias por estar ahí!
Besos!!

poetaeusou . . . disse...

*
chega á varanda e grita . . .
,
africa minhaaaaaaa,
,
xi
*

Repórter disse...

O que aí se passa é ilegal.
Os circos têm que pedir licença às autarquias para se poderem instalar.
Nesse caso, ou não o poderiam fazer nesse local, ou só o fariam com uma autorização escrita emitida pelos proprietários do(s) terreno(s).

Bom fim de semana.
Abraço

Tatá disse...

Oh amiga, sinto muito. Realmente é uma situação que muito incomoda.

Bom final de semana.

Beijos
;)

Gentleman disse...

Elvira, cierre bien las puertas! no sea que un dia de estos te encuentres con un leon en el living !
besos.

paideleo disse...

A min tampouco me gusta o maltrato, abuso e diversión con animais.
Ogallá chegue o día que sexamos verdadeiramente civilizados e deixamos os animais tranquilos.

Sophiamar disse...

E junto-me a ti nessa revolta, amiga! Não vou ao circo há muitos anos mas sempre que passo perto de algum e me deparo com esse espectáculo confrangedor fico desolada.
Estou contigo!

Beijinhossssss

amigona avó e a neta princesa disse...

Estou contigo na zanga! Sei que há regras mas a maior parte tenta escapar aos seus deveres...somos um povo de touradas, como nos podemos incomodar com circos?!

amigona avó e a neta princesa disse...

Beijo e bom fim-de-semana...

Pena disse...

Simpática Amiga:
Reamente é, de certeza, desagradável e incomodativo.
Todo o Ser que vive não se poderia admitir de forma nenhuma estar enclausurado, á mercê da vontade de outros.
Um Circo é belo, mas também sempre me incomodaram a maneira de viver destes animais que também sentem.
Os animais por vezes dão-nos lições de vida. Até de um humanismo profundo. Relembremo-nos nos prestáveis cães que encontram pessoas quando as catástrofes surgem. Todos são de imenso valor. Um valor incálculavel.
Ter um Circo com leões rugindo toda a noite deve ser terrífico. Insensível e muito incomodativo.
Que tudo se resolva doce amiga.
Dá lições de vida a todos. Acrescento mais uma lição de amor: O amor pelos animais a quem lhes obstruiram a liberdade de viver, sofrendo na jaula sob a batuta do rendimento económico que simbolicamente exibem no espectáculo para o qual não nasceram. Exploração económica, óbvia. Pelo menos alimentem-nos, para quartar e atenuar a dor da clausura.
Não! Não está certo, desculpem.
Um Gigantesco Bem-Haja pelo que é.
Beijinhos amigos de muita estima e consideração.

Sempre a lê-la com enorme atenção.
Deslumbrante fim-de-semana que lhe desejo e aos seus e obrigado pela visita.

Eternamente...


pena

ester disse...

Realmente Elvira é desumano o que fazem com esses animais, eu também estou pertinho e fico triste com tal situação.
Apesar de tudo espero que tenha um ótimo final de semana.
Bjo!

Pitanga disse...

É amiga Elvira. Estás com uma vizinhança do barulho!

beijos e ...nunca gostei de circo. Nem quando era pequena. Sempre achei triste. Não eu mesmo sei porque.

Vieira Calado disse...

Em relação ao cometa, acabo de postar as últimas informações.
Boa noite. Beijinhos.

Taty Ferreira disse...

Oi minha querida amiga!
Estava com muitas saudades de você do seu blog, dos seus textos maravilhosos!

To numa correria daquelas, sem tempo pra nada, mas hoje resolvi tirar uma folga pro blog!

Olha tbm me revolto com a maneira que tratam os animais =/

Bom final de semana pra vc viu querida!

Bjokas

Maria disse...

Não sei se me zango como tu.... afinal a alegria das crianças não valerá a pena?
O circo pode é estar aí plantado, de forma ilegal....
A Câmara terá que dar autorização... vê isso...

Mas as crianças gostam tanto......

Beijinho

Sailing disse...

Achei o seu espaço e achei curiosidade por tambem morar no Barreiro.

Adorei o texto, que merece de todos uma reflexão.

Considero o circo uma arte, mas acima de tudo deverá existir um controlo e legislação que defenda a vida dos animais.

Parabens pelo texto

Joseph disse...

Elvira
Olá.

Aceito perfeitamente que estejas zangada.
Circo bonito era antigamente...
Refila, amiga; quando temos razão não podemos ficar "totalmente" calados.
A Câmara licenciou? É obrigatório.

Bom fim de semana

Um abraço amigo.

Nil Brito disse...

Elvira, junto minha zanga com a tua. Eu tb não gosto de animais presos em jaulas, ou fazendo aquelas atividades que eles sofreram tanto para aprender. Adoro circo, mas não vou quando tem animal, seja ele qual for. Já vi reportagens sobre as coisas horríveis que eles fazem os animais passarem para que aprendam aquelas "gracinhas". Recentemente, a Globo mostrou uma programa sobre esse sofrimento. Mostrou um leão que passou a vida toda numa jaula, e que nunca tinha colocado as patas na terra. Vc precisava ver que comovente foi quando soltaram ele um pouquinho, ele esfregando as patas na terra. De morrer de dó. Uma coisa muito triste que o ser humano faço esse tipo de coisa. Da mesma forma que não gosto de touradas, por mais "cultural" que seja. Um beijo pra vc, minha querida, e um ótimo final de semana.


nil

aramis disse...

E tem toda a razão, amiga Elvira!
Um beijinho e um bom fim de semana para si.

Jose Gonçalves disse...

Olá Elvira.
Antes de mais quero é saber como está e como correu a sua visita ao médico ontem.
Está tudo controlado? Espero que sim.
A propósito de circos, vou contar-lhe uma situação embaraçosa que se passou comigo há muitos anos em Lisboa.
Na praça de Espanha, no local onde hoje estão instalados feirantes, perto do Natal era ali que se montavam um ou dois circos.
Num certo ano, resolvi levar o meu pessoal ao circo. haviam animais enjaulados também.
Sensivelmente a meio do espectáculo, um leão soltou-se, entrou pela arena do circo, saltou para cima de um pónei que fazia as delicias da pequenada, cravou-lhe os dentes e depois, provavelmente assustado com os gritos da assistência, saiu por onde tinha entrado e correu feito louco pela Praça de Espanha.
Escusado será dizer que o público em alvoroço, tentou sair de qualquer maneira e assisti a uma daquelas cenas de terror inacreditáveis. Homens, mulheres e crianças, tentavam ao molho sair dali em desespero. Atropelavam-se uns aos outros e o pânico estava generalizado. Vi pessoas com o corpo feito bum bolo,algumas tinham caído, empurradas ou não pelos outros, das bancadas improvisadas do circo.
O protagonista desta história, não contente com o que fez, pregou um valente susto a algumas pessoas que estavam na paragem do autocarro em plena Praça.
Mais assustado que outra coisa, lá regressou para o meio das inúmeras caravanas do circo, tendo-se refugiado por debaixo de uma delas.
O tratador, foi o único que se aproximou, depois de terem posto em volta da caravana uma protecções.
Valente e destemido, quem sabe mais preocupado com os resultados que dali adviriam, lá conseguiu fazer com que o leão voltasse a uma pequena jaula que ali tinha sido estrategicamente colocada.
Eu, por sorte, apenas disse aos meus filhos e à minha mulher que se pusessem atrás de mim e que deixasse-mos sair toda aquela gente.
Não sei se alguém se lembra deste episódio, pois já foi há vinte e tal anos.
Sempre fui contra animais em cativeiro, pelo menos da forma que os circos os têm, por isso também estou zangado e solidário consigo.
Quanto às licenças, acho que poderá perguntar na Câmara, mas não acredito que não estejam devidamente autorizados.
Um abraço e desculpe ter sido tão "chato" a um sábado depois de almoço...
José Gonçalves

Maria Clarinda disse...

E como eu comprendo e me junto ao "Teu Grito"....
Jinhos

maria cunha disse...

realmente é de uma crueldade enorme...

bom fim de semana
um abraço

Azul disse...

Amiga.

Eu vivi portas- meias durante 30 anos com os uivos dos leões,macacos, ursos e toda a espécie de animais que possas imaginar!
Isto, quanto não me batiam á porta ás tantas da matina e me perguntavam, com o ar mais natural deste mundo, se podiam aceder ao meu quintal, para apanhar o macaco X, ou o flamingo Y!!!!
E os pavões, heein???os pavões, que até faziam um brilharete lá no quintal, mas que deixavam umas poias valentes e de cheirinho insuportável....
pois,pois,pois...

Por isso, só te posso dizer que estou contigo.

MalucaResponsavel disse...

deve ser mm angustiante.. e q é q podemos fzr, n é? bj

multiolhares disse...

Eu junto-me a ti
Também fico zangada
Já chega quando estão nos jardins
Fora do seu habitat natural
Quanto mais ter esses bichinhos enjaulados
Faz dó
Beijinhos
luna

Berta Helena disse...

Amiga Elvira,

Compreendo como deve ser difícil asua situação. Não suporto saber se animais maltratados. Cá em casa temos alguns, mas só quando estamos certos certos de que têm um vida minimamente feliz. Aliás são eles que contribuem para o nosso bem estar, desde que saibamos que têm essa condições que consideramos importantes para que se sintam felizes. Se não for assim é prefeível não os ter.
Por isso junto o meu protesto ao seu, amiga Elvira, prezo muito o bem estar dos animais.

Desejo-lhe, apesar de tudo, um bom fim de semana.

Beijos doces.

esteban lob disse...

Aunque estés en "primera fila" del circo tan cerca, es abominable el maltrato a los animales y provoca indignación e impotencia.
Te envío Elvira, un abrazo de fin de semana.

Vladimir disse...

Qual é a sua opinião sobre a desconfiança?

Rui Caetano disse...

Isso é uma vergonha, uma falta de respeito que revolta qualquer um. Não pode baixar os braços e contnuar a defender osseus direitos.

Sophiamar disse...

Venho deixar-te um beijo, desejar-te um bom domingo e que tudo na tua vida corra � medida dos teus desejos.Sa�de!

Um abra�o apertado!

Salvador Vaz da Silva disse...

Cara Elvira:

Chamo-me Salvador e vi que visitou recentemente o meu blog por sugestão do reporter. Obrigado desde logo pelo Gesto e pelo interesse, que muito me tocam.

Quanto ao seu problema do circo, que me pareceu ser apenas o do cativeiro dos animais, 2 sugestões:
- sociedade protectora dos animais e ASAE, sendo que esta ultima envolve já a apreciação do próprio circo em diversos aspectos de higiene e segurança, podendo mesmo conduzir ao encerramento;

- querendo ir para alem da mera questão da qualidade do cativeiro, pode denunciar o problema à camara municipal local, ao Governo civil que por ai tem jurisdição e, finalmente,às autoridades que superintendem em matéria de ruido (pode procurar na lista telefónica, provavelmente através do ministério da economia) visto que lhe farão uma medição a pedido e, como sabe, o nivel máximo de ruido está legalmente estabelecido e limitado, com diferentes niveis para o dia e para a noite.

Mais uma vez obrigado pela visita e espero ter sido util.

Um abraço,

Salvador



-

Rosa Maria disse...

Elvira

é a primeira vez que visito o seu blog mas não resisiti em comentar o seu post.

Eu recuso-me a ir a Circos e essa minha recusa é precisamente por ser contra os animais em cativeiro.

Claro que a si imagino o que deve ser levar com um Circo mesmo à beira da sua casa

Bom domingo

Belisa disse...

Viva
Sou solidária com essa revolta!
Também fico triste com os animais em cativeiro e nas condições que por vezes se encontram.. o circo deveria ser sítio de alegria...mas par mim funciona como sítio de tristeza...

beijos estrelados

J.G. disse...

Não gosto de circos que apresentam animais em exposição para proveito do Homem.
São bem tratados, dirão alguns. Pois sim! São o ganha-pão dos seus donos, convém que durem muito em boas condições, não? Como um objecto de que se serve quem o possui.
Sou contra esse tipo de espectáculo!

Um abraço.

brisa de palavras disse...

Gostei do titulo!

vamos a libertar essa zanga!!!

um abraço

brisa de palavras

Maria Faia disse...

Olá Amiga,

Quem é que, tendo um pouco, só um pouquinho de amor pelos seres vivos e pela natureza, não se zanga observando uma crueldade dessas?
Eu vou muitas vezes à Nazaré, onde é costume também abancar um circo desses ambulantes. Fico com os cabelos em pé ao ver animais enjaulados em cubículos, sem se poderem quase mecher.
A minha vontade era mandar fazer uma jaula e colocar lá os donos, sem espaço remanescente que não fosse o ocupado pelo corpo deles, deitado.
Aí saberiam o que é bom para a tosse.
Mas, a culpa, sendo também deles, não é só deles. Deveria ser legalmente proibido manter circos com estas condições mas, infelizmente, no nosso país é assim...
E as associação protectoras dos animais? Não veem ito?

Um abraço amigo,
Maria Faia

lula disse...

Olá. Há tanto tempo que não vinha aqui, que já quase não me lambrava desta tua casa. Pois, como já tive oportunidade de dizer, tb não concordo com animais nos circos, mesmo quando são bem tratados.Penso que nesse teu caso, para os animais estarem sempre a rugir (dia e noite) algo está mal.
A outra questão que se põe é a do barulho.
Toda a gente tem direito a ter sossego e, mesmo que não houvesse aí animais, haveria os barulhos próprios dos circos quando acampam em meios pequenos, com os altifalantes ligados a dar música para a terra inteira...
Se fosse eu a morar aí, certamente andava sempre a "fazer queixinhas" a quem de direito!

Osc@r Luiz disse...

Ah, minha amiga querida.
Tem toda razão.
Falei sobre isso num post a um tempo atrás, quando levei meu filho e um circo e ele me perguntou se havia gente dentro do hipopótamo.
Tem o meu apoio na sua revolta.
Beijos e boa semana!

mjf disse...

Olá!
Acho este tipo de circo, "selvagem".Os animais NÃO têm condições, estão mal nutridos e por vezes doentes...Devia haver uma entidade que zelasse por estes animais, que são vitimas de maus tratos...
Mas é o País que temos...tudo em prol do divertimento barato e sem qualidade...
Bom fim de semana

Dina disse...

Eu deixei de gostar de circo por essa razão, ficava cheia de pena dos animais e a maior parte deles são tão mal alimentados...devia ser proibido usar esse tipo de animais.
Oxalá um dia essa lei surja.
Beijinhos

fj disse...

Cá pra mim a amiga Elvira está mas é com medo dos leozinhos.
Diz lá q Não ;)
Quanto ao circo o q mais gosto é de Palhaços (no circo...disse bem!)
Abraço e boa semana.

Geo disse...

Querida Elvira,

Estou atrasada no comentário, mas concordo contigo que nada tem de especial animais enjaulados, simplesmente, para nossa diversão...nos falta a admiração pelo que são, livres, imaginar o tanto que sofre um animal selvagem para engolir sua natureza e passar de leão a macaco e fazer macaquices...De macacos a pessoas, tratam-nos como se fossem gente, para agradar gente que gosta de ver macaco não sendo o que é...

Deviamos sim adorar o belo como ele se apresenta...e usufruir do animal apenas o necessário a nossa sobrevivência, eles são perfeitos como são...acho que a definição de animal irracional está ao ser que acha que beleza está em ver um leão rugir de tristeza e medo.

Beijo!!

Geo

Renata Emy disse...

Elvira querida,

Não sou mto chegada a circos, não gosto de palhaços e odeio animais enjaulados.

Olha, tem dois selinhos po/ vc em meu blog.

Bjus

Miguel Ângelo disse...

Pior do que isso é viver num condomínio com uns vizinhos que são uns ursos autênticos - dê-se por feliz - pois, mais dia, menos dia, acabam por construir um prédio em frente e acabam-se os problemas, ou o grande problema....

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,