20.2.08

OS AMANTES

foto de Renato Silvestre - Olhares.com
Quando eles nasceram
uma rosa floriu
o mar serenou
suas mães sorriram.

Quando se encontraram
o sol brilhou
a vida encheu-se de cor
o amor nasceu.

Quando se amaram
o mundo parou
os pássaros cantaram
os jardins floridos
encheram-se
de alegres crianças.

Hoje são velhinhos
mas nos corações
existem paixões
que o tempo não apagou
como incendio
em dia de vento.

O rosto enrugado
as mãos deformadas
os olhos cansados
procuram-se
minuto a minuto
com o mesmo carinho.

Morreram um dia
e áquela hora
uma nuvem chorou.

Na aldeia esquecida
os sinos dobraram.

47 comentários:

Maria disse...

Que linda estória de vida neste poema, Elvira.
À medida que o lia lembrava-me da "Valsinha", do Chico Buarque, não sei porquê...

Amiga, tens lá um desafio...
Um abraço

lua prateada disse...

Lindo Elvira, sobretudo que hoje também eu tenho um nascimento lindo em minha vida...
Espero e seria tão bom que um dia ela podesse escrever um amor assim...
Beijinho prateado com carinho
SOL

LUIZ SANTILLI JR. disse...

Elvira
Quero agradecer sua visita ao BOA LEITURA.
Aparece sempre por lá.
Em sua poesia de hoje esta retratada a história comum da maioria de nós!
Eu sonhava com isso para mim e Marilena, a paixão de minha vida.
Deu-me três lindos filhos, mas não esperou por mim, partiu apressadamente há dez anos!
Ficou a saudade de um amor que durou 33 anos!
Abraço do Luiz

Lisa's mau feitio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lisa's mau feitio disse...

Quando eles nasceram
uma rosa floriu
o mar serenou
suas mães sorriram.

Querida Tia-Avó, esta quadra gelou-me o coração.

Tive um amor inesquecível! Ainda hoje as nossas mães lamentam o facto de nos termos perdidos pelo caminho... E tanta alegria depositaram em nós quando nasci eu, dois anos depois dele! Mas assim foi...

Vejo que encontrou a fotografia! Está fantástica!

Querida, vou tão bom termo-nos conhecido verdadeiramente hoje! A minha tia-avó é uma linda mesmo! :)
Só mesmo a Elvira para me pôr de webcam ligada, comigo de pijama e de gancho a prender o cabelo de lado!! ahaha
Adorei a nossa conversinha!

Muitos beijinhos para si, querida! E linda!

Lisa

(o comment apagado foi meu... tinha lá um erro horrível!!!)

tita coelho disse...

Lindíssimo Elvira!
Trata - se de uma história de vida, né?
As letras tão doces...Ficou maravilhoso!!
beijos

Azul disse...

Elvira....tão bonito.Tão...
ai, a lagrimita!

Berta Helena disse...

Querida Elvira,

A vida descrita por si, à sua maneira muito sensível. Gostei muito.

Um beijo.

Paulinha disse...

Querida Elvira, é lindo esse poema, fica uma lágrima no canto do olho. Beijinhos

Berta Helena disse...

Elvira,

As doze palavras nas Pequenas Coisas.

WILHEMINA QUEEN disse...

¡Precioso Elvira!

Dualidades disse...

O amor não tem idade!

Dualidades JP

camélia disse...

Hoje está um lindo dia em Lagos,
é bom que até a tardinha nenhuma nuvem chore.
Àgua sim,lágrimas não.
Como bom seria vivermos eternamente (sempre jovens)
Um abraço

mjf disse...

Olá amiga!
Lindo, ternurento ,sensivel...

Obrigada pela sua presença no meu cantinho num dia tão importante para mim
Beijos

São disse...

Felizes os protagonistas dessa sua história, minha amiga!
Beijo-a!

Geo disse...

Olá querida Elvira!!! Que lindo poema...como num filme que assisti certa vez...chama-se "Amor além da vida"...que amor lindo esse que ultrapassa o tempo, o espaço e nossas limitações, parabéns.

Obrigada pelo carinho em meu período de silêncio, a despedida não era para meus amigos, mas para algo que a muito já devia ter ido...mas os sentimentos devem se cumprir, digo, serem sentindos, sejam eles alegres ou tristes...precisava de uma tempo e para dificultar estava sem computador, só tenho no trabalho...obrigada pelo cuidado e desculpa por deixá-la sem notícias. Queria agradecer o prêmio que me deste, gravei e estou organizando em slide...Um grande Beijo!!!!

Geo

amigona avó e a neta princesa disse...

Lindo, amiga...a história de vida de alguns...e que felizes os que podem sonhar assim...beijos...

Odele Souza disse...

Elvira,

Que bonita homenagem ao amor na idade mais avançada.
Acho lindo quando vejo casais que vivem um amor duradouro, desses que só a morte os separa. Bonito e comovente o poema.

Um beijo querida.

aryanalee disse...

Felizes todos os que sonharam, e que viram ou vêem o sonho tornado realidade.
Quem de nós, homens e mulheres não acalentou este sonho? Que maravilhoso deve ser, chegar ao fim da caminhada juntamente com quem a iniciámos!
E mais não posso dizer....
Bjinhos

leonor costa disse...

Lindo! Como seria bom que todos nós tivessemos uma história de amor assim para contar! E nesse amor que eu acredito.

Beijinhos



HOJE E AMANHÃ

multiolhares disse...

O corpo pode envelhecer, as rugas aparecerem,
A força se perder, pode tudo na velhice, mas o amor esse permanece como sempre forte brilhante, os sentimentos são imutáveis

Beijinhos
luna

Brancamar disse...

Que lindo poema Elvira e que bom seria que todos acabassem de maneira tão feliz!
Beijinhos

Jonix disse...

Era bom que em todos os casais fosse assim. Ao fim de muitos anos o amor e respeito manter-se sempre. Sou adepto do amor eterno, e por isso mesmo muitos já me apelidaram de "raro", mas não quero saber, é o que acredito é o que sinto.

© Piedade Araújo Sol disse...

Tanta ternura num poema.

♥Serena♥ disse...

E as suas palavras me encantaram pela ternura que nelas derramou...
O meu coraçao sorriu a este amor que durante uma vida se abraçou


***

O Livreiro disse...

Bonito poema.

As melhoras do pai e da mãe.

Um abraço.

FM disse...

Interessante envelhecer... sem perder o Norte. A "vida" continua...
Beijos com Essências.

Pena disse...

Que encantador poema. Tão doce e lindo.
Lindo de verdade, tão magnífico e puro.
Comoveu-me. Sensibilizou-me!
Só de Alguém especial.
Calaram-se-me as palavras, prefiro um silêncio comunicativo. De profunda significação.
Que adorável!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Abraço de amizade sincera enorme

pena

Verdadeiramente terno e enternecedor!

Sophiamar disse...

Um poema lind�ssimo, amiga! Temos poeta! N�o � o primeiro nem o segundo poema teu que aqui encontro.Fant�stico!
E a hist�ria de amor � linda!

Beijinhossss

fj disse...

deixa-me 100palavras, está lindo!!!
um abraço amiga
boa semana!

Jose Gonçalves disse...

Elvira

Não queria deixar um comentário de circunstância, tão profundo foi o sentimento que me envolveu ao ler esta linda história de amor.
Só me vieram à lembrança meus pais a quem vi namorar até ao momento de nos deixarem. Tenho a certeza que ambos estarão lá no alto lendo este seu poema e na aldeia deles, os sinos dobram.
Um grande abraço
José Gonçalves

Uma vencedora disse...

Amiga linda...

Obrigada pela presença!!!

Eu ainda ei de encontrar um amor que me faça viver a eternidade...

Bjs

Janaína

Carminda Pinho disse...

Elvira,
este seu poema sensibiliza-me muito.

Beijinhos

Kalinka disse...

A liberdade permite-nos amar e odiar, ajudar e escapar, dar aos outros ou acumular para nós próprios. Talvez os jovens vivam com uma intensidade especial o mistério da liberdade. Quando somos meninos, a presença e o controlo dos pais evitam muitos caprichos e livram de muitos perigos. O adolescente, pelo contrário, sente que a vida está cada vez mais nas suas mãos. Os perigos são os mesmos, mas as pessoas mais velhas pressupõem que o jovem já está mais maduro para os enfrentar melhor. Contudo, há muitas armadilhas subtis, misteriosas, que o podem atrapalhar, que o podem destruir na sua própria liberdade.

Ando com muita necessidade de conversar, ando desanimada pois aqui no trabalho existe uma repressão enorme só para mim, eu aproveitava a m/hora de almoço para visitar os vossos blogs e, até isso...foi-me «proibido» ficar no gabinete...enfim, há gente tão má, eu pergunto:
Que andam a fazer pelo Mundo estas pessoas más? Pena é que as boas vão-se...infelizmente.

Beijinhos. Até sempre.

AMIGA, desculpe o meu «GRITO» por socorro!!!
LINDA ESTA POESIA.

pin gente disse...

sim, eu acredito no amor para toda a vida...

beijo
luísa

TINTA PERMANENTE disse...

Uma belissima cantata!...

abraços!

Arco-íris disse...

O amor existe...e o mais puro é eterno...
beijos...muitos

Jake disse...

Breatny_Spears - Baby One More Time

Eskisito disse...

Deve ser muito bom chegar à fase das rugas com o noso companheiro da nossa vida...Espero lá chegar.
Beijo

esteban lob disse...

Es un hermoso poema, Elvira.

"Algún día ellos morirán", igual que todos nosotros.
Pero para entonces, hay un dicho campesino chileno, con las palabras y escritura levemente deformadas del castellano tradicional:
"Lo bailao y lo tomao... no nos lo quitará naiden".

Un abrazo.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Lindo, Elvira, esse amor tranquilo que se espraia no tempo, que resiste às estações e aos lugares e, também, ao fustigar do vento.
Lindo, Elvira, falar desse amor.

Hoje tenho no Silêncio um texto do nosso amigo Santilli.
Beijinhos

Brancamar disse...

Olá Elvira,
Volto para lhe dizer boa-noite. Já deve ter reparado que tenho andado com pouco tempo e o ânimo também não tem ajudado, mas hoje espero como já disse ao Zé Gonçalves responder a um desafio vosso que anda aí para tràs há uns dias.
Daui vou ao Coisas Minhas mais daqui a um bocadinho. Não me esqueci das fotos que prometi enviar do Gerês, já andei à volta delas no fim de semana, mas a tal falta de tempo tem sido terrível.
Obrigada pela sua amizade. Bem haja.
Beijinho.

Maria do Consultório disse...

Ó elvira, há pouco deixei um comentário e assinei como o marido...Ups!

Filoxera disse...

Muito bonito, o poema. E a fotografia que o ilustra também está linda.
Beijos.

camélia disse...

´Bom dia Elvira.
Abrir o SEXTA-FEIRA e ouvir o Zeca, faz esquecer o mau tempo.
Tudo bom para você eo Zé
Um abraço.

LopesCa disse...

Muito bonito e excelente imagem a acompanhar

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,