5.5.09

FLOR ENTRE FLORES


Flor entre flores

Porquê sendo tu tão pequenina
És o maior de todos os meus amores
Talvez que ao ver-te me torne menina
Como mais uma flor entre flores.

És qual boneca de porcelana fina
que inocente o mundo vês de mil cores
e eu quisera que sempre o visses menina
mesmo quando mulher já tu fores.

Que os teus olhos de estranha doçura
onde brilha um universo de ternura
Não tenham nunca uma expressão magoada.

Que nunca, nunca os lábios teus
ao elevarem uma prece a Deus
Digam que da vida estás cansada


PARA OS QUE PERGUNTARAM PELO CONTINUAÇÃO DO CONTO, TALVEZ ESTA SEMANA SEJA PUBLICADO UM NOVO CAPITULO. COMO DEVEM CALCULAR, TEM SIDO DIFÍCIL CONTINUAR A HISTÓRIA DO MANUEL, DEPOIS DA SUA PARTIDA

13 comentários:

Maria disse...

Querida Amiga

Logo no início do teu conto percebi que seria uma biografia, e disse-o.
Perguntei-te agora para quando a continuação do conto do Manuel. Percebo as tuas razões, que são todas. Apenas achei que se lhe pegasses talvez te ajudasse a ultrapassar o que acredito seja muito difícil.
Afinal é uma estória de que conhecemos o essencial e já sabemos o final. Se te ajudar, pega nela. Se não conseguires, deixa pra lá e continua a escrever o que bem te apetecer.
Obrigada, Elvira.

Um abraço

Emigrante disse...

Olá Elvira
Daqui uma voz desconhecida!
Força... Continua...
Não continuar deixa sempre um sabor a vazio ...não?

Beijokas

Teresa

Dina disse...

Um poema dedicado à neta?
Deve estar linda...
Bjs

Isa disse...

É para a neta linda q.escreveste
este belo poema?
Todo ternura.
Beijo.
isa.

mjf disse...

Olá!
Esperemos um tempo :=)
Está bem ???


Beijocas

gaivota disse...

que lindo poema para uma flor mais linda ainda... as nossas flores são sempre tão especíasi e dignas de tudo, todas as palavras são sempre poucas...
que Deus a proteja sempre!
beijinhos
(a continuação da história de vida do Manuel voltará te sentires melhor ... agora o que importa é que vás tendo forças para seguir em frente nesse teu barco!)

Pitanga Doce disse...

Ai Elvira que o "bichinho" do amor te pegou! Hás-de ficar horas sem fim a vê-la dormir. A ver as caretas que faz enquanto sonha e faz que ri e que chora. E depois se espreguiça toda como se tivesse a ler um livro e deu-lhe moleza. hehe

É tão bom, meu Deus!

beijos pra ti e pra ela um cheirinho no pescoço.

da tia Pitanguinha

Isamar disse...

Que esta menina-flor continue a crescer num campo plantado de ternura, amizade, amor...
Deixo-te um beijo muito grande e um abraço apertado com a mais pura amizade.

Bem-hajas!

Odele Souza disse...

Claro que deve ser para a netinha este lindo poema da vovó coruja. (aí se diz vovó babada, não é?)

Que ela tenha sempre muita saúde.

Beijos.

Agulheta disse...

Elvira. Bonito e ternurento o poema,que pelo que li para a neta! mas se eles são as meninas dos nossos olhos? nada mais bonito no jardim que uma flor chamado neto.
Abraço

Vicente disse...

Cara Elvira,

...como é fácil o verso quando é bela a musa!..
...como o mundo nos parece outro quando por outros olhos o vemos...quem me dera a meninice...não saber, (Ahhh não saber!), não ter que crescer (Ahhhh não ter que crescer), apenas pairar na inocência...
Por um momento, breve, voltei às Escondidas, aos Policias e Ladrões, à Verdade e consequência, ao Agarra...ao rir...ao ir dormir cansado e estar feliz por estar cansado...
Felicidades à musa que a inspirou
Beijo

SILÊNCIO CULPADO disse...

Elvira

É ternurento e sublime este poema. Nele há construção e força, atributos que vêm duma fé consistente.

Abraço

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,